Família é família

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. agosto 2010 15:59

Não vou dizer aqui que era amigo, que convivi com ou que gostava dele, mas também não odiava. Fico triste porque mal ou bem no agility somos meio que uma família, nos damos bem com uns, mal com outros, bem melhor com terceiros, compartilhamos os locais de prova e somos sim uma família.

Essa noite Sam Gottlieb, que há algum tempo não julgava e não entrava em pista, mas que era árbitro e agilitista um dos que iniciaram o esporte no Brasil, morreu. Ficam aqui meus sentimos.

Sam que representou o Brasil em 1999 no primeiro mundial que nosso país teve representantes era o responsável pelo Agility News, site que presta grande serviço ao esporte brasileiro. Quando eu comecei era a minha fonte maior de consulta.

É a vida, onde a única coisa certaé a morte. 



Tags:

Comentários

23/8/2010 16:55:32 #

fabio

EU não conheci o SAM apenas o vi no A&C mas não nos falamos , eu sabia quem ele era e sua importancia dentro do mundo do agility , e lembro até na hora que ele chegou algumas pessoas fizeram OLHA LÁ O SAM e eu apenas acompanhei com o olhos ele e o filho dele que estavam no último dia ali no petcenter, lia sempre o agilitynews e meu primeiro treinador tinha feito um curso com ele e falava muito dele e acompanhava o forúm mas depois fiquei apenas com o forum da cba .que o Sam descance em paz e o que eu desejo...  

fabio Brasil |

24/8/2010 08:46:18 #

Miguel Ferigatto

Pelas histórias de sua dedicação, aprendi a respeitar esse cara que começou tudo isso por aqui. Em nossa primeira conversa, ele fez questão de me falar sobre as coisas boas que o Agility nos proporciona.  
Em todos encontros, sempre muito simpático, deixava claro seu amor pelo esporte. Se hoje estou me divertindo com Agility, tenho consciência que devo muito ao Sam.

Miguel Ferigatto Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"