Além das estatísticas - sem torcida

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. abril 2010 18:21

O final de semana que prometia ser de chuva constante e interminável foi de um nublado sábado e de sol quente domingo com chuva fria antes do final da tarde. O clima foi pra todos os gostos. Bom que não deixou o CTA debaixo d'água. Reparei em muita coisa lá, conversei com muitos e dei várias risadas jogando conversa fora, e uma das funções do agility é ser essa válvula de escape.

É impressão minha ou ninguém mais torce por ninguém?

São tantas equipes, tantos uniformes e quase nenhuma torcida. Talvez essa sensação seja amplificada pela separação das duplas por quatro no final de semana. Fiquei quase o dia inteiro no CTA nos dois dias. Sábado entrei no grau 2 e foi bom, acabei com minha participação rápidamente e fiquei a tarde vendo as pistas do grau 3. Domingo poderíamos chegar ao meio dia lá, mas as 10 e pouquinho já batemos o ponto.

Era mais legal quando todos gritavam, quando tinha o "PEGANÓIS" e o "VAI TIME". Não quero que ninguém vá e torça contra outros, o que alguns fazem diga-se, mas também acho que seria legal ter mais apoio. Meus amigos gostaria de agradecer aqui por gritarem e ajudarem fora da pista. O Edu (Seo Kuka) até me vaiou quando desclassifiquei o Bola. Brigado Edu!

No InCão puxamos um grito pro Milton, que é um puta exemplo do que é o Agility. Isso tá faltando, já foi assim. Agility é dentro de pista você perde e ganha de você mesmo.

CTA tava pintadinho, grades de entrada e saída,os canteiros onde normalmente a água fica parada quando chove com brita que também estava debaixo das torneiras, grama cortada, nos dois dias tinha um senhorzinho varrendo as folhas, pista limpa. Parabéns por isso.

E dentro de pista?

Vamos começar com os iniciantes então. Queria destacar a Tia da Fê que ganhou uma das provas do G0 Mini com sua poodinha, fake da Kiara. Fiquei feliz, mas acabei não dando os parabéns pra ela. Primeiro pódio, primeira vitória, primeira medalha.

O G0 Standard tá show de ver. Sério mesmo, da gosto. Várias duplas boas cada uma com suas qualidades e defeitos.Quase todas pecando pela curta estrada dentro do Agility.

Pipo logo logo vai fazer companhia pro outro coiso pretono grau 2. Ótimas zonas. Talvez ainda não tenha subido porque compete em apenas uma etapa por final de semana. Ainda no grau 1 e a Xena hein? Ótimas pistas, ótimos tempos e um 2º e um 1º.Será que vão competir no grau 2?

Apesar da torcida contra, na última pista, a Guíça ganhou a prova e mudou de grau com a Vivian. Apenas uma desclassificação no findi. Fiquei feliz porque ela completou três pistas das quatro. Primeira vez que fui totalmente responsável pela dupla e o desempenho delas me deixou muito feliz, apesar das desconfianças da condutora em relação ao que eu falava pra fazer. Foi uma passagem rápida pelo grau 1, apenas 11 pistas.

Uma pausa nas duplas pra dizer outra coisa que ficou perdida nos pensamentos. Aceitar as diferenças é importante, nem todos precisam fazer as coisas como nós achamos que é correto e nem por isso elas passam a estar erradas. Conversei algo parecido como Giovanni do Rio.

Grado 2!

Dina e Brown. São os destaques do Standard. A primeira venceu as duas provas do final de semana, a jovem senhora largou o Dan pros médicos com um bom humor. O Chefe terça-feira foi operado do ombro, já saiu do hospital e passa bem. O segundo passou pro grau 3. Parabéns pro Marco novamente. Agora relaxa e treina. Fê e Brenda também mudaram de grau no sábado. Ambos vão enfrentar as "ondas gigantes" do grau 3.

Numa categoria que Rocio havia vencido todas as provas com seus Bostons Fernanda Lesnau colocou seu coiso preto, sir Black Ty,na primeira colocação. Combinado Zerado. Verinha também foi muito bem no final de semana, três medalhas nas duas provas do Midi. Mariazinha venceu a sexta etapa. Alice, a BC da Antonella ládo Rio, tá cada vez melhor. Mais controlada. Alguém vai dizer que "se ela fosse assim, se treinasse assado, se conduzisse daquele ou dessa forma ia melhor". Mais um exemplo de "deixa ela fazer da forma dela".

E no grau 3...

O destaque geral do final de semana é a Lóli.Impossível tentar achar um outro destaque pra começar a falar. A desclassificação no agility da 6ª etapa tirou a liderançada doguinha. Tá andando muito e Samir tem aproveitado o momento.Venceu um dos combinados e chegou a sexta vitória nessa temporada. O outro foi vencido pelo Paulo com a Blanka que também andou muitobem nas quatro pistas.

Théo e Hera foram pros dois pódios do Midi. Com variação do terceiro lugar. Lola uma vez e Tyller outra.

Conversei rapidamente com o Eduardo, condutor da Phoebe, que foi ao Museu do Fusca e não tirou uma foto sequer, sobre os treinos da pré-seleção. Ele está tentando tirar mais do cachorro em pista. Vale dizer queé o primeiro dog dele no agility e que ele tem pouco tempo de agility.

Pra terminar, um beijo pro truta Tiago. Teu cachorro tácada vez melhor.



Tags:

Queen Lóli

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. abril 2010 13:54

Parece que foi ontem que começou a bagaça e já foram 74 disputas. A regra pegou e hoje ninguém mais reclama de disputar o ranking contra todas as duplas grau 3. O grande vencedor ainda é Rodrigo com Panda, porém três duplas são fortes candidatas a chegar perto e duas até podem passar. Zé e Dino tem 9 vitórias e estão na segunda colocação.

Quando terminou a Copa CBA o grande duo do Brasil era Felipe com Petit, com duas vitórias nas duas etapas finais da competição. Venceram ainda outras duas provas nessa temporada. Acontece que Samir com Lóli estão hoje um passo a frente e já são seis conquistas. No Brasileiro, XIBR, são três em seis, 50%. Se vencerem mais um igualam o desempenho de Rodrigo e Panda na primeira temporada de disputade unificados 2006/2007.

É bem provável que isso ocorra, como é provável que Felipe volte a vencer com Petit e Zezinho om Dino, mas igualar o desempenho do "King Panda" seria histórico.

Quem quiser ler mais tem uma matéria no site da CBA:
http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1225



Tags:

Gigante - show essa

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. abril 2010 10:26

Show! Mais um retrato do Guilthe Trevis. Essa eu vi ser produzida.
O link do final de semana segue abaixo:
http://agility.guitrevisani.com.br/ 


Tags:

Sem sono, nem parece que virei a noite

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. abril 2010 15:51

Três coisas rápidas antes de sair para buscar os outros dois membros da matilha. Primeiro que os rankings do XIBR, caso alguém ainda não tenha visto, foram publicados e estão atualizados. Tem também uma galeria de imagens, o link abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/rankings/rank_XIBR.shtml

Segundo que inspirado no blog do Chester uma outra doguinha tem blog. Não sei direito a história e o Samy pode contar mais, nos comments, né Samuca? O link, como sempre:
http://ruanitacomjota.blogspot.com/

Terceiro que o indeciso Daniel Nakamura, músico, blogueiro, fez um post "quem é Fabi" no blog do Cookie. Cara, vem treinar agility também, não aqui em São Léo, mas ai em Sampa. Na próxima prova faz uma visita. Tks pelo post e pela comparação com o Cream, pusta homenagem:
http://sitedocookie.blogspot.com/2010/04/quem-e-fabi.html


Tags:

Palianas - viagem com emoção

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. abril 2010 14:10

Vivos!

Lá pelas tantas, chegando em Curitiba ao fazer uma curva notei que a direção ficou meio boba, parecia que estava com folga. Na hora pensei que era vento. Na curva seguinte novamente, o carro abanando, rabeando. Diminui pra 80 e procurava um lugar pra parar quando de repente um sonoro "POF" literalmente rasgou o quase silêncio, pois até o rádio já tinha baixado.

Bom ligamos pro SOS do pedágio em vão, diga-se, esperamos 20 minutos e a Polícia Rodoviária apareceu. Como sempre e certa, fez várias perguntas, o guarda "bom" nos ajudava enquanto o guarda "mal" nos media. O bom passou o Km da estrada em que estávamos, telefone do socorro e tals enquanto o "mal" perguntou, apontando pro parachoque traseiro, se tínhamos estepe. "Claro!" respondi, "então por que vocês não trocam, não sabem?" retrucou. Não entendi direito a pergunta e fiz ele repetir. kk. Era catarinense, o "mal". Falei que como "estávamos viajando a noite achei melhor chamar ajuda, já que há disponibilidade".

Esperamos mais 20 minutos e ninguém apareceu. Me emputeci e enquanto levantava o carro a Vivian soltava o estepe que fica debaixo do carro. Em cinco minutos resolvemos o problema e seguimos viagem.

Nossa sorte é que o pneu estourou, alias rasgou numa reta e a 80, porque se acontece numa curva que fosse a 100, poderia ter sido bem pior. Bom, ficar 50 minutos esperando ajuda que não veio também é bem ruim. Poderíamos ter sido abduzidos.

Isso sim seria péssimo. 



Tags:

Uma nova fórmula

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. abril 2010 13:41

Gostei da idéia da Val. Uma ótima fórmula que pode até não ser definitiva, mas deveria ser estudada e levada em conta. Inclusive com um sistema de provas divididas em dois dias com categorias ficando menos de um turno por dia.

Leiam e opinem lá, se quiserem:
http://shelixeluv.blogspot.com/2010/04/brasileiro-2o2o-2on-2off.html

Acho que a discussão está indo pro lado errado. Existe uma diferença entre o que eu achei do que eu prefiro. Gostei do final de semana, mas acho que uma prova por dia é mais legal.

Vamos pensar. 



Tags:

42, 13, 7

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. abril 2010 00:38

To melhorando, consideravelmente, o tempo que levo pra mudar do grau 1 para o grau 2 com um cachorro. To medindo isso em pistas, não em dias, meses ou anos. Alguém pode me achar louco por contar isso, mas vamos lá.

42 com Schummy
13 com Guíça
07 com Billy Bola

Em termos de qualificação do Bola

03 Excelentes Zerados
02 Excelentes
01 Muito Bom
01 Desclassificado 



Tags:

All Star - All Dog

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. abril 2010 21:00

Se a primeira foto é de 2007, do terceiro lugar do Schummy do grau 1 lá no imigrantes e as outras duas são desse final de semana podemos concluir que esse tênis é velho pra caramba. Provavelmente de 2006. Três momentos totalmente diferentes.

Com o Schummy o primeiro pódio no grau 1, com a Guíça o primeiro no grau 2 e com o Bola o último no grau 1. Três colocações diferentes, três dogs totalmente diferentes com um único fator em comum o condutor.

O primeiro é sensacional, como cachorro fora qualquer esporte ou atividade, é único. Como muitos devem ser para seus donos. Difícil de treinar e conduzir. Até hoje ainda é um desafio. Na época, sem conhecimento, estragamos muita coisa.

A segunda veio em uma nova condição. Já sabíamos muito mais, com experiências de treinamento e provas. No entanto veio quase sem temperamento, medrosa, e teve que ser ambientada. Muito mais trabalho, no entanto resultados muito mais rápido.

O terceiro foi o que mais trabalhei e para quem ainda terei que doar meu tempo. Tem potencial pra ser melhor do que é hoje. O tempo e empenho vão dar o tom da conversa.

Em comum o All Star vermelho, da Converse.

Calçados muito mais imponentes desintegraram na metade desse tempo. Vou citar um Bull Terrier que comprei em 2006 e que já foi pro saco e um Fila de caminhada que rasgou completamente. Ambos girando quase na casa dos 200 reais.

Esse ai custou caro na época, coisa de 59 reais, um allstar normal custaria 39, mas valeu a pena. Me acompanhou nas maiores conquistas esportivas. 



Tags:

Os dois Ez´s do Bola para subir pro grau 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. abril 2010 20:44

Esse primeiro EZ foi engraçado até. Primeiro porque comecei limpando a boca. Depois porque o Bola sequer treina mesa. Como falei pro Edu e pra Ana (Seo e Dona Kuka) eu treino um "sofá" em casa. Depois da passarela, que foi boa, não rápida ele ficou esperando uma bolinha pra catar, porque eu fiz o movimento de lançar ele no salto. Deu umas bandas, mas odeio essas pistas abertas demais. Esse início da pista do Eugênio é a cara dele, bem como a entrada cega do slalon. Vários dogs erraram ali porque escorregaram.


A segunda pista, que na verdade era a primeira da 6ª etapa, segundo vídeo na verdade, do Augusto começava com um out, bem esquisito e virava uma correria sem fim. Quase que obrigação zerar essa pista porque depois do nº 2 não havia o que errar. Talvez uma zona de contato, mas o percurso era impossível.



Tags:

Vamos as coisas boas então

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. abril 2010 18:47

Fizemos uma ótima estréia na equipe nova. Foram, no final de semana quatro medalhas pra seis cães. Hoje Guíça ganhou o Grau 1 da 6ª etapa, Bola ficou em segundo e ambos no grau 2. Não gostei das minhas apresentações com o Bola hoje. Foram dois excelentes zerados e fiquei me devendo uma apresentação mais forte.

Tentei na última pista fazer mais, algo diferente, a pista era do Samir, mas a falta de treino fica clara quando se tenta chegar mais perto do limite, que não estava muito longe diga-se. A estréia foi melhor na minha opinião, com o Bola, lá no InCão. Hoje nem achei que ficaria entre os cinco melhores. Não vi a prova e ai vale uma explicação.

Foi a primeira vez que fui responsável pela condução da Vivian com a Guíça. Mas ela não sente o cachorro na mão ainda. Talvez seja um problema de treinamento da Vivian, falta de autonomia. E eu cobro isso dela. Na primeira pista do grau 1 e entramos em todas, nós dois, ela terminou zerada. Segundo EZ. Eu entrei e zerei também, foi meu 2º EZ. Terminamos em 1º e 2º, os únicos zerados. Óbvio que bastava pra ambos terminar suas pistas sem faltas pra ganhar as provas e mudar de grau.

Porém quando elas entraram em pista, segunda perna do AG1 da 5ª etapa, foram desclassificadas numa parte muito simples, básico. Isso me tirou fora do sério. Ser técnico é FODS, pra ajudar alguém tem que ser muito equilibrado nesse sentido. É preciso blindar o cérebro contra o coração. Razão X Emoção. Entrei em pista e por um acaso "dos destinos" o Bola derrubou a barra do salto onde a Guíça foi desclassificada. Que MERDA pensei. Fui fazendo o percurso e fui zerado até não chamar o cachorro para o penúltimo salto. Desclassificado.

Fazia tão pouco sentido pra mim terminar aquela pista que não corrigi ele. Provavelmente teria marcado uns pontos.

Na pista seguinte, Agility Grau 1 da sexta etapa, julgamento do Augusto (Gepeto) ambos zeramos e fomos para o grau 2. Dessa vez, nem quis saber a colocação que fiquei, só fui pra tentar tirar o máximo do máximo. Terminei com um refúgo e uma falta. No final ainda fiquei com a segunda posição, atrás da Vivian com a Guíça que terminou essa mesma prova com uma faltinha.

Bom, não tenho mais cães no grau 1 novamente. Bola é o quinto que sai e é o quarto que vou tentar passar pro  3. Agora é preciso treinar mais. Brigado aos que estiveram do meu lado nessa jornada.

Foto da Dani, Bola.



Tags:

Quem aposta contra um amigo

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. abril 2010 18:20

Cada um que chega ao agility tem uma história, todos tem um lado triste pra contar. Centenas de eliminações, dezenas de momentos ruins, dignos de esquecimento até pelo melhor dos elefantes. Quando entendemos que cada um tem os seus problemas dificilmente brincamos com isso. Respeitar é necessidade. Não dá pra tripudiar sobre a meta de alguém mesmo que seja chegar até o final de uma pista e no agility vemos muito isso. Não dá pra tentar sem ser criticado, assim como no futebol são 170 milhões de técnicos, a maioria dos condutores acha que sabe mais que aquele criticado da pista.

Nenhum amigo meu apostou contra mim hoje, seja de brincadeira ou sério valendo dinheiro, mas apostaram contra os meus. Ficaria triste porque a aposta era uma desclassificação contra a entrada no slalon. Vinte reais? Esse é o preço pra perder uma amizade? Não sei, sendo o cara meu amigo seria.

O fato é que o sujeito perdeu 20 reais, tomara que tenha, a Guíça entrou no slalon, fez uma falta nessa pista e acabou ganhando a prova, passou pro grau 2 com a Vivian e calou a boca de um que nem vale um adjetivo.

Amigo que é amigo da força, não torce contra. Pena que esse seja o espírito de muitos do Agility hoje. 



Tags:

Algumas linhas de sábado pros que estão longe

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. abril 2010 00:26

Vamos lá rapidamente porque tenho que ir pra prova. Seguinte as provas foram legais, o dia foi legal, não choveu e o clima ficou fresco. Não acredito que as quatro pistas seguidas ou separadas hoje fossem modificar o desempenho de qualquer duplas. Até se estivesse quente acho que o resultado seria o mesmo.

- as pistas do grau 2, não todas, estavam, talvez, mais desafiadoras para os grau 2 do que as do grau 3 para os condutores grau 3. O grande vilão foi o out utilizado por todos os árbitros;

- como fomos separados por quatro, em momento algum do dia tivemos falta de espaço em barracas ou excesso de gente pra comer. Na verdade a prova ficou vazia. Por um lado foi bom, sobrou espaço e por outro foi melancólico;

-  Marco com Brown e Fernanda com Brenda mudaram de grau. Trajetórias distintas com o mesmo fim. Para ambas as escolas os primeiros condutores grau 3. O Paraná por sua vez ganha sua primeira condutora no nível mais alto do agility;

- Agility 2 da quinta etapa mais agility 2 da 6ª etapa. Foi engraçado porque após fazer duas pistas automaticamente você quer um resultado combinado, mas não, haha;

- Samir venceu mais um combinado Unificado com Lóli. É o sexto dessa temporada. Vem fazendo parecido com o que Rodrigo fez com Panda em 2006/2007. Na ocasião se não estou enganado foram sete ou oito vitórias. É a dupla do momento no grau 3.

Volto mais tarde, depois das provas. Bom domingo para todos. 



Tags:

Guiça em 4º, primeiro pódio no grau 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  24. abril 2010 22:00

Nessa minha longa jornada de provas oficiais, no grau 2 desde 2007, abril acho, ou seja três anos, nunca havia entrado entre os três melhores do grau 2 Standard e agora, mais recente, entre os cinco. Pois é, na sexta etapa do XI Brasileiro chegou a minha vez. É bom ir pro pódio e é fácil acostumar também. Não sei quanto tempo vai demorar pra subirmos (Eu e Guíça) num do Grau 2 então estou aproveitando o momento.

Sem desculpas.

São cinco meses sem treinar com ela e me senti bem conduzindo, principalmente nas pistas da Camila por um motivo simples. Entrei primeiro com o Schummy e esse reconhecimento de luxo ajudou, quando entrei primeiro com a Guíça, nas pistas do Renan, fui melhor com ele. É um luxo realmente ter dois cães no mesmo grau. No final das contas o resultado foi melhor com ela. Indiscutivelmente apesar de ser um prazer conduzir o Schummy a Guíça é mais fácil por ser melhor treinada. Precisa corrigir, com treino, slalon e zonas de contato. Corrigir não, melhorar. Agradeço pelo treino a Vivian, que tem se dedicado a isso. Obrigado por ter emprestado a doguinha!

Abaixo a melhor pista do dia. O Agility Grau 2 da Camila



Tags:

Tã, tã, tãn

escrito por Fabi Estiga nesta data  24. abril 2010 21:06

Marco passou pro grau 3 e merecia um banho de água da bica. hahaha.



Cãopetição já tem uma dupla grau 3 e esse cara do Agility Curitiba é um fanfarrão.


Tags:

Quando me fui não me afastei

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. abril 2010 22:57



Fito Paez, grande músico Argentino. Não faz tanto sucesso no Brasil, mas no RS faz muito.
Essa música é show.


Tags:

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"