Até o próximo domingo - totalmente na falta

escrito por Fabi Estiga nesta data  31. agosto 2014 23:48

Ideias não faltam, tem mesmo é faltado tempo para fazer tudo o que gostaria de fazer. infelizmente sábado e domingo foram curtos para as tarefas que ficaram e ficarão acumuladas até domingo que vem.

Estou devendo dois Cafés com Agility, já tenho os dois roteiros prontos. Talvez, quem sabe, grave um amanhã, mas só deus da internet sabem se terei tempo.

Comecei a editar dia desses um vídeo de agility que talvez fique pronto antes das etapas do XVI Brasileiro em Outubro. Vai ser legal pra motivar a galera, mas eu queria mesmo era já ter ele para mostrar, amanhã. Todos teremos que esperar.

Sexta e ontem ainda consegui treinar os dogs, manter o trabalho do mês passado. Afinal de contas em 45 dias começamos mais um nacional. Mais uma viagem, outra viagem!!! Pra mim será a quarta em 60 dias, acho ótimo. Adoro viajar, ainda mais quando tem cachorro e agility, tudo junto. Mas...

Bom, por hoje é isso, uma boa semana para todos!



Tags:

Até o próximo domingo

Muito tarde, mas válida

escrito por Fabi Estiga nesta data  29. agosto 2014 08:53

Ressaltando a nossa participação nas etapas de abertura da VI Copa CBA está lá o texto no site, renovado, do AgilityESP. Como sempre ele é pouco técnico, pelo menos tenta ser. E visa registrar os momentos que passamos com nossos cães dentro e fora de pista.

Tem vídeo da Adalgisa com a Yuki, tem as curtinhas lá no cantinho direito e mais infos.

http://www.agility.esp.br/post/VI-Copa-CBA-abertura

Não posso deixar de agradecer, outra e mais uma vez, ao Miguel e Edilene pelas incríveis fotos que fizeram das etapas. Assim consigo hidratar os textos espalhados pela internet com ótimos instantâneos. Como por exemplo, esse da Glee no slalon.

E é interessantíssimo pra mim essa, em especial. Meu grande medo nesse final de semana tornando-se uma alegria sem tamanho. Registrada pelo clic do Ferigatto. Pra maioria é apenas um cão no slalon, pra mim é a vitória do dia.



Tags:

Agility.ESP.BR

Ontheroad - mudança de prefixo - a última Picapálida

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. agosto 2014 22:12

Nem sempre uso, mas todas as matérias ontheroad do blog deveriam ter um prefixo. Deveria ter continuado contando o número de idas e vindas para saber, quem sabe, aproximadamente quantos quilometros rodamos pelas estradas desse Brasil, sempre com uma renca de cachorros.

Carros são quase membros da família, uma pena não conseguir ficar com todos que passam pelas nossas mãos, pés, pernas, costas e bundas. A morte seria uma boa saída para eles, embora seja de extremo egoísmo. Quando estão ficando maduros, nós passamos eles para frente.

Por onde será que anda a Palio Weekend Adventure acima? Na foto estávamos parados na Serra do Cafezal, lá no início de 2010. As obras terminariam em 2012 apenas. Óbvio que ainda não está duplicada e num dia de azar você perde 3 horas parado ou andando beeeeem devagar.

O prefixo dos textos das viagens #ontheroad, com a Palio, era #Palianas.

Ai veio uma fase que começou sem nome, a das Picassos e que na volta da primeira trip ganhou um "Picadura" para designar, os dois ou três posts que fiz sobre isso. Um deles esse aqui, pra entender os porquês do nome. Foi o suficiente para continuarmos com as Picas, mas passamos de dura para pálida.

Foi as vésperas do Natal que fechamos o negócio. Com o dinheiro do seguro compramos esse ovo branco. Parecia uma ambulância e fazia um barulho grave "uuuuuuuh" quando passava dos 90km/h. Porque ela tinha um rack, projetado pela Citroen (incrível) para ficar fazendo barulho.

A primeira viagem que fizemos com ela foi de Porto Alegre para Imbé (praia do litoral do RS) levando o meu tio, que passou mal no avião com uma pedra no rim. Isso, creiam, no dia 31 de dezembro. O carro era apropriado. Lembro que coloquei um The Best of Elton John e ele dormiu. kkk. Não o carro, meu Tio. Foram meros 100Km de ida e o mesmo de volta. Simples.

Tivemos vários problemas com ela. Pálida deu piti elétrico, queimando fuzíveis continuamente, fazendo uma viagem durar 21 horas e chegar em SP rebocada, estourou o rolamento da embreagem quando saíamos para uma prova em Descalvado e da última vez (tudo isso em Sampa) abriu o bico ao ser abastecida com álcool. Não ela não era Flex.

Na foto acima, Schummy com a Pálida ao fundo, em  Palhoça - SC. Tenho muitas fotos dos carros e de tudo. Família de japonês só sabe como foi a viagem depois que baixar as fotos, mas meu pai era assim, ainda que não seja nipônico. Herdei isso dele, que hoje não bate tantas fotos. Revirando um álbum ou outro, encontrará fotos minhas em momentos incríveis, nem sempre memoráveis.

Enfim, junto com a fase Picapálida, começamos uma Ensandesidas. É um trocadalho do carilho, criado pela Vívian. Bom para viagens Pocket, rápidas e que precisam ser enconômicas, o mais legal de viajar de Sandero é o rádio com 1001 funções. Toca CD, Mp3, Celular, Tablet... se duvidar toca até disco.

Essas ainda continuam.

A fase Pálida é que terminou. Agora ela, nossa Xsara Picasso branca, cuidará de outra família. E como disse pro novo proprietário: "espero que vocês sejam tão felizes quanto nós fomos com ela".

Abaixo, num posto de gasolina, a caravana do Agility, voltando de um Campeonato Paranaense. Aurélio também curte uma Pica, teve uma preta e agora uma prata.

Daqui pra frente não sabemos, o tempo irá dizer, vamos ver o que o nos trará e o que as mentes brilhantes aqui de casa pensarão sobre o novo prefixo. Como no futuro tudo é possível, posso começar a sonhar. Quem sabe Mercêdicas?



Tags:

carros e caixas | On the Road

Não Homologada

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. agosto 2014 12:55



Tags:

Agility

O retorno do Cariocão com 34 duplas

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. agosto 2014 09:10

Uma pausa de cinco meses nos trabalhos dentro do Décimo Carioca. Foi isso que ocorreu e nesse meio tempo, não no meio, duas provas oficiais denominadas Copa Astro, primeira e segunda.

Esse número de inscritos é muito bom. Comparando com a principal referência nacional hoje, São Paulo viu na abertura do Estadual, 65 duplas. As 34 da lista fechada agora pouco estão divididas em 8 escolas! Caramba, muita escola, todas do Rio de Janeiro. Desta vez Minas não estará presente.

32 duplas na 3ª etapa e 34 na 4ª.

Ser autossuficiente em número de inscritos é o que todo o Campeonato Oficial precisa, apenas com duplas do próprio estado para completar o mínimo requisitado. Nesse ponto estão no caminho.



Tags:

Agility

Mudando de grau - diferentes reações

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. agosto 2014 11:00

Eu gosto muito de observar as coisas, comparar o incomparável e tentar entender o que passa em cada momento específico dessa profusão de emoções que é o agility. Cada um sabe o que é melhor e pior no seu agility, mas em relação ao que os outros pensam é diferente. Vai ter sempre alguém achando legal e outro achando ruim, como esse texto que escrevo agora.

Três duplas mudaram de grau durante a 6ª etapa da VI Copa CBA, e haviam mais candidatos, que não viraram voltas zeradas. Vou falar das distintas emoções que vi em cada um durante as provas, porque estive perto de alguma forma de todas. Começando pela Ana com a Akira.

A Pastor de Shetland deu trabalho para sua condutora, mesmo não sendo uma novata nas pistas, era notório que a adaptação do dog demorou pra acontecer. Zeraram as quatro pistas do final de semana para mudar de grau, mas um dos Ezs com árbitro repetido, logo a primeira de domingo foi a derradeira. Conversando com a Ana, ela me contou rapidinho os problemas e a sensação de ter conseguido ultrapassá-los, colocando parte do sucesso no coach. Que vem a ser o Truta Rock (Tiago).

A Vanessa com a Sauza também foi para Sampa visando um EZ para mudar de grau. Primeiro Border Collie que ela treina e compete, nota-se uma carga de adrenalina muito alta, na dupla, o que torna qualquer movimento uma possível explosão. É mais legal passar de grau em uma prova nacional? Eu acho que é. Porque o nível em si já é maior, pista, público, mais concorrentes, mais gente vendo, pressão. Na minha visão a conquista não foi ter ultrapassado essa fase do jogo, valeu ter encontrado uma região boa de trabalhar, mesmo com a adrenalina, com níveis de estresse altíssimos, conquistaram dois Ezs no domingo, melhor dupla grau 1 do dia no standard.

Quando você acha essa zona, "de conforto", basta tentar reproduzir a cada pista.

O terceiro que vou citar foi o mais engraçado. Aurélio e Wendy. Depois de um sábado desgraçado fez ótimas provas com os dois cães dele domingo. Duas delas com Wendy, dog grau 2. Terminada a prova ele comentou comigo que venceu, já na hora do pódio e ai perguntei, zerou as duas? A resposta foi sim e larguei um "grau 3 então". Ai que ele se tocou que havia mudado de grau. Não que seja menos comemorado ou menos difícil, menos emocionante, mas as vezes desencanar é o melhor caminho. Relaxar pra ver o que acontece. Saber o que precisa ser feito todos sabem, mas talvez não se colocar tanto na situação de cobrança seja interessante em alguns momentos. Difícil é saber o momento de cobrar-se.

Parabéns para todos, sempre é ótimo compartilhar histórias tão legais.



Tags: , ,

Agility

Voando alto

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. agosto 2014 09:56

Linda imagem da Glee pulando lá em Cotia by Miguel Ferigatto. Aqui tem todas. Uma das características da Glee, desde sempre, é a incrível capacidade de pular que ela tem. Algo que tentamos evitar, os saltos no muro para catar os gatos de vizinhos irresponsáveis, chegam a passar de 1,80 de altura.

Esse esticamentos das patas não é sempre também. Algumas vezes ela pula com as traseiras encolhidas. Esse movimento, dependendo da velocidade pode derrubar barras. Não aconteceu nas pistas do seu primeiro final de semana, mas...



Tags: ,

Agility

Até o próximo domingo - pra colocar em dia

escrito por Fabi Estiga nesta data  24. agosto 2014 23:12

O domingo com vontade de nada, foi pra passar o dia com a nega véia, que é como os gauchos se referem de forma carinhosa as respectivas esposas. Hora de novas rotas, novos destinos e metas para os últimos três meses do ano. E agora que programamos 2015.

- três novidades nas coordenações regionais do Agility Brasileiro. Henrique Silva e Aurélio Schubert, respectivamente do Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, pediram desligamento de suas funções. Para o lugar do Henrique foi nomeada Antonella Corsini;

- Coca fez um ano ontem! A doga mais nova da casa, a mais louca, workaholic total, geral. Glee deu início a um novo momento no nosso agility, mas foi mais forte pro meu lado. Coca foi escolhida pela Vívian, para a Vívian. Não dava mais para esperar, ela precisava disso. E foi a continuação do impulso;

- Essas duas molequinhas tem uma função 100% motivacional. São novos desafios que nos obrigaram a melhorar dia a dia, fazer obstáculos, correr atrás da informação... no final das contas é muito divertido. Quando a Vì não queria um cachorro novo eu disse vai escolher e a gente vê o que faz. Hoje garanto que ela não sabe viver sem nossa Cocú, que é grudada nela, bem como o Elvis.

Tem tanta coisa pra colocar em dia, tantas coisas pra escrever, vídeos e fotos para editar, nem sei direito por onde começar, mas vamos lá!

Uma boa semana para todos nós!



Tags:

Até o próximo domingo

Take the long way home

escrito por Fabi Estiga nesta data  24. agosto 2014 14:06

Só pra passar a limpo meus últimos 15 dias. Passei três enfurnado em salas de aula (11, 12 e 13) passando apenas a noite em casa. Depois viagem para Sampa de 14 a 19. Ótima viagem para fazer agility e passar um tempo com a família Paulista. Sempre dá pra encaixar um ou outro aniversário nessas. Foi o caso.

Chegamos na terça-feira a noite e na quarta pela manhã voltou para estrada, dessa vez de avião retornando para SP e de lá para uma cidade chamada Ipuiúna, 10 mil habitantes. O que eu fui fazer lá? Pois é. Acumular mais conhecimento.

E depois de mais quatro dias fora de casa volto guiado pelas sábias palavras de Roger Hudson (Supertramp), que lembrei enquanto olhava essa linda paisagem mineira. Seria um longo caminho de volta para casa. Ôbinus, avião e carro, totalizando 1500km, entre a remota Ipuiúna e a emergente Gravataí. Muito distantes, mas com nomes indígenas, como muitas alias pelo Brasil.

Em comum entre as duas? Eu.

Parece que foi ontem que sai pra viajar, e estava com muitas saudades de casa, da minha cama, dos cachorros, mulher e filho humano, não necessariamente nessa ordem. De qualquer forma estou aqui, pelo menos pelos próximos 10 dias, até a próxima viagem. hahaha. Long Way...



Tags:

On the Road

Airplane? New Socks - goback

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. agosto 2014 08:13

Cheguei ontem e hoje estou voltando para Sampa. A minha cadeira, mesa e PC nem esquentaram e já me vou novamente. Dessa vez sem agility ou cães. E depois de SP para Minas. Mais pra frente conto um pouco mais sobre o assunto.

Vou pedir paciência para os que me visitam todos os dias, prometo tentar mandar notícias, mas não sei o que vou encontrar pela frente em termos de conexão. Se tudo der certo estarei pela rede. O título desse post você encontra explicação no link abaixo:

http://imnotback.blogspot.com.br/2012/04/airplane-new-socks.html

É de 24 de abril de 2012. Alias nesse blog tem vários textos legais que até seriam um bom início de livro.



Tags:

On the Road

Café com Agility - e a Copa CBA - #ontheroad

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. agosto 2014 07:03

Gravei em Barra Velha - Santa Catarina - o programa 12 do Café com Agility, falando sobre a VI Copa CBA, quem levou as vagas para o Mundial 2015, o regulamento na pratica e tals. Também tem o cão da semana e o vencedor do sorteio. É um aquecimento para o Café debatido e requentado da próxima segunda com a Vìvian.

Se esqueci de algo importante, se falei alguma besteira, comente. Vamos colocar tudo o que falaram sobre as provas enquanto estivermos gravando o Rebatido no domingo. Brigado sempre pela audiência!



Tags:

Agility

Sobre bengalas e guias

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. agosto 2014 18:15

Volta do Mundial da França 2011 o Aurélio me deu de presente uma guia com as cores da França, escrito Agility Lievin 2011. Um belo presente que prometi guardar para quando colocasse meu próximo cachorro em pista. Na ocasião nem havia projeto de Glee ou Coca. A Guíça ainda estava entre nós.

Não sei se apenas eu tenho isso, essas bengalas. Guia da sorte, cueca, meia. Tem que ser sempre ela, do contrário algo pode dar errado. Tem que passar o dog no meio das pernas pra dar aquela última aquecida, sei-lá. Ritos e rituais.

Quando inscrevi no iniciantes, LeGlee, e fomos para as provas em Campinas a Vívian falou ao chegar no local da prova, o Shopping da Bandeiras: "poutz esqueceu tua guia". "não, essa é pra quando for pro grau 1" retruquei. Mentira, era quando fosse pra pista.

E chegou a hora do grau 1 e lá fui eu com a guia do mundial da França, tênis novo, todo combinandinho, na fé e na pressão. E ela fica linda na Glee, a guia. A segunda vez que ela a vestiu foi indo para a pré-pista do percurso do Dan, no sábado.

Desclassificada no segundo obstáculo.

Onde estão vocês DEUSES DO AGILITY quando os mortais precisam? Pensei durante o resto da pista, enquanto conduzia a doga maluca pela primeira vez no grau 1. Mentira, só estava tentando chegar no slalon pra ver se ela faria.

Achei ótimo, desclassificado tentei fazer o melhor possível no resto da pista, com uma gangorra incrível. Tem no vídeo mais pra baixo. Nem sei como foi que aconteceu, kkk.

Na segunda pista, ritual que se segue, xixi do dog, checada final na ordem de entrada, pré-pista e lá estávamos nós novamente, Eu, Guia e Glee. pá, pum, com um pouco de sorte com juízo e ZERAMOS. Inacreditável. Primeiro a secretaria, depois os meus fãs (Tiago, Samy e Aurélio) deram os parabéns. E o último disse: "mas com essa guia...".

Contei a história que óbvio ele não lembrava, mas é real e recebi mais um monte de "curtidas" até chegar na barraca dos Fericatts. A guia que ficou guardada por três anos vai virar ítem obrigatório até no mínimo setembro ou outubro de 2015, quando espero guanhar outra.

Abaixo a gangorra que falei + o slalon de domingo, das pistas desclassificadas, que me fizeram ficar tão feliz quando os EZs. Agility é isso, encontrar luz em cada fim de túnel.



Tags: ,

Agility | Videos

Além das tabelas - abertura Copa CBA

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. agosto 2014 09:29

O Centro Cultural Wurth é um ótimo local para praticar Agility. O piso é ótimo, proporcionando um ótimo grip. Os carros ficaram estacionados ao lado das barracas, muito perto. Fácil carregar e descarregar tudo num ambiente muito bem cuidado. A prova ocorreu sem muita pressa, com a possibilidade de todos terminarem as pistas.

- o ambiente é sensacional, pena que muita gente ainda não junte as fezes dos cães. E as vezes um ou outro cocô fica perdido. A galera solta os cães e vai conversar, ai não vê o mesmo defecar, não junta ou nem quer. Falta de educação. Por outro lado, antes de entrar em uma das minhas pistas, meu cachorro fez cocô do lado de fora, catei a sujeira e enrolei em um saco. Não dava tempo de levar na lata de lixo. Deixei no chão e fui pra pista. Na volta ele não estava mais lá. Alguém juntou. Obrigado! Não sei quem foi;

- muita gente passou de grau. Ana/Akira, Vanessa/Sauza, Aurélio/Wendy são os que lembro. E muitos excelentes zerados. As pistas dos dois dias estavam boas, Dan, Haroldo, Artur e Guilherme estão de parabéns, pelo menos minha opinião;

- achei legal a premiação por pernas, ganhei quatro medalhas por isso, mas poderia ainda existir o combinado e o Ranking. A premiação dos melhores do final de semana várias vezes não foi entendida, com a qualificação depois de quatro pistas. A aplicação de um novo regulamento nunca é fácil, ainda mais tendo que liberar resultados finais de rankings na hora. A outra porcentagem de complicação fica por conta de quem não lê o regulamento;

- Samir com Lali, Meire com Pyatã e José com Bona. Foram os vencedores das vagas, respectivamente no Mini, Midi e Standard. Bona no standard era favorita e é até melhor que logo de cara a vaga já seja dela, porque é a melhor preparada hoje e existe um favoritismo nas demais competições. Se vencerem o Brasileiro, a vaga, dependendo do regulamento, poderá ficar para o 2º colocado. Daqui até o final da temporada alguém pode melhorar;

- Black, Guapo e Life muito perto, Standards estiveram bem embolados;

- um incentivo para levar bebida de casa, um refrigerente de latinha custar 4 reais na prova, e quente. Elogios geraisl ao crepe do bar, que também era meio salgado, no preço. Dois refris, com dois crepes R$28,00? Muito caro, eu acho;

- outro ponto complicado, mais por estética do que por conveniência, foi o local do pódio. Creio ser um dos momentos mais legais, de reconhecimento da vitória. No entanto os últimos foram dados no meio do estacionamento, com um fundo feio. Houve um momento que saímos para procurar um bom ponto para as fotos do Grau 2 e 3 no domingo;

Pra finalizar gostaria de agradecer aos companheiros de barracas: Miguel, Edilene, Vanessa, Vívian e Rafa. Compartilhamos vitórias e derrotas durante o final de semana. Nosso recorde de montagem da barraca, Rafa, é 6:25. Temos que bater esses números da próxima vez!!!

Uma ótima semana para todos.



Tags:

Complexa Cumplicidade - Glee

escrito por Fabi Estiga nesta data  17. agosto 2014 21:42

Foi um final de semana de altos e baixos. Fui mais desclassificado do que terminei pistas. Alias, pra ver como estatística pode ser algo inútil, fiz apenas uma falta em 8 pistas. no Jumping Open 2 e 3 do Artur, um refúgo depois do movimento mal calculado. Eu treino, porém nem sempre dá certo. Fui desclassificado cinco vezes e em todas elas estava sem faltas.

Bom ou ruim? Não sei.

Gostei das pistas do Bola, acho que ele foi mais o Bola de antigamente. Tentei soltar mais ele, não deu certo, mas vou continuar tentanto. Sucesso é algo muito relativo e mesmo tão desclassificado gostei pra caramba de alguns trechos das pistas.

Já a Glee, bom... essa me surpreendeu. Nunca havia feito tantos obstáculos antes. Foram dois excelentes zerados e ambos com as melhores passagens. Sábado mais controlada e domingo despirocada. A cada momento da pista do Artur, que zerei, ela dava uma olhada pensando no que poderia fazer por conta, tipo resolver logo de cara.

Nas desclassificações uma gangorra fora de série e uma entrada de slalon em velocidade, algo que ela NUNCA havia feito, me levaram a comemorar.

Dois Excelentes Zerados, duas Best Laps, quatro medalhas... pra um SRD que não está tão bem preparada foi incrível. Comentei com a Vívian na volta que não é possível quantificar o quão satisfeito estou, não encontrei palavras. Não é o caso de valorizar, de forma alguma. Estou apenas colocando pra fora tudo o que passei nesse último mês, e nos últimos dois anos. Ver essa doga entrar em pista e zerar, não cometer erros que resultariam em faltas, foi uma das melhores sensações que já tive dentro desse esporte.

Glee é o primeiro cão que treino TOTALMENTE sozinho, usando como base aquilo que acho ser correto. Indiretamente muitas pessoas tem doses de culpa nesse pequeno sucesso, mas uma tem uma enorme cota. A Vívian, que ainda quando Glee era uma filhotinha, treinava as zonas de contato nos degraus de casa. E hoje ela tem zonas incríveis. E que sempre esteve do meu lado nos momentos complicados.

Tão complicados quando essa complexa cumplicidade que algumas duplas desenvolvem.



Tags:

Agility

Mais pódios na VI Copa CBA

escrito por Fabi Estiga nesta data  17. agosto 2014 20:00

Nosso final de semana foi ótimo, muito por conta da premiação por pernas no grau 1 e iniciantes. Glee ganhou quatro medalhas, foi ótimo porque os dois excelentes zerados dela, sim ela fez mais um, foram Best Laps e é uma ótima forma de premiar a velocidade. No entanto acho, que poderia ser por pistas e combinado. Tudo do primeiro ao terceiro.

Como ela é um Standard Qualquer Raça pode ganhar duas premiações, desde que vá bem normalmente entre todos os standards.

Adalgisa não repetiu o desempenho de ontem, mas fez algumas boas apresentações, e teve bons momentos em pista. Acho que é uma grande vantagem entrar com dois cães em pista no mesmo grau, já falei sobre isso. De qualquer forma o potencial está lá, basta explorar.

Vívian ficou com a segunda posição no Veterano e com a terceira posição com supercombinado. Foi um bom final de semana, não foi ótimo porque fizeram algumas faltas. De qualquer forma eu acho que ela precisa aproveitar essas pistas de forma única, cada uma.

Amanhã falo mais sobre tudo, tem muita coisa pra contar.



Tags:

Agility | Agility.ESP.BR

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"