Back to The Future 1

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. outubro 2015 09:12

Sou muito fã desses filmes. Marcaram minha infância. A trilha sonora é muito boa e acompanha o segundo filme. São vários assuntos no filme que estiveram sempre relacionados de perto com minha vida. Skate e guitarra, por exemplo. O resto é ficção, no entanto muito bem montada e com ótimos atores. Marty e Doc.



Tags:

Fotos no papel

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. outubro 2015 01:17

Semana passada depois de comprar um porta retratos precisava revelar umas fotos, porém revelar foto hoje em dia não é como antigamente. Me parece que há 30 anos os profissionais eram mais capacitados, ou nós menos exigentes. Passamos por momentos em que TODOS são editores de imagens, doce ilusão.

Acontece que revelar foto digital é outra arte. Você olha algo na tela da tua câmera e vê uma coisa. Passa para o computador e vê outra, manda revelar e tem outro resultado. Basicamente é a diferença de regulagem da tela e resolução. São muitas variáveis.

O melhor é testar os "laboratórios" e equalizar as cores. Comecei semana passada editando umas 20 imagens e mandando revelar. Gostei de algumas, mas outras ficaram ruins. Tentei revelar novamente em outro lugar, sem sucesso. Algumas empresas pedem para fechar. Hoje em dia ninguém mais revela nada. Antigamente você comprava um filme de 36 poses, batia 36 poses e pagava por 36 poses. Pose = Foto.

Hoje você não compra filme, logo não gasta, você bate 500 fotos, publica 100 e revela 1. Final de semana foi assim e mandei revelar ZERO imagens. Revelar = Imprimir. Se você não atende bem um cliente, nessas condições, já élvis.

Voltei hoje, ao mesmo lugar, e mandei revelar mais 10 fotos editadas corrigindo o que achei ruim da primeira vez. Melhores resultados depois de conversar com a menina que atende aos clientes. Mando revelar fotos há 25 anos, creiam. Comecei cedo e sei que na hora de imprimir, ou revelar, o cara mata as tuas fotos.

Acima, Schummy e Elvis.



Tags:

Fotos

Kombi da Amigo Cão

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. outubro 2015 14:26

Seria legal se cada equipe tivesse a sua. No meu mundo ideal assim seria.



Tags:

Ah uma Kombi

As pessoas não tem educação

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. outubro 2015 01:16

Entrava eu no mercado coisa de duas semanas atrás, um sábado, quando logo após pegar o carrinho de compras e começar a jornada a procura de produtos de qualidade, tomei uma carrada no calcanhar esquerdo. Virei para trás esperando achar uma criança, tamanha foi a força com que fui atingido. Era um adulto.

Prontamente me pediu desculpas e tudo bem. Eu falei "cara, eu esperava isso de uma criança, de um adulto eu espero um pouco mais de cuidado". E o mal motorista retrucou falando mais grosso "quer que eu faça o que? Já pedi desculpas!". Tentando finalizar a conversa, quase perdendo a razão disse "espero que tu escute e fique quieto, já que você cometeu o erro".

Comigo não tem dar a outra face. Sinto muito.

Sábado, passado, agora dia 17 novamente. Mesmo mercado, mesmo lugar. Eu não levo outra porrada, no mesmo calcanhar? Sim levo. Outro adulto. Me virei e disse logo após um PQP sussurado "como pode um adulto fazer algo assim? Não sabe andar no mercado?". Nem obtive resposta. Fui solenemente ignorado.

Deve ser carma, não dei a outra face, levei carrada no mesmo pé.

Torci nesse dia para encontrar o cara no corredor das frutas, pra tacar meu carrinho no calcanhar dele enquanto ele escolhia alguns tomates, e dizer assim "desculpe, está tudo bem? Machucou? Foi por querer, mas tá vendo? Eu sou mais educado que o senhor e mesmo que você esteja bem eu posso ajudar. Tenha um bom dia e boas compras". Por sorte eu não encontrei.

Eu sinceramente esperava mais dos meus atropeladores.

Fico imaginando o mesmo acontecendo com uma pessoa que tem dificuldades de locomoção. Que já tem um problema, ou numa criança. O cara dizer simples e puramente "desculpa" é da boca pra fora. É pseudoeducação. É como o motorista que bate atrás do teu carro, desce pra ver o que aconteceu e diz "não foi nada".

Quem decide se não foi nada é você!



Tags:

Lamentável

Volks Shopping

escrito por Fabi Estiga nesta data  19. outubro 2015 08:57

Foi semana passada, dia da criança, que ficamos sabendo do encontro de Volkswagens que seria realizado no domingo dia 18, também conhecido como ontem no Shopping de Gravataí. Ficamos empolgados e já marcamos na agenda torcendo por sol para que o evento fosse realmente realizado. Hoje estamos todos com a pele vermelha. Abaixo da esq. p dir. Minha mãe, meu pai, Théo, Eu e a Vívian. Ah é claro, o Fusca.

Incrível como um carro pode ter tantas variações e envolver tanta gente. Foram 150 carros, acho, a grande maioria Fuscas. Também haviam Kombis, Brasílias, TLs... senti falta de alguns modelos, muitos alias. Nenhum Karman Guia, mas não era uma exposição, era um evento onde cada um leva o seu carro.

Aqui galeria de imagens no Facebook, mais de 100 fotos!
Bom saber que tem gente mais louca que você.

A primeira vez que fui em um evento como esse, expor um carro. Já havia comparecido para ver. Bom conversar com gente, trocar uma idéia, tirar uma dúvida. Uma sensação de primeira vez bem legal. Já deu vontade de ir em outros encontros. Legal que levamos os skates e demos um rolê entre os Fuscas. Fiz até um vídeo andando entre os Fusca, abaixo:

Vários carros lindos. Três ou quatro me deixaram mais vidrados, dois porém chamaram mais atenção. Um Fusca verde 70 e poucos com motor AP, refrigerado a água. Lindo carro, verde, de um bom gosto incrível. E uma Kombi 2008, uma criança comparada aos carros de 30, 40 e 50 anos de idade, mas com motor do Fox, refrigerado a água, com pintura personalizada, bagageiro no teto... enfim, bem perto do que estava idealizando dia desses. Nós dois abaixo.

Parabéns para o Volks Clube Gravataí pelo evento. Bons momentos passados com a família e ao lado desses carros incríveis. Até o próximo!



Tags:

Ah uma Kombi | BillTheBall

VW Transporter - evolução

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. outubro 2015 14:49

Kombi é o nome do Volkswagem Tipo 2. Mas porque tipo 2? Porque era derivado do Tipo 1, conhecido por essas bandas do Brasil como Fusca. O nome Kombi foi derivado do termo "Kombinationsfahrzeug", ou veículo combinado, porque ele poderia levar tanto carga quanto pessoas. No entanto, na Alemanha, o Tipo 2 continuou sendo desenvolvido, não parou no primeiro modelo, como ocorreu no Brasil. Lá são quatro gerações, sendo que a T4 chegou a ser importada para o Brasil com o nome de Caravelle.

É difícil encontrar uma em bom estado, a mecânica é diesel. Por menos de 30 mil reais é possível comprar uma T4 do final da década de 90, carros com quase 20 anos de idade. Abaixo a evolução da Kombi, ou da esquerda para a direita a Tipo, T3, T4 e T5.



Tags:

Ah uma Kombi

Milão no Agility Esporte

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. outubro 2015 00:25

Quem me alertou sobre o número redondo foi a Vívian. Havia comentado com ela um dia antes, quando eram 997 curtidas. Não estamos muito ativos lá no Face, mas vale. As pessoas continuam vendo nossos vídeos, lendo os textos e isso é bom. Coisas antigas. Um Obrigado especial para todos que deram um LIKE lá no Face.



Tags:

Agility.ESP.BR

Inspirador - como fazer um salto

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. outubro 2015 11:22

A Caroline Raquel tem as mãnhas. Sacam? Esse vídeo é muito bom. Inspirador. Deu até vontade de fazer outros vídeos, com as coisas que borbulham na minha cabeça todos os dias. Assista, abaixo!

Porém, sempre tem um porém, o lance de dar a varinha não quer dizer que o cara vá pegar o peixe. Precisa saber o que vai ensinar. Tem que fazer outro vídeo Carol! kkk. Há uns tempos escrevi que o agility só vai crescer mesmo se houverem mais obstáculos. Na dependência das escolas não vai rolar. O custo de uma escola é alto, tanto pra quem mantém a estrutura, quanto pra quem aluga ela, com ou sem instrutor.

É para pensar.



Tags: ,

Agility

Mais sobre o Mundial 2015

escrito por Fabi Estiga nesta data  12. outubro 2015 01:22

Novamente, não vi o Mundial, é preciso falar isso antes de dizer qualquer outra coisa. Vi alguns vídeos, os que "playavam" automáticamente e foi isso. Existe a diferença de tempo entre Europa e Brasil. Mas vejam que a Austria fez uma tetra campeã nos últimos seis anos, e em 2015 um cara da Eslováquia fez 1 e 2 no Standard Individual. Quase inacreditável, certo?

Pois então, você olha a tabela de tempos e vê um monte de nomes novos no topo da tabela, li nomes que jamais havia lido, nem escutado, sequer de forma aleatória ou perdida. O Campeão Standard, um tal de Pavol Vakonic, tocou 1.5 segundo no terceiro colocado, porém tem uma dupla perdida mais pra baixo com 1 décimo de segundo menos no tempo, e cinco de falta. Sacaram? Sempre tem gente mais rápida com uma ou duas faltas.

Não temos no Brasil renovação. Gente nova colocando mais pressão, ou simplesmente sendo mais rápida.

Foto by http://www.f-orme.it/

O Daniel, um dos "Alemão" que detonaram geral no Américas e Caribe, colocando muita água na nossa caipirinha, ficou em terceiro no Midi. Tipo, parecia que os quatro segundos que ele colocava no combinado, em média, fariam dele o campeão. SQN, Mundial é muito forte. Nosso A&C poderia ter sido pior no Midi, se ao invés do Daniel, o convidado fosse a Silvia Trkman (foto acima), que venceu na categoria, dois segundos mais rápida o "Alemão".

Mas eu não vi o mundial, estou falando apenas das tabelas.

Agora, o fato de Samir com a Lali estar entre os três primeiros, coisa de 1.6 mais lento no combinado, é quase uma luz no final da casa, aquele ventinho que bate e levanta o pano. Porque é a segunda vez em cinco anos que ele tem chances reais de pódio individual, e mais, é a segunda medalha em dois anos para o "Brazil". Embora o esforço, históricamente, tenha sido sempre feito em prol dos Standards, as melhores chances de medalhas individuais sempre vieram por patas pequenas.

Agora são duas medalhas para Standards (dois Campeonatos), duas para os Midis (dois terceiros) e duas Mini (um Campeonato e um 3º lugar individual).

De qualquer forma, independente do resultado, parabéns para todas as duplas. Acho que cada uma tinha suas próprias metas e no final das contas o importante é estar em paz com sua própria consciência. Dizer que qualquer um ficou 2, 5, 10 segundos atrás do campeão é algo muito pequeno, visto que não dá pra medir o que é a conquista de cada um no agility com números.



Tags:

Agility

Até o próximo domingo - mais uma

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. outubro 2015 21:07

Fiquei mais um tempo sem escrever aqui, mas por vários motivos importantes. Um deles a operação do Elvis, que está bem, precisando de muita atenção. E hoje estamos ai novamente. domingão!!! Kombi ou Doblô, essa é uma das questões. Dia desses até discutia com o Aurelio sobre isso no Whats. Discutia no bom sentido, conversa.

Ficou bonita.

Hoje Samir conseguiu finalmente subir ao pódio no mundial, individualmente. Primeira vez de um Brasileiro sem um time. Uma grande conquista. Não vi nada desse mundial ao vivo, vi apenas alguns vídeos e depois vou comentar mais sobre isso. Acho que esse é um marco dentro do nosso agility. Treze anos depois da primeira medalha do Brasil e do Samir, mudamos finalmente a chave.

Muito se discute sempre sobre o quanto de tempo temos de defasagem, esse ano Samir e Lali ficaram apenas 1.6 segundo atrás do campeão Mini. A melhor colocação anterior a essa havia sido os sextos de 2009 (acho). Samy e Theo (midi) e Felipe Minet com Petit (Standard) terminaram na mesma colocação o combinado. Só que o acumulado de tempo foi algo em torno de 4 segundos.

Faz algum tempo que no Brasil temos dado mais atenção aos minis e midis. Históricamente tivemos mais chances com os pequenos do que com outros, principalmente minis.

 



Tags:

Agility

Uma lenda que se vai - Kuka

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. outubro 2015 14:25

Nessas horas não tem muita coisa pra falar. Quando um cachorro nos deixa fica um buraco gigantesco em nossas vidas. Kuka, mais ainda, era parte da vida de muitas pessoas. Uma lenda do Agility nacional, com tantas e tantas histórias incríveis. É o caso do cachorro que supera o dono. Tanto que Eduardo Falcone, grande advogado, era no agility o Seo Kuka. 

Pouco mais de dois anos atrás participei dessa incrível honemagem para a Kuka. Fizemos premiações colecionáveis com frases do Seo Kuka. Como "parabéns você ficou em primeiro lugar, já pode conduzir um Shetland!". Frases quase edificantes.

O que fica, na minha lembrança, é a cachorra louca que latia quando você espirrava, corria atrás dos fogos de artifício, e era ótima em pista. Inspiradora. Edu sempre me incentivou muito, inclusive para ter um Shetland. Nimoy é parente dela, longe, mas é. No fundinho tenho um pedacinho de Kuka comigo.

Para a família Falcone, Edu e Ana, meus sentimentos. Aqui temos muitos posts falando de Kuka e Seo Kuka.



Tags:

Agility

Treino na Amigo Cão - 04/10/2015

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. outubro 2015 22:34

Foram 45 dias, pra mais, sem treino. Juro, não lembro quando foi o último, antes do Paranaense. Muito enferrujado. Confesso que não estava muito animado e até por isso não acertei de primeira o exercício proposto, mas no final foi bom. Treinar sempre é.

Soltamos Nimoy e Joy juntos. Ela é do tamanho dele, só o nariz dela é do tamanho da cabeça dele. Parecem duas raças diferentes. Particularmente não sei o que achar. Não sei se Shetlands são grandes ou pequenos. Não sei mesmo. O que importa no final, pro Agility que praticamos, é o drive. Isso ambos tem.

Aurelio talvez tenha começado, finalmente, um novo ciclo com Joy. Um Shetland Fêmea, como foi a Cacau. Sem sombra de dúvidas o melhor cão em termos de resultados que ele teve. Enfim, sorte pros dois. Não preciso falar em empenho e trabalho pro Aurelio, nisso ele é bom.

Sorte, vai e vem.



Tags: ,

Agility

Ah uma Kombi - pro futuro

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. outubro 2015 20:49

Dia desses eu surtei e achei que deveria/poderia ter uma Kombi, de verdade, tamanho 1:1. Não uma miniatura. O preço, pelo quanto transporta é bom, embora não tenha modelos zero km pra vender. Mas é uma opção.

Você encontra bons modelos por volta de 40 mil reais. Com quilometragem baixa. Por uns 5 mil reais, coloca um ar condicionado potente pra resfriar a cabine e troca o câmbio de 4 marchas por um de 5, pra aliviar o motor na estrada. Duas coisas que eu faria, com certeza. Trocaria os bancos, ao invés dos seis das duas primeiras fileiras deixaria apenas cinco. Dois na frente, motorista e copiloto, e dois atrás, com uma possibilidade de um terceiro que seria uma mesa.

Também colocaria uma TV com vídeo game. Já que é pra sonhar, não custa.

A Kombi está longe de ser segura, até por esse motivo foi aposentada, a Volks não conseguiu instalar o airbag nela. Os freios ABS sim. Taí mais um ítem pra equipar minha Kombi Custom. No entanto, sua capacidade de carga, 1000 quilos, é o dobro de um carro normal, como por exemplo uma Doblô. Em litros, sem os bandos traseiros, ACREDITE, 4800 litros!!!! É muita coisa. Por esse motivo sempre houveram compradores, você não via propaganda dela em lugar algum.

Só que, sempre tem um só que né? É um carro antigo, muito antigo. Projeto com mais de 50 anos. É pra contemplar a vida, não pra viver na correria como carros modernos. Exige uma mudança na forma como encarar as viagens de agility. Seria um carro para ter por muito tempo, um casamento, longo e duradouro, nem sempre feliz, mas como qualquer casamento com mais prós do que contras pra dar certo.

As últimas Kombis tem mecânica moderna, pelo menos no motor, um 1.4 refrigerado a água, do Fox. Logo não tem o barulho do ventilador, típico dos Volks aircooled. Mesmo assim não perde o charme, nem nega o tempo. Apesar do motor moderno, o acionamento do câmbio ainda é das antigas, com um varão que vai da frente do carro até a traseira.

Abaixo o layout da nossa Kombi. Seria apenas para viajar mesmo, com os cachorros. deixaria uma barraca, um gazebo, três cadeiras e caixa térmica sempre dentro dela. Hotel não aceita cachorro? "No problemo baby! Nóis have a Kombi".



Tags:

Ah uma Kombi | carros e caixas

Depois de um longo inverno

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. outubro 2015 21:28

Sim estou afastado, mas ninguém reclamou até o momento. É tipo um bloqueio, são muitos projetos, no entanto sem um querer pra compartilhar essas coisas. Outro ponto interessante foi o inverno que tivemos esse ano, de 2015. Sem frio e com muita, mas muita chuva.

Tanta água me deixou deprimido, acho que nunca me senti assim, desmotivado para fazer as coisas. Num determinado momento de setembro, mês que normalmente costuma chover mesmo, foram 15 dias seguidos de chuva. Mais de duas semanas!!! Ninguém aguenta.

No final das contas, todos estão salvos, com algumas paredes mofadas, telhas caidas e com alguns alagamentos. Creio que chegou a hora de voltar ao blog com força, tentarei ser mais pontual do que venho sendo nesse 2015 todo. Reta final de ano, menos de 100 dias para 2016. Quem diria.



Tags:

Geral

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"