pOsTmIx: XVBR, textos do A&C e LeGlee

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. abril 2014 21:23

(4938) E na lista de inscritos para o XVBR em Campinas já tem uma galera, a prova acredito eu terá muitas duplas. A galera que foi pro Peru vai querer encontrar todo mundo que ficou aqui e quem ficou aqui vai querer matar a sede de pista, depois de quatro dias vendo os outros em pista. E talvez ver quem estava no Peru, não sei.

Uma boa idéia, o número as 21:49 de segunda-feira é: 51.

Ainda não estou preocupado com a primeira pista da Glee, talvez porque não vale nada. É bom isso, entrar sem estar concorrendo. Essa semana comecei as finalizações do slalon. Está ótima, por enquanto. Ai terminando isso vamos para a reta final de treino do grau 1.

Escrevi isso aqui sobre os duos Dog World.

E tem coisas que você só vê quando olha pras tabelas de resultados. As do Américas e Caribe 2014, algumas, estão no link abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/a%26C2014/detalnoticia.asp?prod_id=65

Olhando uma por uma fica tudo diferente. É como ouvir jogo de futebol no rádio, sem imagem da TV, é muito mais informação, por menos.

 



Tags: , ,

Agility

A&C2014 - último dia

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. abril 2014 22:20

(4934) Começamos mal com a notícia que Fox, dog do Fabio, um dos integrantes do time standard foi mordido no sábado. Pata e orelha foram atingidos por um cachorro da Colômbia. Situação chata essa já que a princípio não teria como competir no domingo.

E assim nasceu o último dia do Américas e Caribe, com a moral da torcida em baixa e sem transmissão para pelo menos ver o que estava acontecendo. Mesmo assim, entre desmaios da internet, um momento de lucidez se fez presente e deu para ver o Fox em pista, correndo, na imagem embassada diretamente do Peru.

E melhor ainda, depois deu pra ouvir por duas vezes "Eliminado" enquanto Colômbia estava em pista, para na sequência ver o Brasil comemorando. Pra bom entendedor, uma imagem de um stream basta, voltamos ao topo!!! Por times só o Brasil venceu no Américas e Caribe, juntando tudo, inclusive o Open Grau 1 onde tivemos apenas dois cães em pista, entre mais de 50, levamos 11 de 18.

Na foto abaixo, retirada do Facebook do Jump Agility parte da equipe brasileira.

Durante o dia a transmissão melhorou muito. Os picos de transmissão ruim foram entre 10hrs e 13 hrs. Um desafio para o A&C2015 é ter uma transmissão Top, pra ninguém ficar na mão.

Agora, está enganado quem pensa que foi fácil. Negativo. Se houve domínio, e houve, foi por muito pouco, nos detalhes, nos pequenos acertos. Acredito que esse foi o Américas e Caribe do ajuste fino. Olhando as tabelas, individualmente, veremos que Argentina e Colômbia estão tão ou mais rápidas que o Brasil.

Interessante que o acerto é sutil, o erro é explícito. Gostei dessa frase, se alguém for citar, por favor, coloquei Fabiestiga. kkk.

Discutindo sobre a superioridade brasileira, vi que ela não reside num aspecto técnico. Não é na condução, também não no material canino e muito menos no treinamento. Acredito que a diferença do nosso desempenho está no fato de que em termos numéricos somos maiores, somos mais cães, mais duplas, mais possibilidades e quanto mais você testa maiores são os resultados. Não lá no Peru, aqui no Brasil.

No final das contas se o Agility Brasileiro, creio eu, fosse apenas as 30 duplas que estavam no A&C, nesse final de semana dando 110%, o resultado possivelmente não seria o sucesso que foi. É óbvio que os que estavam lá entregando o melhor dentro de pista pelo nosso país levam todo o mérito, indiscutível. A vitória mais do que do Brasil é individualmente deles, porém somos fortes, e sempre seremos fortes, se e até quando formos muitos e fortes aqui no Brasil.

Parabéns para todos, voltei a torcer pelo Brasil nesse Américas e Caribe e fiquei extremamente feliz e motivado vendo tudo o que vi. Ano que vem, no Brasil, com certeza teremos o maior A&C da história.



Tags:

Agility

A&C2014 - como foi o 2º dia

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. abril 2014 03:14

(4933) Mais um dia longo de provas, agora 3:15 da madruga de domingo começo a escrever rápidinho. Logo mais tem que acordar pra acompanhar mais um dia de provas. Brasil segue bem, com apresentações boas e ótimas e já com títulos Sulamericanos.

Equipe Mini e Midi, ambas, pequenos e médios venceram.

Não há um número contabilizado de títulos para essas equipes, porém dá pra dizer que já foram muitos e o Brasil, nos últimos sete ou oito anos foi com certeza quem mais venceu. Dois quartetos renovados, misturando a experiência de algumas duplas com a juventude de outras. Parabéns.

No Standard, Jumping, ficamos com a segunda posição. Atrás apenas da Colômbia. A decisão do título é amanhã.

Pra finalizar a incrível pista do Tiago com a Life. Best Lap do Jumping Standard Individual. Foi algo iluminado, tudo perfeito. E o Brasil colocou três duplas no Top5. Abaixo o temporal do Truta:



Tags:

Agility

A&C2014 - Brasil três pódios

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. abril 2014 10:24

(4930) Rapidinho, não consegui fazer isso ontem, as provas terminaram pelo horário brasileiro as 10:30 da noite. Então vamos falar rapidamente sobre as nossas equipes no Open. Os resultados foram ótimos dois títulos e um vice, que poderia ser outro título, quem levou foi a Colômbia.

A impressão que me deu, esse ano, é que o Brasil sobra. Os Minis e Midis tem uma vantagem boa. Ontem durante o Agility dos médios cada dupla do quarteto formado por Katia/Carol, Aurélio/Cacau, Vivy/Jem e Samy/Theo, o próximo baixava o tempo do que veio antes.

Os Minis também rodaram bem pra caramba, o time azeitado com Renan/Nitro, Geraldo/Truco, Samir/Lali e Paulo/Blanka.

No Standard não veio o primeiro lugar. Porém o segundo lugar veio com o time B do Brasil, que também é forte. Samy/Black, Leandro/Jimi, Aurélio/Guapo e Tiago/Happy formaram a quadra verde amarela. Comentei em algum lugar que o time era promissor. No final das contas foi melhor que o time A, que vai pro Américas e Caribe, e que teve falta de sorte nas desclassificações de Paulo/Vicky e Marcela/Simba. Muito bom, esse time B do Brasil, que é B apenas por designação, não por falta de qualidade, merece os parabéns da galera.

No hotsite tem uma penca de vídeos das duplas. Infelizmente problemas técnicos me deixaram sem pistas individuais dos grandes. Uma pena, mas a transmissão deu umas travadas justo nesse percurso.

http://www.agilitybr.com.br/a&C2014/



Tags:

Agility

A&C2014 - todos iguais

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. abril 2014 10:24

(4928) Há tempos que reclamo disso e no final das contas é meio que tanto faz você entrar com a camisa do seu país. Porque vejam na foto abaixo, da M. Thereliz, o tamanho do colete que todos precisam usar. Entendo perfeitamente que em alguns casos existe a necessidade de pendurar o patrocinador ali.

Ocorre que, pelo menos na frente, não é o que acontece. Pensei depois que o número poderia ser visto pela transmissão, porém também não. Com a compressão do vídeo não dá pra ver com nitidez, até porque o vermelho é uma das cores que acabam mais borradas.

Agora o pior é que, com camisas brancas, ontem pela transmissão Peruanos, Guatemaltécos, Argentinos e Chilenos pareciam estar todos com as mesmas camisas. Fora o Brasil, com as mangas amarelas, todos eram iguais.

No Américas e Caribe 2009 foram usados adesivos, porém acho que uma braçadeira seria o mais legal. A camisa do Brasil, talvez a mais bonita de todas nesse A&C2014, nem aparece.



Tags:

Agility

A&C2014 - primeiras impressões

escrito por Fabi Estiga nesta data  3. abril 2014 19:37

(4927) Quando via a primeira foto do local achei muito bom. A estrutura montada é das melhores que já vi pela internet em Américas e Caribe. Tem lojinhas e praça de alimentação, digamos. Os obstáculos e a grama são de primeira qualidade também, tudo isso vendo aqui de longe.

Mas dentro de pista nossas duplas, eram três inscritas e só competiram duas devido ao problema com Lupy, elas não foram tão bem. Mariana e Happy completaram ambas, mas com algumas faltas, enquanto que Anderson e Buddy completaram a primeira com refúgo ou falta no slalon, não me lembro, e foram desclassificados na segunda.

Mari, condutora brasileira mais nova em Américas e Caribe na história, pareceu nervosa na primeira pista. Demorou um pouco para engranar. Depois só foi e no segundo percurso já estava melhor, mais ligada.

Já Anderson com Buddy tiveram problemas nos slalons. No primeiro não entrou direito, e depois deu tudo certo. No segundo estava zerado até o slalon, quando o dog saiu antes do fim. Na hora de corrigir Buddy saltou o muro.

A primeira pista mais fácil que a segunda, que era um pouco mais técnica digamos assim. Nada muito complicado para um grau 1, porém não estavam sopa no mel.

Os vídeos dessas pistas estão nos links abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/a&c2014/detalnoticia.asp?prod_id=46
http://www.agilitybr.com.br/a&c2014/detalnoticia.asp?prod_id=47

Retirados da transmissão ao vivo, muito bem feita, mas que deu umas travadas no final com a chegada de mais e mais visitantes. Sei não, talvez ninguém veja nada do Américas e Caribe.



Tags:

Agility

Sem pressão, mas forte 3 - Standards

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. abril 2014 19:14

(4922) Nem ia escrever isso e não entendam como pressão, leiam como um elogio e uma tentativa de motivar a tropa. O único país da América do Sul com medalhas em Mundiais é o Brasil. É claro que os três títulos mundiais e o terceiro lugar não garante nada. No entanto sabemos o caminho das pedras.

"Ah, mas os states também tem medalhas!!!" pensei eu, é verdade. Daisy Peel está entre as duplas inscritas, 15 se não me engano. Porém fico mais preocupado nessas horas com a Colômbia. Apesar de terem cães minis também, os Estados Unidos dá medo no Standard. Porém acho que vamos terminar na frente.

A maior renovação veio entre os Standards. Apenas Bona continua no time que em 2013 na Argentina ficou com o vice campeonato. Ao invés Petit, Happy e Neto, teremos, Fox, Simba e Vicky. Marcela apenas troca de cão, porém Vicky e Fox são renovação e peças rápidas. Paulo vem fazendo uma ótima temporada, bem como Fábio.

Para o Open temos um segundo quarteto brasileiro. Black, Guapo, Happy e Jimi. Promissor. E um terceiro formato por Ernesto, Life, Sati e Titan. Não sei como fica agora, sem Sati e Dona Mitsue.

Como os Standards são mais da metade da delegação brasileira ainda temos competindo: Anderson com Buddy, no grau 1, Mariana e Happy, também no grau 1, Veridiana com Trufa e Leandro com Lupy, que até onde sabemos não embarcaram.



Tags:

Agility

Sem pressão, mas forte 2 - Midis

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. abril 2014 09:22

(4921) E enquanto colocava no ar galeria de fotos das duplas que estarão em Lima para disputar com os melhores das Américas vi uma enxurrada de curtidas, mais de 300 pela tarde e continuam nesse momento. É dessa energia positiva que precisamos.

Quando começamos com as coberturas, em 2007, as redes sociais não eram tão fortes. E as pessoas não ficavam tanto tempo conectadas, hoje a informação trocou de lado, mas está meio imprecisa ainda. O modelo de hoje de hotsite está ai para confirmar tudo, passar a limpo.

Os midis também tem um time forte, começando a falar dos que estarão em pista no A&C Open e FCI por times. Cacau, Carol, Jem e Theo. Todos condutores com títulos de Américas e Caribe e com ampla experiência internacional. Esse é o nôno A&C da Cacau, pra ter uma referência. Time Campeão do ano passado com Fernando Leibel e Teko, esse ano veremos no lugar do ex Coordenador da CBA e seu Shetland, Vivy e Jem. Sai um tricolor entra outro.

Completando os midis brasileiros, Caco, Dora e Fly, outro time forte pra caramba, que formará no Open um time com uma dupla do Chile. De olho, é bom ficar.



Tags:

Sem pressão, mas forte 1 - Minis

escrito por Fabi Estiga nesta data  1. abril 2014 19:10

(4919) Anos atrás se discutia o quanto devemos cobrar das duplas que estão representando o Brasil em Américas e Caribe e Mundiais. Se haveria a obrigação de buscar bons resultados, que muitas vezes estão além das possibilidades. Cheguei a conclusão, eu e muita gente, que ninguém precisa garantir resultado algum, prometer ou ver-se obrigado a qualquer coisa.

Mesmo que todos esperem essa posição, afinal de contas estão lá muitos dos melhores condutores e cães que temos.

E parte o post já é uma cobrança, embora não seja diretalmente, por resultados, até mesmo o de apostas do Miguel. Dizer que não cobramos nada de ninguém, dentro de pista enquanto torcida, já é cobrar. Como diz a música dos Los Hermanos "não te dizer o que penso, já é pensar em te dizer".

O que ocorre é que sabemos o real potencial de nossas duplas e essa seleção que embarca aos poucos para Lima é forte.

Vejamos, os minis: Blanka, Lali, Nitro e Truco. Blanka é campeã mundial e mesmo com 9 anos de idade é um dos cães mais rápidos do Brasil. Lali foi campeã ano passado com Samir no A&C2013, logo de cara. E Nitro e Truco são ótimos cães. Renan já tem uma bagagem de competições internacionais e Geraldo tem se preparado muito para essa competição. Se não é mais o time Campeão Mundial em 2008, sem Candy e Skipper, verdade seja dita, precisamos reconhecer que as peças de reposição são tão boas quanto.

Completam os minis Teff e Polly. O primeiro vai competir no Grau 1, zerando um percurso passa pro Grau 2. Polly, aquele micro cachorro já no grau 3 corre por fora e pode chegar lá também e ou colocar-se muito bem.



Tags:

Agility

A 11 dias do XVBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  1. abril 2014 13:47

(4918) Agora falta pouco pras provas em Campinas, lembrando que antes disso tem o final de semana do Peru, com Américas e Caribe 2014. E a galera já está toda lá no site, HOT, do A&C2014. http://www.agilitybr.com.br/a&c2014/.

Tentei usar apenas fotos do Miguel e de cães em pista. A primeira não consegui, a segunda sim. Agora, por que usar apenas fotos do Miguel? Respondo. Porque primeiro há um padrão nas fotos, em termos de cores e qualidade, assim ninguém fica com uma foto ótima e outra ruim. E segundo, a leva de fotos usada é praticamente dessa temporada. Todas fotos atuais.

Brigado Miguel, por fotografar a galera. Só numa hora dessas é que vemos quantos cliques foram dados e o quão importante é esse trabalho.

Lembrando e voltando, as inscrições pro XVBR estão abertas e já temos um inscrito. Geraldo com Truco, lá de Pernambuco, que deve voltar do A&C e já cair direto em Campinas.



Tags: ,

Agility

Terceira maior

escrito por Fabi Estiga nesta data  1. abril 2014 08:39

(4917) Contabilizando os números da equipe brazuca ontem no site oficial do Américas e Caribe 2014, o Peruano, foram 32 duplas. Paulo e Blanka aparecem duas vezes e tem um do Peru perdido na lista verdamarela. No final 30 duos. Matéria no site da CBA aqui.

É um bom número. Não acho que a demora nas informações tenham sido um ponto contra o número de inscritos. A delegação brasileira é a terceira maior da história de um A&C fora do Brasil. Perde para o A&C do Chile 2012, com 41 e para o da Argentina 2008 com 32.

Os números são parecidos, não dá pra dizer que cresceu ou diminuiu. A margem é muito pequena, embora tenha crescido de um ano para o outro, 2013 para 2014.

A notícia de hoje, no entanto, vai na contramão de tudo que falei até agora. Com quatro baixas de última hora, seremos 26 em Lima. Trufa e Lupy tiveram problemas para embarcar e Dona Mituse também não estará em pista com Sati.



Tags:

Agility

Hotsite do Américas e Caribe 2014

escrito por Fabi Estiga nesta data  31. março 2014 09:31

(4913) Segunda-feira de novidades. Primeira delas é o Hotsite do Américas e Caribe que vai ganhando forma entre hoje e amanhã. As notícias, fotos, vídeos que surgirão da maior competição em número de países da América do Sul, estarão lá. Esse ano promete, a princípio, ter um nível alto, Estados Unidos com 15 duplas terá a maior delegação da história.

Teremos uma dupla brasileira na organização da bagaça toda. Artur Pires e José Ernesto estarão no Peru para ajudar com as provas. É isso ai, pra saber mais sobre a equipe Brasileira vá acessando http://www.agilitybr.com.br/a&c2014/.



Tags:

Agility

Pré Américas e Caribe pra mudar de grau

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. março 2014 22:30

Hoje meu dia foi dedicado aos trabalhos com a gangorra. Fazer uma estrutura boa e em tamanho oficial. Não terminei, mas já deixei bem adiantado, faltando apenas fixar tudo na estrutura. Ficou bom, vamos ver depois de montada se ficará 100% funcional. Porém isso só ocorrerá na segunda-feira quando conseguirei comprar os parafusos que faltam.

Treino amanhã.

Porém foi em Cotia que as coisas aconteceram hoje, com duas duplas passando para o grau 3 e pelo menos uma pro grau 2, durante o Pré Américas e Caribe. É notícia e vale uma notinha mesmo que não oficialmente. Dora uma doga que tem um potencial incrível, conduzida pela Marcela, fez dois anos em fevereiro, e já está no grau 3. Todos sabem o quanto é complicado conduzir um Border Midi, mas acho que podemos voltar aos tempos de Samy/Dana.

Do Chu não preciso falar muito. O cara que está em todos os lugares, recheando a carteira de trabalho com etiquetas e as listas de duplas com sua presença. Mais que merecida a passagem pro grau 3, é um trabalhador, batalhador e que sempre, independente do resultado, mantém o bum humor. Um grande exemplo.

Pra amiga Fernanda, meus parabéns. Finalmente acertou na cor do Border. Com certeza será o melhor cachorro que você já teve, kkk. Na foto ao lado, retirada do Face da Fernanda: André com Valentina, Felipe, Fernanda com Fendi, Dan Wroblewski, José Ernesto, Aloísio e Wendy.



Tags:

Agility

Pré A&C - 10 horas

escrito por Fabi Estiga nesta data  13. março 2014 12:08

Na verdade começa as 10 e não as 9.



Tags:

Agility

Pré A&C

escrito por Fabi Estiga nesta data  12. março 2014 11:28

Praticamente um esquenta para o A&C2014, com percursos dos árbitros que julgarão as provas no Peru. Com dois combinados Open 2 e 3. Vontades multiplas de dar um chegada lá, mas no em um mês tem Brasileiro. Logo...

As informações sobre a prova estão aqui.

Assim como o Festival Chester serão quatro pistas para duplas grau 1 tentarem os Excelentes Zerados, porém será apenas um combinado. As pistas Open só valem para obter os tais EZs e testar as habilidades em percursos internacionais.



Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"