Longe de casa

escrito por Fabi Estiga nesta data  10. julho 2016 21:22

Quando a gente está longe de casa se apega a circustâncias que lembrem quem nós somos. No dia 25 de junho, sábado, depois da prova final da VII Copa Paulista fomos embora de Itu. No dia anterior Artur já avisou: "a prova que acabe até as quatro, da tarde". O motivo? Portugal jogaria contra a Croácia pela Euro2016.

Quando terminamos de carregar o carro, já no estacionamento do Clube de Cãompo, escutei um grito de "GOLLLLLLLLL". Falei pro Aurélio "Gol de Portugal, viu o berro do Tutu?".

Me lembro quando a gente morava em Curitiba, final da década de 70, início dos anos 80. Ainda que as distâncias sejam bem menores que Brasil/Portugal, a falta de meios de comunicação, que existem hoje, uma estrada muito longa sem duplicação e passagens de aviões muito caras, quase que igualavam as distâncias.

Lembro quando o Grêmio foi Campeão do Mundo em 1983. Na Madrugada Brasileira saímos de casa para comemorar por uma Curitiba que nem parecia tão adormecida, de tantos gaúchos perdidos que encontramos. Eu tinha seis anos. É o que me lembro, de estar dentro do carro.

Além disso em cada viagem que a gente fazia, de volta ao Rio Grande do Sul, quando a gente entrava na FreeWay rolava a fita do Kleiton e Kledir com o "Deu pra ti, baixo astral, vou pra Porto e báh...". Era a certeza de que estávamos perto.

Fiz um paralelo entre essa distância em que vivíamos no Paraná, com essa distância do "Sr. Artur Pires" com Portugal. Imediatamente lembrei do meu Grêmio Campeão no Japão.

Daí pra frente passei a acompanhar a trajetória da seleção de Portugal na Euro2016. Simpatizei com a causa. Temos muito aqui no Rio Grande do Sul vindo de Portugal, pra começar o nome da capital do estado! Meu time é o Porto, sim o Portoalegrense. Ninguém para pra pensar nisso, mas o nome do time não é Grêmio.

Hoje, depois do treino lá em São Leopoldo, paramos para um café no posto de gasolina. Onde sempre parávamos pra beber café quando residíamos na cidade. Na TV Portugal X França. Sentamos debaixo da enorme tela de 40 e tantas polegadas. Nem dava pra ver. Escutei o Galvão dizer "não dá mais pro Cristiano Ronaldo". Pensei: "fodeu".

Vida continuou. Coloquei no rádio pra ver se conseguia ouvir, mas estava passando o jogo do inter. Não escuto nem o jogo do meu time, do inter então... quando cheguei em casa vi que Portugal venceu o jogo!!!

Liguei pro Tutu, na hora!



Tags: , ,

Geral

Ah meu Fusca - diários de Fusca 01

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. junho 2015 00:05

Não gosto quando falam Fúca. Qualquer coisa sem o "S" depois do "U" soa como poblema, probema, pobrema... alguém chama o Fox de Fó? O Gol de Gô? O Celta de Cêta? Não. Então Fusca, Fusquinha, Fuscão... desde que tenha o "ésse". Não fico corrigindo todos, só alguns. Os que estão mais perto.

Voltando a falar sobre o blog, falei do blog x fusca aqui, já fui criticado por postar fotos das mulheres junto com Fuscas. Algumas fotos eram mais apelativas, não vou negar, mas eu acho que de todos os lados possíveis sempre me pareceu normal.

Respeito tanto as mulheres quanto os Fuscas. Me parece um tanto exagerado. Você liga a televisão em qualquer horário e vê coisa muito pior, e mais apelativa. Óbvio que é confortável pra mim desviar a atenção dessa forma: "olhe lá o que ele tá fazendo, é muito pior do que eu faço". Minha visão foi sempre a beleza, paralela, cheia de curvas de Mulheres e Fuscas. Em nenhuma foto, podem procurar, a brincadeira foi pra outro lado.

Hipocrisia, é o grande mal da humanidade.

E muita gente me mandou fotos de Fuscas, algumas até fazendo pose do lado de exemplares. Alguns impecáveis, outros nem tanto e alguns caindo aos pedações. E não pensem que foram apenas fotos de Fuscas no Brasil. Bem capaz, Fuscas de todas as partes do MUNDO!!! Abaixo duas fotos: a primeira Connie e Boris, no México com um Taxi. Pros mais novos Connie é da Alemanha, ou Áustria, não lembro. Boris um SRD que chegou ao Grau 3! Na segunda, da direita, o Artur no Uruguai, com um Fusca 1900 e 60 e poucos da Adriana, que veio competir algumas vezes no Brasil.

A ligação do meu agility com meu antigo Fusca, depois conto a história dele, também existe. Vários treinos e em algumas provas ele me levou. Andava com o Schummy no banco traseiro. Naquele tempo nem pensava em caixa transporte. Na foto abaixo ele está pertinho da pista, montada em Esteio, no Parque de Exposições aonde é feita a Expointer. Sem cachorro para competir, ajudava na secretaria das provas, a foto é de junho ou julho de 2003.



Tags: , , ,

Ah meu Fusca

4998 - pOsTmIx - AeC2015 - VI Copa Paulista - XVBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. maio 2014 08:31

Fechada a conta para 6ª etapa da VI Copa Paulista, as finais no próximo sábado, com um número baixo de inscritos? Setenta e oito é ótimo para um regional, principalmente porque ao contrário de outras oportunidades dessa vez temos apenas duplas de São Paulo na lista.

- 87, 94, 92, 81, 81 e 78 são os números, inscritos por etapas. Como já citei, essa etapa tem zero estrangeiros, na primeira foram nove. Ou seja, números iguais de locais. Na média 85,5 duplas por prova;

- comunicado ontem sobre o Américas e Caribe 2015. Como já é de conhecimento público Artur Pires é o capitão da nau, e agora tem uma equipe trabalhando junto para que tudo funcione 100% durante as provas em Itú - SP;

- ainda sobre o AeC2015, foi lançada ontem da promo que elegerá a logo marca da competição. Qualquer pessoa pode enviar a sua idéia e concorrer. O vencedor leva uma inscrição ou o valor de uma inscrição para a competição. Em 2009 foi feita a mesma campanha e quem venceu foi o Plínio, que hoje é o cara que coordena o Marketing do XV AeC;

- falando um pouco sobre o XV, mas agora BR, as informações das provas em Itú, dias 17 e 18 de maio, já estão disponíveis. Dan, Samir, Artur e Guilherme são os árbitros escalados para as disputas finais. Infos completas aqui.



Tags: , , , , ,

Agility

Com razão

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. junho 2009 15:16

Já disse aqui uma vez que todos devem saber sobre a regra do esporte que praticam. No Agility não é diferente. Agora digo mais Quer reclamar depois de uma pista? Mesmo que em vão, já que um julgamento não pode ser alterado, reclame com conhecimento.

Pra isso temos o Blog do Artur. Segue o link para o último post sobre refúgos e zona de aproximação:
http://arturpiresagility.blogspot.com/2009/06/refugos-e-zona-de-aproximacao-1.html

Agility parece até fácil. E é fácil. Veja bem, se o seu cão, no caso você, não cometer erros não há o que discutir com o árbitro. Porém pra quem julga e tem que ver algumas vezes quase 100 duplas é bem diferente. Por isso prefiro só cometer erros com meus cães em pista.



Tags:

Regras e mais regras

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. maio 2009 15:57

É importante saber as regras mesmo que você seja apenas um mero esportista. Afinal de contas é o esporte que você pratica. No caso do Agility é mais importante porque não estamos utilizando uma raquete, ou uma bola, não é um equipamento que temos "em mãos" e sim algo que quase sempre tem suas vontades. Saber as regras é essencial para ser um bom condutor.

Não sei todas, confesso, muitas vezes discuto sem ter razão, brigo com o árbitro e erro. Como qualquer outro esportista apaixonado. Mas para entender melhor essas peculiaridades temos o Blog do Artur, que é pra mim um dos melhores árbitros do Brasil.

Em pauta, hoje, os refúgos e suas linhas:
http://arturpiresagility.blogspot.com/2009/05/refugo-zona-de-aproximacao.html



Tags:

E-stórias

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. maio 2009 23:27

Um negócio legal dos blogs é ler histórias como as que o Artur contou num post no Blog dele. Uma coisa que gosto de escutar são as histórias do agility. O carrinho (de futebol) que um grande condutor brasileiro deu em seu cachorro pra ele não entrar no túnel. Isso em um mundial. Os cachorros com dezenas de microchips, histórias de coelhos e caçadores, enfim...

Pra quem quiser ler duas em uma segue o link para o Blog do Artur:
http://arturpiresagility.blogspot.com/2009/05/experiencias-e-vivencias-1.html



Tags:

Blog Gabarito

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. abril 2009 18:27

Não precisamos de muitas apresentações. Artur Pires agora tem o seu blog também. Perdi a conta de quantos temos no agility, mas esse é de peso tendo em vista o autor. Considerado um dos maiores árbitros brasileiros, apesar de ser português.

A primeira vez que converser com o Artur foi aqui em Porto Alegre, apesar de já ter visto ele em algumas provas, durante uma reunião que tivemos para ver sobre a realização da segunda banca para formação de árbitros de agility aqui no RS. Ficamos na ponta da mesa escutando as conversas do Agility em Portugal, do início do Billy Jr. com a Marta e sobre regras.

Abaixo o link para o Blog:
http://arturpiresagility.blogspot.com/

Boa sorte Artur!

Foto do Daniel Neves.



Tags:

Artur Pires no HotSite do Américas e Caribe

escrito por Fabi Estiga nesta data  17. janeiro 2009 16:08

Artur é o primeiro dos nove árbitros que julgarão no evento Américas e Caribe 2009. No evento porque quem vai julgar o A&C2009 é Saso Novak. Artur, por exemplo vai julgar uma das provas do Open, competição que ocorre no mesmo evento com outro nome.

Gosto das pistas do Artur, apesar de nunca ter me dado bem num combinado, algumas das minhas melhores apresentações foram em suas pistas. Me lembro de duas agora rapidamente. II Copa CBA4ª etapa no CTA, fui desclassificado duas vezes com a Sandy, mas gostei muito do meu desempenho. A outra foi na III Copa CBA 6ª etapa com o Schummy. Teria feito meu primeiro combinado se não tivesse sido desclassificado na primeira pista (Agility) faltando apenas dois obstáculos.

Conversar com o Artur sobre agility é certeza de aprender algo novo.

Quem quiser saber um pouco mais da história do Sr. Artur Lucínio Pereira Pires acesse o link abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/a&c2009/detalnoticia.asp?prod_id=17



Tags: ,

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"