AWC2016 - por uma zona corrida

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. setembro 2016 11:01

Romina conduziu Wish no Agility como se o dog estivesse nos trilhos. NO vídeo dá pra ver. Falei sobre o pódio da Romina no Mundial de Saragoça aqui, e pensei depois na dimensão real desse pódio. É bem mais do que escrevi.

Gosto muito da Argentina. E ela é aqui do lado! 500 ou 600km você está lá. Buenos Aires é mais longe, mesmo assim é mais perto que São Paulo. A gente aqui no RS, embora alguns neguem, somos meio Uruguaios e Argentinos. Vendo a pista fiquei feliz por ter sido uma conquista maiúscula, não foi chorada. Foi limpa e concreta, digna de título, que não veio pela zona corrida da campeã.

No vídeo abaixo os dogs vão corpo a corpo, com conduções bem diferentes, até chegar na passarela. Wish freia e Chi (Dog da Alemanha) parece ligar um turbo.



Tags: , ,

Agility

AWC2016 - pódio sulamericano

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. setembro 2016 21:41

A impressão que dava, Américas e Caribe após Américas e Caribe, desde 2006, é que os outros países estavam cada vez mais perto, até o ponto em que eles passaram o Brasil. Principalmente a Colômbia. Mas no Mundial o Brasil tinha mais experiência, equipes mais completas e as medalhas.

Romina e Wish, foto acima, no pódio do Mundial na categoria standard individual é o primeiro pódio sulamericano não Brasileiro. Premiação para os sobreviventes do contestado Agility montado pelo árbitro da Espanha, José Luis Garcia. Ainda que o percurso estivesse lá para todos, a pista era muito ruim.

Importante essa conquista para o Agility Argentino, provavelmente fomentará o esporte do país. O time Standard também terminou bem, numa 11ª posição.

No total sete duplas estiveram em Saragoça, quatro da categoria standard e três da mini. A Colômbia por exemplo, como o Brasil, levou 12 duos. Estar com todas as categorias completas é uma forma de aumentar as possibilidades. No entanto, sabemos como é difícil estar entre os três melhores em uma pista, imagine depois de duas!!!

É uma conquista para ser comemorada e que deve ser potencializada pelos hermanos. Parabéns!



Tags: , ,

Agility

AWC2016 - quase nada

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. setembro 2016 11:46

E mais um mundial acaba. Agora é hora de contabilizar prós e contras e pensar no futuro. Eu, particularmente, vi quase nada desse mundial. Vi o Jumping Standard porque era de graça, na quinta, e só. Todos os dias eu falei "vamos comprar", mas outra coisa acontecia e a transmissão ficava pra depois.

Não vi e não sei. Nem vou comentar os últimos dias porque sequer os resultados acessei. Vi a prova da MotoGP, na Espanha em Aragon. Ia passar, não precisei pagar e gosto de corridas.

De forma geral notei um número menor de informação rolando de forma aberta. Acho que a informação continua lá, porém a única foto que vi desse mundial foi essa acima, do Samir com o Bandit. No site oficial não tinha nada até ontem, onde procurei, sábado pela manhã.

Novamente vou criticar o AWC por não ter transmissão aberta. Isso ajudaria a divulgar de forma geral o esporte, e com certeza eu conseguiria ver alguma coisa durante os dias em que não me comprometi 100% com o esporte que pratico. Mas me baseio nas Olimpíadas, se eu tivesse que assinar pra ver as provas de natação, não veria nada, sem trocadinhos. E eu também nado, e me interesso bastante pelo assunto.

Não que pagar 100 reais pela transmissão seja caro. Também não é. Penso assim: pra que pagar por algo que não vou ver?

Uma justificativa para a transmissão paga seria: se muitos tiverem acesso ela será de péssima qualidade. Ai cabe mais investimento em infraestrutura, já que a Crufts é FREE e de qualidade indiscutível.



Tags:

Agility

AWC2016 - no mundo do SE

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. setembro 2016 21:38

E hoje foi o outro dia que falamos ontem. E os times Standard e Mini estão finalizados. Começando com o Standard que foi melhor no Agility que no Jumping. Com a 14ª posição e três faltas. Ontem fomos 28º. Subimos quatro posições, porém o melhor é saber que sem as faltas estaríamos em segundo lugar.

Se ontem a classificação tivesse sido um Top10 com três duplas zeradas, hoje o Brasil seria pódio no Mundial 2016. Se o se fosse válido. Mas é um ponto interessante.

O time mini foi o que mais sofreu entre a classificação final para o Mundial, ainda em solo brasileiro, até a definição do quarteto que embarcaria para a Europa completou três pistas das oito. Apenas Kid, conduzido pela Cassiana, completou o combinado. Kátia completou uma delas com Nica, enquanto Nitro e Bandit, conduzidos por Renan e Samir, nenhuma.

Restou para os pequenos a trigésima posição entre 32 times.

Os Midis

O time Midi Brasileiro foi bem. Jem acabou se machucando em sua passagem, mas parece que já está tudo ok com ela. A 14ª posição no Jumping não é ruim. Mesmo com muitas equipes zeradas (12), e uma com falta de tempo, dois duos José Luiz/Bina e Felipe/Cora, terminaram entre os 10 primeiros. Fernanda com Gory levou um refúgo, perdeu tempo. Mesmo assim a posição é ótima para disputar o Agility amanhã.

Só para comparar, a Rússica campeã no Standard por times terminou o Jumping em 12º lugar.

As posições individuais de Bina (2º lugar) e Cora (7º) são ótimas, algo que também pode levar as duplas a boas posições nas provas individuais.



Tags:

Agility

AWC2016 - buraco mais pra baixo

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. setembro 2016 22:58

Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Falta pouco pra começar o segundo dia do Mundial 2016 e já dá pra dizer o de sempre: o nível da bagaça é alto pra crlho. O Brasil talvez tenha, entre os standards, a equipe mais rápida de sua história, mas não fomos bem hoje.

Amanhã é outro dia, e já vimos boas viradas do Jumping para o Agility. É fato que o Brasil ficou mal colocado hoje. A 28ª posição com duas desclassificações não anima. No entanto o agility premia a perna, logo existe a possibilidade de pódio nessa pista. Mesmo sendo o Agility a pista forte dos Europeus.

Abriram os trabalhos brasileiros Felipe e Cookie, com um excelente zerado. Depois Fernanda e Fendi foram desclassificadas faltando um obstáculo. Ótima primeira vez. Pra isso são quatro cães, pra descartar o pior. Aurélio e Guapo entraram na obrigação de completar o melhor possível, e assim como a primeira, completaram zerados. Na mesma situação José Luiz e Bona fechariam o time standard.

E é difícil de falar o que aconteceu de errado, onde eles erraram pra Bona não entrar no slalon. Talvez uma escorregadinha, vi alguns cães deslizando um pouco (ou foi impressão), e antes da desclassificação já eram três faltas para a dupla. Uma pena.

O lado bom é que o melhor tempo do campeão do jumping, o Canadá, foi 34,15 e o melhor tempo de um duo "verdamarelo" 35,73. Como penso que nenhum dos nossos entrou pra rasgar, minha conclusão é que "SE" tivessemos três Excelentes Zerados estaríamos perto do 12º ou 13º lugar. Com um pouco mais de ligeireza, quem sabe um Top10.

Como já falei, amanhã é outro dia.



Tags:

Agility

Minha casa, minha vida - o mundial

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. setembro 2016 22:49

O Temer já disse que não vai acabar com os programas sociais do PT, inclusive diz ele que ampliou. Então acho que teremos casa por uns bons tempos ainda. Ou não? Na primeira pista do AWC2016, em Saragoça, lá estava a dita.



Tags:

Agility

AWC2016 - Livia tipo exportação

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. setembro 2016 09:56

Deixei passar muito, na correria do dia após dia, a presença da Lívia Nogueira, na selação de Portugal. Não sei direito se ela mudou-se para a Europa ou está apenas passando uma temporada lá.

Não é a primeira vez que um condutor Brasileiro compete por Portugal, Samir também já defendeu as cores lusitanas.

Com dois cães, Carol e Zahara, Lívia do Rio de Janeiro e Brasil, estará em pista no Mundial 2016.



Tags:

Agility

AWC2016 - o que esperar do Mundial

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. setembro 2016 08:54

É sempre interessante assistir o mundial de agility, tem tanta coisa boa pra olhar que é até difícil filtrar o que os caras fazem. Hoje estamos mais espertos. A diferença não é tão grande em termos de condução, no entanto o treinamento ainda parece ser, assim ninguém fica mais transloucado após um AWC.

O Brasil vai para o Mundial 2016 com uma seleção que passou por uma série de mudanças, entre a foto oficial no fim da Copa CBA até agora. A pior e mais dolorosa, a fatalidade que ocorreu com a Lali. Ainda tivemos uma desistência por problemas pessoais e uma lesão. Apenas os Standards continuaram firmes desde a classificação.

Abaixo a foto final, faltando a Sõnia com Mey, logo após a classificação das últimas três duplas.

É muito difícil, o nível é muito alto, porém nos últimos dois anos o Brasil esteve duas vezes entre os primeiros. Com o time Midi em 2014 (Carol, Dora, Jem e Theo) e no individual 2015 (Samir e Lali). Esse biênio lembra muito 2007 e 2008, quando foram três medalhas, começando com a terceira posição dos midis, culminando com os títulos de Campeão Mini e Standard de 2008.

Quem vai sempre espera obter uma boa classificação, sonha com uma medalha. Nós que ficamos, também. É importante ter em mente que o nível é extremo. O selecionado é ao mesmo tempo rodado e novo, em cada categoria várias novidades e projetar resultados é algo desnecessário.

O melhor é torcer e esperar que cada um consiga realizar, ou chegar o mais perto possível, o que projetou.



Tags:

Agility

Com mudanças, 50% da Seleção 2016 é do Sul

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. setembro 2016 19:16

No fim das contas somos todos brasileiros. Mais pelas distâncias e pela falta de um campeonato constante é interessante a formação do selecionado 2016 para o Mundial em Zaragoza. Seis duplas em doze são da região sul.

A já anunciada saída de Miguel e Skol, e a desistência por lesão de Polly, alçaram mais duas duplas da Universicão Curitiba. Assim cinco são da escola Paranaense e uma da Amigo Cão, Aurélio e Guapo, do Rio Grande do Sul.

Essa é a primeira vez que São Paulo não tem a maioria dos duos selecionados para um Mundial. E também a primeira vez que mais de duas integram o grupo.

Novos tempos? Sorte? Ocasião?

Difícil dizer. Uma coisa é certa. O que fez a diferença foram as provas nacionais onde tanto Universicão, quanto Amigo Cão estão presentes. Porque regional mesmo, como já coloquei no primeiro parágrafo, de forma constante não temos.



Tags:

Agility

Mais competição, menos raças

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. setembro 2016 10:18

Ainda ontem, no treino de sábado, a gente discutia essa questão, não ligada diretamente a diferentes raças, sim ao biotipo e pré disposição para o esporte. Você pode errar menos pegando um cachorro de uma criação já estabelecida e o mesmo ocorre com as raças.

Miguel antecipou um post meu, por acaso, sobre o número de raças.

A maioria dos Borders e Shetlands é óbvia, são raças que tem um bom biotipo, temperamento, e que você tem facilidade de encontrar no mercado. E isso, creio eu, jamais mudará. Não mudou nos últimos 10 anos que acompanho e sempre teremos maioria de BCs e Shetlands.

Foto abaixo by Guilherme Trevisani.

Sempre é muito tempo, verdade, nos próximos 10 ou 15 anos pelo menos, não vejo panorama para mudança.

Quanto maior for a competição, menor será o número de raças. É preciso muito trabalho para erguer uma raça dentro do Agility. São necessários vários criadores e vários condutores trabalhando em diferentes frentes, alternando tipos de treinamento e cruzando informações. Sem que seja feito essa troca não vejo como.

De tempos em tempos aparece uma ou outra raça para atrapalhar Shetlands e Borders, e no final tudo volta ao normal.

Para o crescimento do esporte

Ai precisamos diferenciar o que é competição do que é recreação. Para auto nível o que escrevi acima é a regra, porém para a manutenção do esporte o melhor é a diversidade. Que o SRD, o Golden, o Labrador, o Jack Russel, Schnauzer, Poodle e todas as outras raças (fora Shelties e BCs), façam parte, de forma numerosa.

Começando como algo recreativo, brincadeira, e seguindo para algo mais competitivo. E ai é outro post.



Tags:

Agility

Difícil decisão

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. julho 2016 12:04

Miguel anunciou em seu blog a sua desistência do Mundial 2016. Uma pena, mas a vida não é o Agility, ainda que as vezes e para alguns, o mesmo seja a vida de alguns. Já desisti de coisas pelo agility e já desisti do agility por outras.

Diz Miguel: "Deixo meu reconhecimento e agradecimento a todos amigos que comemoraram junto e sempre torceram por nós. Galera, obrigado de coração e como sempre digo, o melhor do Agility são os amigos. Depois de chorar bastante, voltamos ao trabalho para que o sonho não acabe, apenas seja adiado.".

Continuo torcendo, para que tenham outra oportunidade, e também para que os problemas que levaram a decisão sejam solucionados.

Até o momento não houve nenhum comunicado oficial por parte da CBA. A reserva é Fernanda Lesnau e Gory. Ela já está no AWC2016 com Fendi. Caso seja confirmada na posição junto ao time midi será o quarto integrante com dois cães. Katia tem dois minis, Felipe tem um midi e um Standard, José Luiz Filho também tem um midi e um Standard.

Assim teríamos um time Midi quase igual do Standard, em termos de condutores.



Tags: , ,

Agility

A foto oficial

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. junho 2016 15:12

E depois do retrato ele disse "me passa a foto ai". Eu fiquei olhando uns três segundos. incrédulo. "e perguntei como?". Retrato a gente não tira com celular, é com máquina de retrato mesmo! Não sei se ele falou sério ou se era brincadeira. kkk.



Tags: , ,

Agility

Polly na Seleção

escrito por Fabi Estiga nesta data  13. junho 2016 12:08

Já era esperada a alteração divulgada na sexta-feira no site da CBA, a convocação de Katia com Polly, Pastor de Shetland Mini, para integrar a seleção 2016. Ninguém jamais pensaria no motivo que resultou nessa alteração. A condutora agora estará com dois cães no mesmo time, formado ainda por outros três cães: Nitro, Nica e Bandit.

Polly esteve este ano no Américas e Caribe, da Colômbia.
Boa sorte para elas!

Depois da desistência da Sônia com a Mey classificada para o mundial no segundo final de semana da Copa CBA foram chamados pela Comissão técnica Samir e Bandit. O critério para a escolha não foi divulgado, mas foi a escolha da Comissão. Na ocasião comentei que era contraditório, uma vez que o regulamento era tão técnico e baseado nos rankings.

Agora, a escolha de Katia/Polly voltou a ser técnica, algo que acho muito certo. Vamos contar com as duplas que marcaram pontos, porém ela classificou pela etapa em que Sônia/Mey classificaram. Então porque não foi usado esse critério antes?

Futebol é futebol porque um gol é um gol, e a vitória da 3 pontos. É simples, é pratico e é o esporte mais praticado no mundo. É ridícula a minha comparação, não é justa com o Agility, futebol é quase um esporte mafioso, mas deixar regulamentos e critérios mais claros é mais certo ainda.



Tags:

Agility

pOsTmIx: ranking, seleção, patrocínio...

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. junho 2016 17:06

Final de temporada cheio heim? Muitas informações ai e é preciso fazer um POSTMIX! para colocar tudo em dia. Vamos lá:

Luiza e Pitanga, foto acima.

- CBA vai dar comissão para quem conseguir patrocínio para as provas. A necessidade de fazer o agility crescer X a necessidade de dinheiro nos leva a esse ponto. 20% será o percentual ofertado para quem começar um negócio;

- Rankings da Copa CBA finalizados, TheoEstiga é vice do Grau 1 Standard. Imagina? Coisas do destino, porque um EZ no primeiro dia e já era qualquer outro resultado, foi na medida;

- ainda sobre o ranking 1 - no grau 3 standard três duplas de fora de São Paulo nas três primeiras colocações. Sinal dos tempos? Sorte? As duas coisas? Boas perguntas;

- ainda sobre o ranking 2 - galera de Pernambuco chegou chegando. Principalmente Moab com Jaca. Que de ZERO foi para 1º no grau 2 Standard, campeão, além de ter ainda ficado em 11º no OPEN 2 e 3, entre 24 que marcaram pontos. Foi a quinta dupla que mais marcou pontos no final de semana, ficando atrás apenas dos classificados para o mundial 2016 e Paulo com Vicky;

Abaixo: Artur Pires, Daniela com Luke, Moab com Jaca e Dr. Sérgio de Castro.

- não seria sonhar muito alto pensar que logo teremos uma dupla do Nordeste integrando a seleção brasileira de agility;

- Sônia e Mey desistiram do Mundial 2016. E no lugar da dupla foi anunciado em um comunicado Samir com Bandit. Dessa forma muda um pouco aquele levantamento sobre as escolas. Assim Clube de Cãompo Samir Agility passará a ter 3 duplas, bem como Ducão Agility e Universicão;

- ainda sobre o ranking 3 - nada contra ninguém, pelo contrário, Samir pra mim é o melhor do Brasil hoje. "Pausa par aminha opinião: esse regulamento e o ranking não me agradam mesmo". Já falei antes isso. Então sendo tão criterioso com os pontos, após a desistência de uma dupla, o critério passa a ser subjetivo, escolha da Comissão Técnica. É contraditório, mas é o regulamento;

- ranking pra ficar legal - eu faria para o próximo Brasileiro e Copa CBA dois rankings. Pra ver o que seria diferente no resultado final. Até me coloco a disposição de fazer o ranking com pontos por pernas e combinado. Um deles seria para classificar para o Mundial, sempre os mais rápidos, e outro para apenas premiar o ranking, pronto e ponto final.

Abaixo, Ana com um Papillon. kkk. Nouba!



Tags: ,

Agility

Seleção completa e renovada

escrito por Fabi Estiga nesta data  1. junho 2016 22:28

É um selecionado renovado e ao mesmo tempo bem rodado. Ninguém todos tem mais que cinco anos dentro do esporte. Metade deles com medalhas em Mundiais. Tá certo que medalha não chama medalha, mas o fato das medalhas terem sido conquistadas, quer dizer que eles lá já estiveram.

Em relação ao selecionado de 2015 são sete trocas. O time mini foi que menos sofreu alterações. Apenas saiu Alex com Skipper e entrou Sônia com Mey. No Midi apenas Vivy com Jem continua, o mesmo acontece no Standard onde apenas José Luiz com Bona se manteve.

Novidades

Condutores debutando são dois: Fernanda e Miguel. Ambos conquistaram suas vagas na 6ª etapa da VII Copa CBA. Duplas são seis! Felipe Minet voltando a seleção depois de 7 anos com dois cães, Corah e Cookie. Aurélio também volta, depois de quatro anos. Primeira vez com um cão Standard, Guapo. José Luiz com Bina também classificou pela primeira vez. Além dos já citados Fernanda que vai com Fendi e Miguel com Skol.

Escolas

Miguel entrou pela primeira vez em pista pela sua escola, Autletas, e classificou para o Mundial. Isso é o que chamo de sorte de principiante. Mas as forças estão bem divididas:

03 Ducão Agility
03 Universicão Curitiba
02 Clube de Cãompo Samir Agility
01 4Fun Agility
01 Amigo Cão
01 ABRAFA Paulo Prado Agility
01 Autletas Agility Team

 

UPDATE: Felipe volta a seleção após quatro anos e não sete. Mas continua sendo o primeiro com Cookie.



Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"