#dUsTiXa - Sampa City, lá vamos nós

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. abril 2017 21:45

E eu achando que ficaria longe de São Paulo até as finais da Copa CBA em Maio! Que nada, vamos pra estrada hoje, eu e meu pai. Primeiro até Campinas, depois para Sampa mesmo.

Viagem de trabalho é mais tranquila, mesmo que de carro, porque não tem toda aquela loucura dos cachorros, preocupações mil com tanta coisa pra levar, mas a viagem também não é tão divertida. Porque é trabalho, não agility.

Vamos ver, de repente visito alguém em SP, socialmente. hehehe.



Tags: ,

On the Road

#dUsTiXa - lembranças da estrada

escrito por Fabi Estiga nesta data  24. fevereiro 2017 18:05

50k no hodometro, dois pneus dianteiros chegando no fim da vida, um pouco de sujeira, uns arranhões e algumas histórias. Dustixa é massa e dá pro gasto.

Gosto de ver esse carro sujo. Porque a essência dela é essa. Na volta de São Paulo, essa última, ela virou os 49999. O barro da foto acima é lá do Clube de Cãompo.

E eu achava que a Duster era só mais um carro. Nanão. Tem um monte de fãs do carro no leste Europeu. Sim, lá na neve, no barro. Na Romênia. Muito legal isso.

Só hoje consegui lavar o barro do dia 4 e 5 de fevereiro. Coisa do trabalho. Ela não se importa. É o trabalho dela, pra isso que ela foi feita.



Tags:

On the Road

#dUsTiXa - overdose

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. agosto 2016 15:01

Quinta-feira nove horas da noite, dia 4 de agosto. Ida para abertura do Brasileiro. Entramos na FreeWay (BR290) rumo a Itu com mais dois carros. Sábado dia 13 de agosto chego em casa. Foi uma baita viagem.

Explico, depois da abertura do Brasileirão, dois carros da tour Amigo Cão, voltaram para o RS. Nós ficamos em Sampa e voltamos na segunda-feira. Quatro da madruga já rodávamos pela zona norte de São Paulo. Chegamos as 18:30 em casa.

Porém naquele mesmo dia eu voltaria para Sampa, a trabalho. De carro! Loucura total. Dormi duas horas em casa e depois fui para casa do meu pai para de lá sair, tendo também a cia do meu primo. Dormir as primeiras horas até Laguna. De lá assumi os controles da pilotagem e fui até SP.

Em 36 horas 2400km.

Valeu a pena, tanto pelo trabalho, quanto pelo agility. Foram 10 dias de muita correria e fora de casa. Agoa, que comece mais esse ano, tanto no esporte, quanto no profissional.



Tags:

#ontheroad - #dUsTiXa - churchstop

escrito por Fabi Estiga nesta data  16. fevereiro 2016 20:00

Eu sou o cara que pediu pra abortar as aulas da primeira comunhão, porque elas não levariam a nada, mas que gosta de igrejas. Não sei, acho que é a arquitetura que me chama atenção e o fato de que em qualquer cidade tem, no mínimo, uma igreja.

Mas quando você olha a foto não imagina onde é que a igreja está localizada. A maioria das vezes ela está na praça da cidade,porém em outras tenho que dar uma banda pra captar a imagem, como podemos ver acima.

Dustixa offtheroad.

Passa Sete é um município que fica numa serra, leve. Mas é mais de 500 metros de altura. Cerca de cinco mil habitantes. Perto de Santa Cruz do Sul, cidade conhecida pela maior OctoberFest do estado. Todavia Passa Sete é ao lado de Candelária, que é o lar do Guaíbassauro, que vem a ser o Dinossauro Gaucho.

Dessa vez eu trouxe a máquina de retratos mesmo! Pra começar a tirar fotos boas das igrejas e acabar com essa história de bater com o celular, que é ótimo pro dia a dia, só que nunca chegará aos pés de uma boa câmera.

Passei por várias cidades, como Santa Cruz, hoje. Que tem uma igreja linda, só que o céu lá estava feio. Ai deixei pra próxima vez, quem sabe no outuno a luz melhora.



Tags: ,

Fotos | On the Road

#ontheroad - #dUsTiXa - faltou espaço

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. fevereiro 2016 16:58

Feitas duas viagens com o carro, posso dizer que ele aguentou bem os pouco mais de 1100km de viagem. A de ida foi fácil porque sozinho sobrou espaço pra espalhar as caixas, mas na volta veio tudo meio empilhado. O carro é pequeno? Não diria isso. É um automóvel, pelos padrões nacionais, médio. O problema é que temos muitos cães, principalmente Borders.

Como a finalidade do carro é trabalho, não vou reclamar. Porém com sete cães e três pessoas falta espaço.

As vantagens dela em relação a outros carros é a suspensão mais alta. Mesmo com peso ela não baixou muito. Nossos carros anteriores, Megane e Xsara Picasso sentiam ao andar com o porta malas cheio. Em contra partida ela é mais dura que suas antecessoras, menos confortável. Essa altura também é desvantagem quando você precisa colocar os cães no carro.

A viagem só foi possível porque eu fiz adaptadores que levantaram algumas caixas, e o encaixe de cinco montadas. Duas 300, uma 250, uma 200 e uma 100. Totalizando 1150 litros. Num carro que tem capacidade no porta malas de apenas 475 litros. Na Picasso andávamos com três caixas 300 montadas, ou seja, 900 litros. E o carro era, e é, muito maior.

Como agora existe o prenúncio de um grande hiato, novamente, de viagens com cães, acredito que, poderei continuar minha vida sem reclamar.



Tags:

On the Road

#ontheroad - #dUsTiXa - no more lonely nights

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. fevereiro 2016 20:13

Viajar sozinho é legal, eu gosto. Mas com sete cachorros e chovendo, isso pode ser complicado. De qualquer forma cheguei sem problemas em São Paulo, após uma viagem de 14 horas, com direito a um hora trancado pouco antes do Rodoanel. Um caminhão despencou do outro lado e virou atração turística.

Antes de continuar eu daria o play na música abaixo.

O carro comportou-se muito bem. A estrada estava bem tranquila, apesar da chuva que atrapalha um pouco a média horária. Até o engarrafamento de 8km eu estava fazendo 88,7km por hora. Mas devo confessar que me atirei no açúcar essa noite. RedBull, Coca Coca, bala de goma, TicTac... pão de queijo e até café.

As noites solitárias são complicadas. "Formigar é preciso!". No entanto devo dizer que fiquei bem entretido com a central multimídia, que me ajudou bastante na viagem, cuidando do caminho, músicas, consumo...

Acima, a última parada em Registro, no Graal, como sempre faço com os carros ao tirar uma foto apareceu uma dita passando lá no fundo. Cara, elas estão me perseguindo. São sinais colocados no meu caminho.



Tags: , ,

On the Road

#dUsTiXa - eterno quebra cabeças

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. fevereiro 2016 22:23

Tendo cães com diversas idades, variando de 13 anos até 13 meses, creio que passarei mais, no mínimo, o resto da vida lidando com caixas transporte e medindo compartimentos de bagagem de automóveis. Eu curto. Desde pequeno arrumo os porta-malas dos carros. Antigamente para viajar na cachorreira da Belina L 86 do meu pai. Bons tempos.

Agora, hoje, foi a vez de fazer os ajustes finais para minha trip que começa amanhã pra Sampa. Tive que fazer uns adaptadores para colocar as caixas mais elevadas. Não produzem mais carros fantásticos como a Kombi, logo tenho que fazer esse exercício mental para encaixar tudo.

"Não existe carro ruim, existe é inaptidão logística" F.Estigarribia. Esse é meu lema. Tudo cabe, tudo vai, mas tem que ficar calmo e pensar. Ter as ferramentas certas é um bom começo. No caso, carros e caixas. Na foto acima vemos duas marcas de caixas. A da esquerda uma Vari Kennel 300 litros, que na verdade é uma 320 ou 330 litros. E ao lado duas Compass, que seriam equivalentes a 150 e 200 litros.

Pro carro são melhores, porque tem frestas para troca de ar por todos os lados. A Vari, apenas na parte superior, porém creio que são mais seguras, justamente por esse motivo, elas aparentam mais solidez. Para aviões sem dúvidas são mais indicadas, embora ambas sejam aceitas em vôos.

Outra coisa que fiz, já pensando na boa conservação do carro, algo que não pensei em outras ocasiões, foi adesivar, como dá pra ver acima em marrom, a entrada do porta malas. É uma solução caseira, com tempo vou atrás de algo mais industrial. Aconselho isso para todos, adesivos para todas as partes onde as caixas eventualmente rasparão.

Também dá pra ver que o casamento de Vari e Compass é bom, no entanto preferiria ter todas as caixas da segunda marca, as bordas das Vari são maiores e as portas menores. Ainda que nessa imagem seja uma 200 e poucos e uma 300. Só em sonho, porque os preços das caixas estão proibitivos. Dólar valendo 4 reais dá nisso.



Tags:

carros e caixas

#ontheroad - #dUsTiXa - a primeira

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. janeiro 2016 12:18

"A estrada é uma velha amiga" como diz a música da banda Cachorro Grande. Então pode passar muito tempo que quando a reencontra tudo volta a ser como era antes. Acima eu e Vívian. Fomos ao morro da Borússia, que fica em Osório, cidade distante coisa de 70km de Tiethere. Mas o que é o morro da Borússia?

Escuta aqui a música Velha Amiga da Cachorro Grande.

 

Difícil explicar. Mas é um morro com restaurantes, mirantes, rampas de salto para asa delta, entre outras coisas mais. Desde o meio do ano estava afim de ir lá. Só agora conseguimos alinhar tudo. Abaixo eu sentado na beira da Rampa de onde caem as asas.

E chegamos em um sítio onde haviam duas cachoeiras, na verdade várias. Lugar legal para fazer um churrasco, passar a tarde. Mas as pessoas, na minha opinião, fazem com que o passeio perca um pouco da graça. Porque é justamente a falta de estrutura que faz o lugar bonito. Quando você leva a estrutura para esse lugar, sinceramente, fica meio feio. Quero voltar lá, num dia comum, com menos gente, menos churrasco...

Mais imagens aqui na galeria do Facebook.

Abaixo a Vívian procurando sinal no meio do mato. Fotos assim são raras, era preciso um esforço retratístico para enquadrar pouca gente nas fotos.

Mas foi um belo passeio, comemos boa comida, tiramos boas fotos, boas e novas histórias em um ano que está apenas começando. Histórias que estão apenas começando. Semana passada fomos até Porto Alegre e viramos turistas, eu principalmente, numa cidade em que morei por 20 anos. Foi onde eu mais morei durante minha vida. E nesse final de semana fomos dar outras voltas, num lugar que passamos inúmeras vezes, centenas quase milhares. Caminho que é para sair do estado, via BR101.

Aliás, saudades da "briói". Acho que mês que vem conseguiremos sair do estado outra vez, desde as férias de inverno (2015)que não adentramos em solos "Santos Catarísticos, Paranasienses e São Paulásticos". Quem sabe? E quando não der, ficamos aqui pelo RS mesmo. O estado é lindo, basta saber quando e pra onde olhar. Abaixo, a 101, em Osório.



Tags:

On the Road

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"