Ah meu Fusca - o básico também chama atenção

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. junho 2017 14:49

Falando ainda sobre Fuscas, ontem no encontro, fiquei bastante tempo perto do nosso, não ao lado, nem dentro e noite uma coisa. Muitas pessoas se interessam por ele.

É um modelo básico, não tem nada de diferente do que saiu da fábrica da Volks em 1978/1979. Apenas o retrovisor direito e o rádio com CD destoam em termos de originalidade. E é assim que penso esse Fusca, nada diferente.

E com tantos carros tão legais e modificados é muito difícil competir. Não tem como. Kombis, Fuscas, Brasílias, Variants impecáveis. Com rodas, bagageiros, luzes... E o nosso Fusca é assim, branco e básico.

Mas olhando de longe, as vezes passava alguém, parava, ficava olhando e se aproximava. Colocando a cabeça mais perto do vidro e tals. Provavelmente tentando recordar alguma lembrança antiga que teve com um Fusca parecido. Isso é legal.

Um carro customizado, e eu estou fazendo um, a Brasablue, é lindo. E é um enorme exercício de pensar algo diferente do que a Volks e seus engenheiros pensaram. Porém só eu terei lembranças com ela.



Tags: , ,

Ah meu Fusca

1:64 - Kafer Racer

escrito por Fabi Estiga nesta data  31. maio 2017 22:30

Já falei, não compro miniaturas pela internet, não. Se for fazer isso gasto todo meu dinheiro no Mercado Livre. Seria o fim. Prefiro garimpar.

Muito mais legal sair no soco com as crianças em busca de Volkswagens nas gôndolas das lojas de brinquedos. Mas não é só de loja de brinquedo que vivo não. Esse das fotos saiu de um Graal, lá em Registro. Na volta de São Paulo, segunda-feira.

Minha coleção está resumida aos Volkswagens a ar e também aos Porsches, desde que também sejam refrigerados como os Fuscas, kombis e Brasólias. Kafer é o nome do Fusca na Alemanha.



Tags: ,

1:64

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"