Até o próximo domingo - um zilhão de planos

escrito por Fabi Estiga nesta data  19. março 2017 21:30

Semana fora de casa, começa amanhã. Trabalho = a viagem. Vamos longe, lá na Argentina. Levo junto comigo todos os projetos para os próximos meses. Tempo na estrada é tempo pra pensar no que precisa ser feito. Trabalho, Agility, Casa, reforma de carro, tudo.

Como já falei, essa semana comecei a tratar eu mesmo da lataria da Brasília. Acima o Capô, como estava, após a aplicação do fosfotizante (esquerda), e a direita como ele está agora após a aplicação do primer. Cheguei na loja com a minha linguagem de TV a cabo, embalado pelos programas de reforma do History e do Discovery e disse "Tchê, me dá um primer!!!". O cara me disse "O que?".

De lá eu saí com Fosfatizante, Primer, Tinta, Catalisador, pasta de polimento, três tipos de lixa... É um belo passatempo para um ansioso. Final de semana, o próximo, tasco tinta nele. Azul!

Ontem no treino o Felipe levou uns passarinhos. Agapornis. Eles treinaram umas zonas. Algo que preciso voltar a fazer em casa. Está nos projetos de casa e agility construír e reformar as zonas aqui de casa. Essa será uma tarefa para o outono. Época em que o calor dá um tempo aqui em nossa região. Sim aqui faz muito calor no verão.

Bom, uma boa semana para todos, que espero passe rápido, porque tem Fórmula 1 no domingo, mais treino de agility, encontro de Fuscas... entre outras coisas. Até o próximo domingo!



Tags: , ,

Até o próximo domingo

Até o próximo domingo - chuvinha de outono

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. março 2017 21:43

Nem terminou o verão e tivemos um dia hoje de inverno. Com chuva o dia todo. Sofá lotou! Mais sofá gritaram os sem encosto.

Aproveitei para testar a pistola de pintura que ganhei de natal com a tinta automotiva que comprei. Verniz na verdade. Não deu muito certo, mas também não deu totalmente errado. Essa pistola trabalha melhor com tinta normal, de parede. Usamos pra passar verniz nas cercas que fizemos. É muito rápido trabalhar com ela, porém para superfícies de ferro, que precisarão de MUITO bom acabamento ela deixa a desejar.

Abaixo duas tentativas, na esquerda a segunda vez que pintei e na direita a primeira. Não dá pra reproduzir em fotos o quão liso ficou a da esquerda. Que eu tive que lixar e acabou saindo um pouco da tinta preta do suporte. Agora talvez eu vá buscar melhores ferramentas pra tentar pintar a Brasília em casa.

Pra finalizar Schummy brincando ontem comigo. É uma figura, aos 14 anos de idade. Ele ainda acha que é um jovem Border Collie. A cabeça, quase nunca acompanha o corpo.



Tags: , ,

Até o próximo domingo

Schummy 14, Lew 6, Nimoy 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. fevereiro 2017 10:20

Schummy

Hoje aniversário dele. 14 anos de idade. A viagem de volta pra casa foi cansativa. A de ida quase toda a noite é mais fácil. Levamos ele porque passaríamos muito tempo lá. Mas não tem como ele viajar tanto tempo assim numa caixa transporte. A idade dele não permite mais esse sacrifício.

Parabéns meu velho. Dogão que me colocou nessa vida de agility.

Nimoy

Na quinta-feira passada, antes da prova no Dog World do paulista, conversando com o Dan lembrei do Pedigree do Nimoy. E ele viu, que o Spoke Jr, de sua criação já havia passado dos 2 anos. Competiu lá no Dog World e completou uma pista inclusive.

Pros fãs de Star Trek ou amantes do inglês, eu sei que é Spock e não Spoke. O certo seria falar espÔque e não espÓque. Mas são adaptações que a gente faz pra tornar os nomes mais plausíveis e as histórias mais legais.

Lew

Dia 8 a Lew fez seis meses. Pra ela essa viagem foi um grande teste. Em alguns dias ela não se aguentava mais, escolhia um cantinho, deitava e dormia. Nunca tinha visto ela cansada dessa forma, ao ponto de dizer adeus as brincadeiras com os irmãos mais velhos.

O intensivão de guia e de xixi em posto de gasolina também foi muito valioso. Essa doga é show. Melhor impossível.



Tags: , , ,

Agility

395 entradas em pista, e contando

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. junho 2016 10:29

Foi lá em 2007 que entrei pela centésima vez em pista. Foi no Dog World 2, e o Dan estava narrando. Pra mim não era comemoração, mas o Aurélio resolveu falar pro narrador e ai ele disse no microfone "centésima entrada em pista do Fabiano, quem conta quantas vezes entra em pista?" daquela forma que só o Dan fala no Microfone, kkk. Pensei comigo: "eu conto".

Fui desclassificado, era o Schummy em pista. Fui completar uma pista naquele dia apenas na entrada número 102, com a Sandy, no Grau 2. Pista Zerada, com um tempo mais ou menos. Depois daquilo continuei contando, mas não comemorando cada cento de pistas, porque ficou meio normal.

Agora cheguei perto da entrada 400, a última (395) foi o Agility da Glee, de domingo. Schummy continua sendo o dog com mais entradas, um total de 115. Bola está bem perto dele agora com 111. Acho que faço mais quatro e ai aposento a dupla com esse número, igual ao do pai.

Guíça com 70 entradas ainda é a terceira colocada nessa estatística, seguida pela Sandy com 46 e Glee com 45. No final da lista aparece a Cacau, Shetland do Aurélio, com quem entrei apenas 8 vezes. Todos os cães, menos Bola, são Grau 2 comigo, BilltheBall é G3.



Tags: , , , , ,

Agility

2016, um ano de muitas décadas - primeiro pódio

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. abril 2016 18:09

Quem liga pra premiação? Nós humanos, os cães cagam homericamente pra isso. Menos é claro se o prêmio for algo desejado. Tipo, se o troféu fosse uma embalagem com três bolas de tênis...

Na foto ao lado vemos Schummy hoje com o troféu que ele ganhou há dez anos, várias comemorações nesse feriadão. Como diz o título, 2016 é um ano de muitas décadas. Meu primeiro pódio também veio de lá, de 2006, na minha segunda prova oficial, no Rio de Janeiro. Um honesto quarto lugar.

Acho que foram duas faltas. A pista foi melhor que a da primeira prova. Eu estava menos nervoso e a pista também estava um pouco mais aberta. Com os obstáculos que não eram para serem feitos um pouco mais longe.

Não acredito que ter começado com uma quase vitória na primeira prova e um real 4º lugar na segunda tenha me dado mais vontade de competir. Não creio nisso. Apenas foi um alento para que continuasse minha trajetória dentro do esporte.

Tanto em 2006 quanto agora em 2016 Schummy caga pro troféu. Passei a dar menos valor também. Hoje guardo o que é mais bonito. Tenho umas 40 medalhas guardadas, pouco pra quem competiu nos últimos 10 anos, mas muito pra quem nunca foi de ganhar.

Já diz a música "só sabe o que é ganhar, quem não cansou de perder". Eu sei o valor da vitória e é praticamente nenhum, o que vale mesmo, e o que vamos sentir falta, é a companhia dos nossos velhos amigos.

Abaixo, nossos passados imprevistos.



Tags: , ,

Agility

2016, um ano de muitas décadas - a primeira oficial

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. abril 2016 20:36

Cara, 10 anos não é pouca coisa, e a idade do Théo! Uma vida! Então há dez anos eu fazia meu primeiro percurso oficial, láááá no Rio de Janeiro, grande Rio de Janeiro. Na Ilha do Governador, uma viagem que jamais vou esquecer por diversos motivos, o primeiro é claro, é óbvio, por ter sido a minha primeira prova oficial.

E naquela ocasião, reclamem agora iniciantes, os que estavam começando entravam em pista apenas UMA VEZ. É, não tinha combinado, a premiação era por pista, mas só havia uma pista mesmo. Ruim. Porque eu fui mal na minha primeira. Mal e bem. Estava ZERADO, pronto pra ganhar a prova, um dos últimos que entrou em pista, teria ganho se tivesse completado, mas fui desclassificado.

Quem nunca?

As lembranças daquele dia talvez jamais sejam apagadas na minha memória. Estava nervoso, dog louco, corria apontado pro lado que caía, e caía pra tudo que era lado. Schummy foi um grande cão nessa primeira pista, como ele ainda é. Porém, como ele sempre também foi, imprevisível. Não tinha nunca como prever o que ele faria em pista. Era muito cachorro pra qualquer condutor do sul do Brasil naquela ocasião.

Gravei um Café com Agility, está abaixo. Não contei tudo que aconteceu, precisa de algumas seções de análise para falar tudo, no entanto ficou justo.



Tags: ,

Agility

Ah meu Fusca (o\_|_/o) rolê de Fusca

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. fevereiro 2016 17:23

Ainda no final de semana do carnaval eu comentava, numa conversa sobre cães, que a minha raça é o Border Collie, não adianta. Cada um tem a sua. Eu acho o Border o melhor cachorro, assim como gosto de Fuscas, é gosto e não podemos discutir esse ponto, pronto e ponto.

Então hoje peguei as velharias, eu, Schummy e o 79, e dei uma volta e gravei um vídeo. Um vídeo barulhento diga-se. Está abaixo:

Mas é fácil gostar muito de uma raça quando você, no primeiro contato, já tem um bom exemplar. Que foi o meu caso. Ele não foi meu primeiro cachorro, já estava mais consciente do que era educar um canino e fiz isso com Schummy, sobretudo levando o bicho para tudo quanto era lugar, de Fusca. Educar é o princípio mais que básico para ter um bom animal dentro de casa. Seja ele da espécie que for.



Tags: ,

Ah meu Fusca

Schummy 13 anos 1

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. fevereiro 2016 12:40

Primeiro, boa semana para todos.

Segundo que hoje é nivers do Schummy, 13 anos de bordíces. Meu primeiro Border, e meu cachorro mais incrível e equilibrado. Depois dele vieram os outros tantos. Inclusive dois filhos que carregam coisas boas e ruins de sua personalidade.

Guíça e Bola, vai faltar um neto dele pra que eu possa continuar com o seu sangue comigo.

Continua sendo o mesmo filhote observador e prestativo que sempre foi, mas agora com o peso dos anos nas costas. Demora mais pra levantar, pra deitar, pra acordar, pra correr, embora ele pense que faz tudo isso muito rápido.

Dei uma volta com ele hoje, de carro. Gravei um vídeo, logo mais estará no ar. Falo mais sobre isso e sobre ele em outro post, no entanto é um prazer ter um cão como ele ao lado, ou deitado nos teus pés, mesmo que esteja fazendo 40 GRAUS!!! hehehe.

Enfim, parabéns Schummigo!



Tags: ,

Geral

Entradas em pista - Schummy ainda no Topo

escrito por Administrator nesta data  23. abril 2015 09:10

Talvez até seja uma boa forma de homenagem, deixar o Schummy no Topo dessa tabela de entradas em pista. Foi o cachorro que mais temporadas atravessou, porém em muitas delas sem competir. Deveria ter dado mais atenção pra ele, mas o dinheiro não é ilimitado.

Bola passou no Américas e Caribe das 100 entradas. A centésima foi o Agility por equipes. Bom que completei. Pena que ele entrou num caminho complicado nos últimos tempos de gostar de treinar e não gostar de provas.

Guíça foi embora aos 6 anos, e suas 70 entradas a deixavam em 2º. No ritmo que estava ultrapassaria Schummy antes da aposentadoria. Pesa o fato de ter começado com 3 anos no iniciante.

Foi o cachorro que eu mais dei atenção durante um tempo. Os números são de duas temporadas e meia. Era fácil conduzir e complicado lidar com tantos problemas de treinamento. Não era minha.

Com três anos tem tudo para superar todos os que estão a sua frente. Tem apenas uma temporada competindo e 25 entradas no G1 e G2. Oito delas foram no iniciante.



Tags: , , , ,

Agility

Inveja

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. fevereiro 2015 11:10

Eu tenho inveja de quem tem apenas um cachorro. Sério. Acho que a pessoa que consegue ter apenas um é feliz. Não tem todo o peso de ficar pensando em mais de uma condução, mais de um treino. Sem falar nas questões logísticas que são impossíveis de esquecer pra quem tem mais de um cachorro.

Mas o que nos faz precisar de mais cães? No caso dos que visitam este blog é o vício no agility. É óbvio que cães são ótimos, criaturas fora do comum que geram amor desconhecido pelos humanos. Porém a necessidade de continuar correndo atrás de metas e ou até de sensações pré e pós pista nos fazem aptos e receptivos. Mesmo que não sejamos.

O cara que tem um cão é feliz, tenho certeza disso.



Tags:

Agility

Schummy 12 anos

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. fevereiro 2015 23:28

Foi hoje, passei o dia pensando em tirar essa foto, mas o tempo foi passando. Tempo, tempo, tempo. Tudo na vida do Schummy foi sempre tempo. O cara que abriu as portas pro meu agility, primeiro em muitas coisas, mas principalmente meu primeiro Border Collie. Parabéns Schuco!

Dorme mais do que qualquer coisa isso ai, mas tá inteiro e aparentemente vai longe essa mala. Ah, é claro, ainda é viciado em bolinhas.



Tags:

Geral

Dá um tempo, Tempo

escrito por Fabi Estiga nesta data  16. julho 2014 20:55

Depois de três dias fuçando na Rampa A, em posições pouco dignas, minhas costas estavam doendo. Os músculos foram pro saco. Dois pesos e duas medidas, o da Rampa e o da idade. Poderia dar um tempo, né Tempo? Mais tempo, um dia com 30 horas, uns anos há menos, uns dias a mais.

Fato, FATÃO (!!!), tudo envelhece, infelizmente. Inclusive meu cachorro, meu primeiro Border Collie, esse da imagem abaixo e que agora também está no Topo novo do blog. Se não está vendo atualize a bagaça. Rumo aos 12 anos, cara e orelhas com mais pelagam branca, olhos e bochechas meio caídas, porém com um olhar brilhante ainda.

E esse foi o enquadramento mesmo, meio maluco, sem nariz e sem orelhas, pra usar no blog, ai no Topo. Pra mostrar o olhar, porque ele não envelhece. Quando você se mantém na sua essência, o tempo não passa, mesmo que o corpo não mais seja aquela máquina, a mente não te deixa envelhecer. O ritmo é mais lento e a gente nem exige tanto, só umas fotos, vez que outra.

E os topos do blog estão nesse link:
http://www.agility.esp.br/fabi/page/Topof.aspx

Nem todas as imagens são pensadas pro blog, algumas simplesmente ficam boas no espaço. Específicamente essa que está agora foi pensada e deu certo.



Tags:

Fotos | Geral

71 x 70

escrito por Fabi Estiga nesta data  19. fevereiro 2014 11:39

Final de semana do Paranaense o Bola passou a ser meu segundo cão mais experiente. Com as quatro entradas em São José dos Pinhais ele ultrapassou a Guíça, que morreu há dois anos. Agora ele tem 71 percursos oficiais contra 70 da irmã.

Números, números, números... passei duas temporadas parado, entrando em pista apenas 12 vezes, com dois cães, miséria. Essa temporada já está sendo mais generosa. Já foram 28 percursos com o Bola e o Schummy, sendo que esse veterano, só esteve em pista quatro vezes.

Até o final da temporada é provável que já tenha entrado umas seis vezes mais em 2013/2014 do que de 2011/2012 - 2012/2013.

No gráfico, além dos dados das pistas uma foto do Schummy by Guilherme Trevisani. Que poderia voltar a tirar uns retratos dos dogs. Ele tinha um olhar diferente da bagaça toda. No domingo o Aurélio tirou uma foto com o primeiro aluno dele no colo e falou "tá velhinho hein Schummy?". É my brother o tempo passa.

Todos os dogs G2.



Tags: , ,

Agility

Schummy - 11 anos

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. janeiro 2014 11:59

Como se fosse hoje lembro do dia que vi a ninhada pela primeira vez. Sete doguinhos, pretinhos e branquinhos. Queria uma fêmea, mas só tinha uma, que era igual ao escolhido. Fui ver os filhotes com a imagem ícone. Todas as pontas brancas e uma coleira nem tão grande, nem tão pequena. O cachorro do "Baby o porquinho".

Se você está lendo esse texto, se estou casado com a Vívian, se faço agility, se faço nossos obstáculos, se viajamos 2400km para competir, se existem outros cães que fazem agility em casa, se sou da forma que sou hoje... enfim... tudo é culpa dele, do Schummy.

Parabéns e obrigado por tudo!



Tags:

Geral

Até o próximo domingo - uma semana

escrito por Fabi Estiga nesta data  19. agosto 2012 21:27

Quinze dias longe de casa fazem um estrago no ritmo. Em uma semana não deu pra voltar ao normal. Precisamos do final de semana pra recuperar do "fuso" paulista. Não que em São Paulo o horário fosse diferente. Quando é 9 horas aqui também é 9 lá. Porém a hora que acordamos, almoçamos, dormimos... aqui não era a mesma lá.

Semi-férias é isso. A volta sempre é complicada.

Já treinamos e voltamos com o que precisamos melhorar. Schummy por exemplo apenas mais ritmo, então não fez nada de muito específico, apenas fazer já é o bastante. Elvis treinou um pouco pra ser mais independente. Bola, essas coisas de trabalhar mais junto, onde tomou um pau federal na Copa Paulista.

Exatamente ao contrário do Bola, assim como Elvis, Godura treinou estar mais livre. É mais um posicionamento da Vívian do que algo que a Gorda possa fazer. Deixar o cachorro menos vinculado ao condutor dá uns milésimos de segundo a mais de pensamento ao condutor. Porém não vi até hoje conduções a média distância com cães pequenos e médios feitas de forma eficaz. Godura também não é nenhuma máquina de agility. É só uma salsicha.

Não vi tudo no agility, é claro.

Glee é que está surpreendendo. Não é o cão mais rápido que já treinei, mas é o mais empenhado. Com vontade de brincar, concentrada e feliz com o que faz. Início de treinamento é sempre bom e ela tem mostrado que evoluir é seu ponto forte.

Algo que melhorou muito nas últimas semanas, principalmente aqui em casa na última, foi a resposta dela aos nossos chamados. Agora a distração da rua já não é tão importante quanto eu ou a Vívian. Pode ser e é bem possível que isso não seja um problema no futuro. Tomara.

Tempo ao tempo e boa semana para todos!



Tags: , , , , ,

Até o próximo domingo

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"