O mais cachorro dos cachorros

escrito por Fabi Estiga nesta data  13. dezembro 2016 01:11

Em um determinado momento eu me arrependi de ter escolhido um Shetland pra fazer agility. A comparação com o Border foi inevitável. Um dos posts que não publiquei é exatamente sobre isso.

Não me faltaram conselhos e informações. Muitos desses desanimadores.

Treinar um Shetland não é bem seguir um caminho tortuoso. É tipo um jogo de tabuleiro, que você tira uma cartinha e ela diz "Seu Shetland não gostou da cor do seu tênis, volte para o início do jogo".

Nunca me arrependi de ter escolhido um Shetland para ser um cachorro. E ele é muito cachorro, muito parceiro, esfomeado, bom pra assistir TV, bom pra dormir na cama, pequeno, compacto, come pouco, mas quer sempre comer algo, se presta para tudo.

É um cachorro incapaz de esboçar um mínimo de agressividade, mesmo quando é apertado daquela forma Felícia de ser.

É como eu falo sempre: o agility você vai fazer e vai parar. Talvez junto com o seu cão. Ele ainda viverá por um longo tempo sem praticar o esporte. Então, o importante mesmo é ser um bom cachorro fora da pista.

Nisso o Nimoy é 1000 graus.



Tags: , , ,

Nimoy

Fusca + Sheltie - bela combinação

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. maio 2015 23:37

Melhor só Border Collie + Fusca. A foto é da Maria, diretamente do Rio de Janeiro, é a Guará. Foto de 2010.



Tags:

Ah meu Fusca

Crescendo - Nimoy

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. abril 2015 18:03

Conosco há 12 dias Nimoy já está maior, não sei quão maior, mas está. Dá pra ter uma noção pela peitoral que compramos no mesmo dia que pegamos ele. A regulagem eu fiz no dia e não mudei. Já está apertada.

Ao lado uma foto hoje e abaixo uma foto da Ju na prova final da VII Copa Paulista.

Tenho dado muita atenção pra ele nesses dias e tem sido ótima a resposta do doguinho. Como já comentei não é muito diferente de um Border, em termos de drive é muito parecido, pelo menos o Nimoy é. Claro que muitos reclamam, mas ele depois de conquistado morde tanto quanto a Coca quando tinha 80 dias. Nimoy tem 100.

Tenho também dado uns passeios com ele pela rua. Em dois dias está bem melhor, essa socialização é que é bem mais complicada.



Tags:

Nimoy

Multifuncional - Nimoy 06/04/2015

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. abril 2015 11:57

E ai que as coisas tem que ser feitas, e quanto mais você conseguir programar melhor, mais rápido será feito. É o caso do treino do Nimoy. Treino e dou uma juntada nas folhas do chão.

Resolvi colocar duas asas de salto pra ter uma referência. Melhorou bastante a forma de caçar dele. Tá pegando bem mais o brinquedo. Melhor no cabo de vassoura do que na minha mão, mas já estou fazendo a transferência.

Bem legal, embora falte ainda fazer isso em outros locais. Até o momento nessa correria louca pré A&C não tem dado.



Tags:

Nimoy | Treinamento

Vamos a caça - Nimoy

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. abril 2015 15:44

Hoje é o quarto dia do Nimoy aqui em casa, parece mais tempo. Amanhã é aniversário dele de uma semana conosco. Brincando esses dias todos tive dificuldades de fazer ele ligar no brinquedo, primeiro porque ele nem me conhecia, enjoado que estava não queria saber de comida, nem de brinquedo.

Em casa a coisa estabilizou e ele brincou bem mais logo no dia que chegou, mas apenas no petisco. Tem cães que só ligam na comida, outros apenas no brinquedo, todavia o Nimoy gostava de brinquedo, logo eu não conseguia ligar ele.

Lembrei que tive o mesmo problema com a Glee e fiz o mesmo ontem e hoje que fiz com ela. Óbvio que esse é um problema que eu tenho, não dos cães. Mas a muleta é boa, funciona pra caramba. Abaixo o vídeo de hoje, mostrando a solução, mais rápida para o problema.



Tags: ,

Nimoy | Treinamento

Run, Run, Run - Nimoy

escrito por Fabi Estiga nesta data  1. abril 2015 10:56

A primeira grande medida de treinamento, referente ao Nimoy, é correr. Já na segunda-feira ele já estava bem ambientado com tudo de casa e solto para simplesmente correr. Nos próximos meses será isso que faremos, correr.

As pessoas colocam muito medo em quem vai ter ou em quem pega um Shetland. Não faltam recomendações de todos, até dos que não tem cães da raça. E isso dá um certo medo. Eu não tinha receio até começar a ouvir o que a maioria fala. E que não tem muita procedência.

A maioria das recomendações esteve ligada a socialização. Sair com o cachorro, mostrar o mundo, amplificar o número de experiências e tornar tudo isso positivo. A Ana, dona do Reiki que é pai do Nimoy, escreveu quilos de palavras sobre isso, Dan também falou muito ao entregar o dog. Na prova o Paulo e a Juliana falaram muito também e foi ótimo. Paulo foi o mais positivo de todos dizendo que eu poderia me surpreender.

E acho que isso aconteceu. Nimoy é uma surpresa pra mim hoje. Em três dias virou uma sombra. As vezes estou sentado na minha mesa, escrevendo alguma asneira, e penso "deve estar comendo algo, aquele rato". Antes de conseguir levantar vejo que ele está sentado do meu lado, me olhando.

Qualquer cachorro faz isso, Bola e Glee também tem essa ligação. Um Border e um meio Border. E é justamente essa semelhança que me surpreendeu. Não é tão diferente. Tem que ter muito cuidado, mas se você não tiver cuidado com um Border ele também pode destrambelhar e já era.



Tags: ,

Nimoy | Treinamento

Fixe Coordenadas

escrito por Fabi Estiga nesta data  26. março 2015 09:44

"Ponte para Captião!"

Como seria bom um teletransporte, já pensaram? Agora estou aqui e num fade in e fade out estaria em Sampa para competir. Ainda que teóricamente possível, até o momento não temos como fazer isso. E eu não entendo nem como o Wireless funciona, nem vou entrar nas fórmulas do Einstein.

O fato é que logo mais, a noite, estaremos saindo rumo a Sampa para fazer o translado de um dog, pegar um cachorro, ver a família, disputar a final da Copa Paulista... muita coisa. Semanas cheias. Uma viagem a mais ou a menos não faz muita diferença.

De uma coisa eu tenho certeza, estou tentando o meu melhor.



Tags:

Agility

audaciosamente indo, onde nenhum homem jamais esteve

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. março 2015 07:18

É um novo começo ou fim de um ciclo? As duas coisas. 2003, 2005 e 2007 são os anos dos meus primeiros três borders no agility. É uma escadinha de cães, Schummy, Guíça e Bola. No meio, entre Guíça e Bola apareceu a Sandy, já adulta para treinar mais um pouco.

De 2009 para frente voltei a ter esse trio e parei de pensar em novos cães porque todos tinham grandes carreiras pela frente, e o tempo passou.

Estou indo agora, não para onde nenhum homem esteve, na real eu jamais estive lá. Mas não estou com muito medo. kkk. Só um pouco. Porém o desafio é o que move as pessoas, principalmente no esporte.

Com a Glee comecei uma nova fase, não Border, ou meio Border Collie. Apesar de chamar de Heeler Collie, para fins de registro, ela é um SRD. Não tem raça. 2012, 2015 e 2018. Talvez sejam os anos apara a turma da segunda década dos anos 2000.



Tags:

Agility

Vida longa e próspera - Vulcanos

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. março 2015 22:43

Louca demais a página que acabei de ler sobre os Vulcanos. Na Wikipedia. Vocês sabem que os Vulcanos foram os primeiros alienígenas com que nós humanos tivemos contato? Isso em 2063, logo depois que o motor de dobra foi inventado.

O primeiro povo não humano, realmente diferente, que conhecemos.

Uma característica dos Vulcanos é a racionalidade e lógica. Eles não demonstram emoções, ainda que valorizem muito a família. Estranho é pouco.



Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"