Média de Ezs do XIII Brasileiro

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. abril 2013 11:56

Ontem falei nesse post sobre a média de Ezs por prova, dizendo que era algo perto de 10%, mas errei. São 16,54% usando como base do Brasileiro do ano passado. Tinha guardado esses dados, publiquei uma vez depois da 7ª etapa, que teve uma média baixa. No grau 1 por exemplo foram 69 pistas e apenas uma delas sem faltas. Alias o G1 derruba violentamente a média, de forma compreensível. As duplas caem nesse grau e precisam aprender tudo novamente, quando vem no iniciantes.

Outros dados escondidos nessa tabela:

- Média de duplas inscritas por prova 121,3;
- Média de cães presentes por prova 114.

Isso nas 10 etapas do XIIIBR.



Tags:

Agility

As Escolinhas no XIIIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  10. maio 2012 14:19

Logo quando comecei no agility sempre que alguém referia-se ao lugar onde treinava dizia "escolinha". Ou então quando perguntavam onde havia aula sempre diziam "onde tem escolinha de agility?". Nunca gostei desse diminutivo, parece que uma escola de cães, só porque ensina cães, é menor ou menos importante que outro tipo de escola.

O conceito é o mesmo, educar. Ter um cão mal educado é quase tão ruim quanto ter um humano em tal condição.

Falando em escolas, vou colocar abaixo uma lista de escolas com colocações entre as três melhores de cada ranking. A idéia não é medir quem foi melhor, mas sim quem conseguiu colocar mais duplas no Top3. Se você achar que isso é ser melhor então tá.

7 Dog World
6 Cãopetição
5 EPOCA
3 Border Collie Curitiba
3 GAP
3 ABRAFA
2 Samir Agility
2 Amigo Cão
2 Agility Curitiba
2 Cia Cães Pet
2 Brigada Veneno
1 AMAC
1 Total Dog
1 Cão Bala

Pra ser mais justo teríamos que ver quantas duplas cada escola teve em pista e quantos pontos cada uma marcou e o número de oponentes também. Logo um ranking com poucas duplas que tem uma em um nível mais alto, é um ranking fácil. Em geral os ranking Standard são bem mais complicados, mas em algumas categorias dos midis e minis também temos boas brigas.



Tags:

Agility

XIIIBR - graduados 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. maio 2012 15:21

Ontem todos estão ficam e ai não tem muita discussão sobre quem vai e quem vem de grau, logo acho legal falar sobre os iniciantes e sobre os graus 3. Esse campeonato não teve novidade, as duplas que venceram foram as que estavam melhores. Querem ver? Vamos lá!

No Mini o tri-campeonato de Paulo com Blanka. Venceram tudo o que poderiam vencer. Ano passado por exemplo inclusive o Unificado. Pela primeira vez uma dupla mini. É uma das maiores da história do agility brasileiro, indiscutível, embora tenham terminado o XIIIBR com folga, do meio pro final a companhia, agora verdelimônico, de Alex com Skipper.

No midi o tetra-campeonato da dupla Samy com Theo, porém foi o PENTA de Samy no Midi. Ele tem um título com Dana, a Border Collie que foi pro mundial e ficou em 3º lugar. Ele praticamente manda e apenas em 2007/2008 Alex conseguiu o título com o inacabável Tyller. Mérito dele, porque ninguém mais conseguiu bate-lo depois disso. Dupla muito forte. Falta para o melhor midi do Brasil uma medalha em Mundial. Seria a glória de quem já venceu quase tudo.

E no Standard, depois de perder em 2009/2010 o título do Standard, ficar na terceira colocação ano passado, chegou a vez do Samir. Primeiro título brasileiro dele. Incrível não? Um Bi-campeão mundial, campeão Sulamericano, que não tinha o título nacional. Vale lembrar que ai existe um hepta campeão. Tamaio foi sete vezes seguidas o melhor. Depois Rodrigo com Panda, duas vezes Samy com Chester, José Luiz com Dino duas vezes e agora Samir com Lóli.

Unificadamente falando deu Samir também. Com Samy em segundo. Nesse caso, disputado desde 2006/2007 os campeões foram Rodrigo com Panda, Samy com Chester duas vezes, José Luiz com Dino, Pauulo com Blanka e agora Samir com Lóli. Só um Bi-campeão até agora.

Matéria no site da CBA:
http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1602



Tags:

Agility

XIIIBR - graduados

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. maio 2012 11:45

Se é legal que no grau 1 nenhuma dupla rebaixada venceu, no grau 2 todas tinham algo a ver com o grau 3, kkk. Menos Senna, que com Wylle marcou 69 pontos para chegar ao título. Acho que seria difícil se houvessem concorrentes no Qualquer Raça, mas infelizmente não temos cães Standard de outras raças que não sejam Borders. É a realidade!

Há no mínimo três anos escuto que tal cachorro tá chegando, que outro e outro, e nunca chegam. O que falta?

No mini Aurélio e Xena reinaram. Não eram rebaixados, apenas duas unidades grau 3 que juntas foram quase que imbatíveis. Se por um lado é negativo ver que uma dupla que não treina regularmente vence, é extremamente positivo ver que juntos são tão bons! Agora já estão no grau 3, inclusive.

No standard venceu o que era mais certo. Ainda que sem competir Otávio e Evita quase perderam o título para Wesley e Sophia. Poucos pontos marcados na última etapa frustraram a virada que levaria pela primeira vez em seis anos um grau 2 (real) ao título.

E no Midi Juliana e Mel chegaram ao Tetra campeonato! É uma dupla rebaixada, verdade. A segunda vez que pediram para sair do grau 3 foi em maio de 2009. Três anos já. E depois disso nunca mais conseguiram acesso ao G3. O que a configura como uma dupla G2. É muito difícil equilibrar essa balança de rebaixamentos.

Novamente falo que as regras deveriam ser mais complexas nesse quesito. Assim como tem gente que compete no grau 3 e não tem chance de vencer porque é lenta, mas está lá para competir, tem gente no grau 2 que acaba sendo muito competitiva frente a tantos que estão lá tentando crescer dentro do esporte. Depende da forma como você vê e o objetivo.

De qualquer forma me preocupa muito mais a falta de raças no Standard do que o real grau das duplas no G2.



Tags:

Agility

XIIIBR - os graus 1

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. maio 2012 23:38

Vamos lá gentes. Ninguém quis comentar ou ninguém leu (só o Dani) sobre os iniciantes, porém continuaremos! Vou colocar mais da minha opinião. No grau 1 os rankings foram fracos em termos de concorrência. Os campeões tem méritos óbvio, estiveram lá competindo e nem é questão de falta de competência. É o momento, acontece. Os rankings grau 1 sempre são instáveis.

Mas vejam só, todos os campeões chegaram ao título marcando pontos em apenas quatro provas, a pontuação também foi baixa comparada a temporadas anteriores. Zap, campeão 2011/2012 ficaria na terceira posição ano passado, mesmo sendo possível nessa temporada marcar mais pontos segundo o regulamento.

Muito bom, e ai preciso dizer, que nenhum cão rebaixado venceu. Acho isso ótimo, os títulos ficaram com duplas que estão realmente naquele grau.

Apostei em Bolinha, Rock, Mad e Nubia. Errei TODOS!!! Os campeões foram: Lola, Fly, Zap e Plumera, conduzidos por Márcio, Marcos Victor, José Luiz e Luis Alfredo. Parabéns para todos!



Tags:

Agility

Findado mais um

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. maio 2012 10:42

Acho que é a Candy na Foto: Divulgação/Felipe Camargo e Nathália Carneiro. Parece que foi ontem que começou e não fui e já terminou e não estava lá também. A festa sempre parece mais sem graça quando não estamos lá, é verdade, mas a notícia é que o Décimo Terceiro Campeonato Brasileiro de Agility terminou esse final de semana em Itú.

Algumas coisas mudaram no final das contas nos rankings, mas a maioria pelo que li ficou na mesma. A coroação de quem já vinha embalado no Campeonato, é isso. Na verdade perde-se ou ganha-se um campeonato até a oitava etapa. No caso dessas 10. As duas últimas são para confirmar as posições.

E o regulamento mudou algumas poucas coisas com a nova distribuição de pontos, mas não os campeões. Sempre foi necessário ser rápido e constante. Talvez ontem tenham sido premiadas mais duplas rápidas que constantes e essa sempre foi a intenção. Eu teria dois rankings. Um premiando apenas as Best Laps e outro premiando a normalidade.

Enfim, agora é uma prova final do Paulista e as Seletivas pra quem é do Sul/Sudeste. Volto mais tarde!



Tags:

Agility

Os números finais, parciais, do XIIIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. março 2012 14:21

As vezes, tem coisas que é melhor nem publicar. Não acho que esse seja o caso. Vejo como importante a divulgação desses dados. Na realidade creio que o ideal seria ter uma pessoa responsável prova a prova em computar dados que não estão nas tabelas de resultados. Exemplo. A dupla comete um refugo. Beleza. A perda de tempo até pode ser conferida pelo tempo, mas dependendo de onde for perde mais ou menos tempo.

Dados como, onde cometeu o refugo, onde cometeu a falta (zona, slalon, barra, toque no cão, etc.), qual era o número do obstáculo (1 ao 5 - 5 ao 10 - 10 ao 15 - 15 ao 20 ou mais) são informações que ajudariam demais. Entender onde os problemas acontecem. Você sabe onde seu cão erra, porque você comete um erro, mas muitos dos erros são atribuídos ao "esse cachorro é louco".

O baixo índice de pistas zeradas no grau 1 são decorrentes de diversos fatores. O primeiro talvez seja o despreparo de algumas duplas. Acredito que havendo um iniciantes para quem nunca competiu e outro para os que já passaram de um ano o indíce de acertos no G1 aumentaria. Sem a obrigação de estar lá a pressão talvez fosse menor.

Ou quem sabe uma pista extra para essas duplas que estão prestes a subir. Ao invés de fazer um cão branco numa pista elas pudessem durante um tempo competir em dois graus, duas pistas de iniciantes e uma de grau 1. Pagando uma taxinha.

Abaixo os números das oito primeiras etapas:

Observações e curiosidades:

- o número de inscritos nunca é igual ao número de pistas porque muitas duplas não vão nas provas. O menor índice de não comparecimento é do grau 3;

- nessa tabela foram usadas apenas as pistas em que tivemos cães competindo. Ex: no gzero tivemos 206 duplas inscritas e o normal seria ter 412 pistas, mas apenas 372 foram contabilizadas. O grau 2 tem o pior índice;

- o número de ezs do grau 2 é maior nas pistas de jumping, 61,5% contra 38,5% do agility;

- falta agora cruzar essa tabela com a de árbitros para sabermos quem são os árbitros mais "carrascos" (tirando é claro o Diego, kkk) do agility brasileiro.



Tags:

Agility

Cara a cara com as tabelas 1

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. março 2012 10:14

Vamos então escrever em relação as tabelas dos rankings e resultados da 7ª e 8ª etapas do Brasileiro. Uma galera no iniciantes 34 duplas somando mini/midi com standard. No mini Jacky um Schnauzer, que nunca vi em pista, foi o melhor. Parece que estamos vivendo o boom da raça, será? Jacky, Lilly, Xena... Lilly é líder do ranking ainda, embora já esteja no grau 1. Ao meu ver ela leva o título, porém também é possível perder para Megg.

No Standard Cookie é o cão a ser batido e unifica agora os rankings paulista e brasileiro. Nesse momento. A tatica dele é simples: Best Laps. Ainda que não sejam de caso pensado. O regulamento novo dá muita vantagem pros cães rápidos ao ponto de em algumas categorias, mesmo com uma pista desclassificada, levar ampla vantagem sobre as duplas constantes. Caso da Zara. É uma briga verdeúnica no ranking do Standard.

No caso do brasileiro, creio eu que, o título fica com o Biscoito. A diferença é bem grande, comparando a média de pontos de cada dupla por etapa, vemos que, Caio e Zara não poderiam perder muitos pontos, mas é possível. Tanto pra ele quanto pra Adriano e Dolly.



Tags:

Agility

Até o próximo domingo - Vivos

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. março 2012 21:45

Foto de ontem, da Vívian. Norte | Sul | Leste | Oeste. Sobrevivemos ao final de semana longe do agility. Depois de Crufts e A&C no Chile, o natural seria estar viajando para São Paulo e competir no Campeonato Brasileiro. Tentei ficar longe e trabalhar nos meus projetos. Rendeu o trabalho.

Treinamos hoje, domingo, não visando a parte técnica e sim a parte física dos dogs. Dois precisam manter e dois precisam melhorar. O mais complicado em treinar em casa é manter uma linha lógica no que você faz. Porque não tiramos um dia para isso e nem mesmo há um linha de treinamento, tão pouco os obstáculos. O que mais eu preciso treinar com Schummy e Bola são as zonas, algo que é bem complicado ter.

Parte desse projeto de competir nos próximos dois Américas e Caribe e tentar fazer o XIV Brasileiro completo passará por essa estruturação e com certeza no abandono dos treinos em casa. Brigado a Adalgisa por mandar os resultados!!!



Tags: ,

Até o próximo domingo

Vai não vai, vai não vai, vai não vai

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. março 2012 01:54

Bem de boa, to tão confortável em casa e tem tanta coisa pra fazer ainda por esses lados que talvez não faça tanta falta assim as provas. Os amigos sim, farão. Já disse e repito, meus cães não existem pelo agility. O agility sim existe pra eles. Saca a dúvida? "quem veio primeiro: ovo ou galinha?".

Cada vez mais claro porque as pessoas param de praticar o esporte.

Pensava sobre o Américas e Caribe e a nossa errante situação e lembrei do Flávio Tamaio. Pros mais antigos vai um histórico. Ele foi sete vezes campeão brasileiro de agility no Standard. Bi do Américas e Caribe, sendo que em 2001 venceu por equipes Standard conduzindo os três cães!!! Campeão Mundial também em 2002.

Foi diminuindo a velocidade, parando, aposentou um cão, depois outro. Apareceu com novos cães, mas não engrenou e hoje algumas vezes aparece pra julgar uma ou outra prova. Impossível me comparar ao Tamaio, óbvio, mas em parte entendo bem o que as pessoas que deixam o esporte pensam.

Dessa forma é que vejo a viagem que deveria fazer para Sampa, já na semana que vem. Totalmente neutro.



Tags:

Agility

Média de duplas do XIIIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. março 2012 22:46

Estatísticas são números muitas vezes burros. Nem sempre mostram a realidade. E fazer as estatísticas do número de inscritos do Brasileirão 2011/2012 serve como um exercício de comparação. Não dá por exemplo para comparar as provas do Dog World com as de Descalvado, onde tivemos somando sábado e domingo 155 duos. Em Cotia no domingo tivemos 153.

Dá sim pra comparar as provas do XIIBR, em número de inscritos com as do XIIIBR. Em Descalvado de um ano para o outro o número de inscritos cresceu. Algo em torno de 30%. Já as provas no CTA cairam um pouco, coisa de 10%. Quase nada. Se fosse nas eleições com margem de erro pra mais ou pra menos de 5% poderia ser 5 ou 15. A questão é que em 2010 foram pouquíssimas duplas em pista, naquelas bandas. No Dog World tivemos crescimento, cousa de 10%.

A regra é, ano após ano, quanto maior é a distancia menor é o número de inscritos.

Link para notícia no site da CBA:
http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1573



Tags:

Agility

E os rankings do XIIIBR depois do Dog World? G3

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. dezembro 2011 11:06

(meio atrasado) Foi o que mais acompanhei, o número de cães em pista foi menor que os outros graus, provas mais rápidas. Já falei sobre, aqui, e não quero ficar repetitivo. Mesmo porque a idéia, me parece, é ser elite mesmo. O fato é que as provas do grau 3 parecem a cada dia menos legais. Talvez por ser meio de campeonato, calor, não vale muito ainda, não sei. Ouvi alguém dizer que o nível está baixo. Não lembro quem disse, é sério, não estou poupando uma cabeça, kkk. Vamos aos líderes (foto by Juliana Sales - Katia e Carol):

Grau3Mini - durante muito tempo a briga ficou restrita a condutores da EPOCA, por anos. E continuava assim até as etapas no DW. Alex e Skipper venceu as duas e já começou o Campeonato pelo meio na 3ª posição. A diferença ainda é grande para o primeiro colocado Paulo e Blanka, quase 150 pontos, mas para o vice (Sonia e Beatriz) são 20. Nada está definido, embora Paulo tenha uma vantagem confortável. Kátia e Candy que começaram o campeonato sem competir nas duas primeiras etapas estão na quarta posição;

Grau3Midi - Theo conduzido por Samy tenta o Tetra Campeonato na categoria. Algo inédito para os médios. Porém nessas duas etapas em casa, para os líderes, o vice Merie/Pyatã e o terceiro colocado Aurélio/Cacau diminuíram a vantagem. Marcaram 110 e 130 pontos, respectivamente, contra apenas 7 de Samuca e Teléco. A disputa promete para as próximas etapas e o campeão deve sair apenas em Itú;

Grau3Standard - Petit, conduzido por Felipe Minet segue na liderança, tendo agora mais de perto a presença de Samir com Lóli. a diferença entre os dois é de míseros 6 pontos, caiu. Acompanha um pouco mais longe Otávio com Pilim, tendo 208 pontos contra 272 do 1º lugar. Nada definido. José Luiz com Bona tem a quarta posição e Bruno com Gaia a 5º.

As próximas etapas serão nos pavilhões da Imigrantes, porém parece que serão na grama sintética.



Tags:

Agility

Pra esquecer

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. novembro 2011 19:43


Não há coisa boa pra guardar desse final de semana dentro de pista. Fora talvez até exista, embora não consiga lembrar. Meu desempenho foi ridículo. De resultados eu nem falo. Muito tempo sem competir dá nisso. A última vez, antes de ontem sábado dia 26, havia sido nas seletivas do Pet Memorial com Bola. Com a Guíça nas finais do XIIBR em Itú.

Como meu agility caiu.

Não consegui escrever ontem porque houve uma festinha de aniversário para comemorar, hoje pretendo colocar em dia tudo que tenho pra postar. E é coisa pra caramba.

Começando com meu final de semana neste.

O que há de errado com a Guíça ainda não sei, só sei que sábado estava lenta e sem vontade. Fora de pista brincava, latia. Quando eu tirava o Bola da caixa só faltava arrombar a fechadura. Quando chegava no portão da pista acabava o cachorro. Completei a primeira pista na 8ª colocação, acho, e na segunda abortei a missão.

Bola completou zero pistas.

Ontem quando deixei o Dog World rumo Sampa pensei o que todos pensam "amanhã tem mais". E hoje tem o que? Bom sobram lamentações sobre o que poderia ter feito, porém tudo deu errado. Muito trabalho pensar no que deveria fazer diferente.

Nem as fotos ficaram grande coisa. Essa do post é do Cookie no pódio.


Tags:

Agility

Desloucamentos

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. novembro 2011 17:28


Antes de escrever o post nunca é demais lembrar que as provas de domingo começarão as 8 da manhã. Cedo pra que as provas não sejam encerradas muito tarde da noite. Comunicado da CBA está aqui.

Questões complicadas.

Durante o dia hoje acompanhei os deslocamentos, ou desloucamentos porque são todos pancada da cabeça, dos estrangeiros rumo ao centro agilitístico brasileiro. Alguns já terminaram e outros nem começaram, mas todos com a mesma vontade de fazer agility e encontrar os amigos.

A previsão do tempo é chuva, mas cada um diz uma coisa. E outra, quarta-feira quando viemos a previsão do tempo era de chuva até o Paraná. Fizemos toda viagem sem um pingo sequer. É aguardar para ver.


Tags:

Agility

Números no XIIIBR no DW

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. novembro 2011 13:12
As etapas do XIIIBR desse final de semana terão em pista um número alto de inscritos. Por diversos motivos. As últimas etapas do Brasileiro foram em Descalvado, afastado de Sampa. As últimas (mais recentes) do Paulista foram em Sorocaba, não tão distânte, mas também fora. Assim sobrou pro Dog World sediar a última prova oficial do ano, terceiro fator importante para o elevado número de inscritos.

No total, nos dois dias, 160 duplas inscritas. Sábado 143 e domingo 153. O número de duplas na lista de domingo é o segundo melhor registro da história das provas oficiais no Brasil, perdendo apenas para a abertura do XBR (10ª edição) também no Dog World, 155 duplas.

Outro dado interessante é que praticamente um terço das duplas é de fora do estado. Esse não é o maior número de cães "estrangeiros", acho que já cheguei a contar mais de 50, mesmo assim é ótimo.

Por Escolas:

25 Dog World
21 EPOCA
14 Cãopetição
13 GAP
11 Brigada Veneno
11 Cão Bala
09 Universicão
06 AgilityESP
06 Border Collie Curitiba
05 Amigo Cão
04 Abrafa
04 AMAC
04 Cia Cães Pet
04 Flash Cão
04 Samir Agility
03 Hanagana
03 Oásis Pet
02 Agility Minas
02 Emporium dos Cães
02 Total Dog
01 Funny Dogs
06 Individual

Organizei as escolas com o mesmo número de inscritos por ordem alfabética. Esses números são mais interessantes quando há um cruzamento com o número de condutores e com as duplas divididas em sábado e domingo. Algumas coisas mudam. GAP por exemplo - bem como DW, EPOCA e outras - tem 14 no total, porém apenas sábado são 10 e apenas domingo 12. Ficando em um dos dias com menos inscritos que a Brigada Veneno. Variações sobre um mesmo tema.


Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"