Amigo Cão/AgilityESP - recorde de duplas

escrito por Administrator nesta data  19. janeiro 2015 09:07

Dia desses eu estava no fundo do poço, agilitisticamente falando. Nunca estive tão perto de parar, pensando hoje eu vejo que há 15 dias a situação era crítica. Nada fazia sentido. E foi assim até o dia 11 desse mês, praticamente uma semana atrás quando num sábado eu escrevi isso aqui depois de um treino. Pessoal falando empolgado sobre o que precisava fazer para viajar, metas, treinos, melhorar...

Aquilo foi tomando conta, entrando pelo meu cérebro e pensei: "como não vou ver esses caras em pista?". Naquele dia eu já senti diferença e saí de lá programando a viagem dessa semana, para o XVI Brasileiro de Campinas que será em Valinhos.

Passei a semana fora.

Sábado e Domingo com treinos, um pela manhã e outro no final da tarde foram ótimos para aumentar ainda mais esse bom sentimento. Imagine, quem treina domingo no final da tarde? Só nós e as ideias do Aurélio. De qualquer forma é um baita compromisso de final de semana.

E por esse motivo, por tanto empenho, que formaremos a maior turma do RS em uma prova oficial, mas disso eu falo em outro Post.



Tags: ,

Agility

Provas do XVIBR em Valinhos

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. janeiro 2015 00:37

Não serão as primeiras provas Nacionais em Valinhos, nessa mesma avenida ocorreu a II Copa Sérgio de Castro, as Seletivas de 2010. Em uma Hípica, piso de terra/areia. Não sei bem qual dos dois, mas foi.

Além da Alameda Itatuba, essas provas poderão ter outros fatores em comum. Deixo para escrever sobre mais pra frente. Agora, como já havia feito antes, me resta pensar que a grama natural é melhor para a pratica desse esporte deveras querido por todos nós.

Os árbitros serão Eugenio Minet e Aurelio Schubert no sábado, enquanto que domingo a dupla SamSam. Samir Abu Laila e Samy Wroblewski nas montagens e julgamentos. Para sábado duas situações: entradas de slalon complicadas no G3 e túnel debaixo da passarela. kkk. A segunda é brincadeira. A primeira não.

O que esperar das pistas? É complicado dizer algo. Pensava nisso dia desses. No site da CBA temos vários percursos e as características marcantes do Eugenio e do Aurelio são as citadas acima, mas existem variações grandes nisso. Eugenio, por exemplo, julgou no Brasileiro ano passado em outubro e a pista era travada. Depois em dezembro, na Copa Paulista, mais aberta.

Sobre domingo, não sei bem o que dizer. Talvez, devido ao fato de que sempre me dei mal nas pistas do Samir, eu vá falar que elas sejam mais exigentes. Nada fora do comum. Samy me parece que monta percursos mais abertos, mas não menos educativos. Perna e controle, aerodinâmica num tanque de guerra.

As informações, das provas, estão aqui, e as inscrições já estão abertas.

Lembrando que: acima nós temos a minha visão. Uma brincadeira com toques de seriedade. Não são críticas.



Tags: ,

Agility

XVIBR - mudou again

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. janeiro 2015 07:56

Por um lado é ruim, por outro é bom. Sejamos honestos. As provas do XVIBR em Campinas que seriam realizadas no Shopping Parque das Bandeiras foram transferidas para Valinhos. Domingo enviei uma mensagem via site do Hotel Opala Avenida, onde normalmente a galera fica, e ia depositar metade da reserva essa semana.

Nem todos tiveram essa sorte.

É sempre ruim mudar calendários, locais e cidades, mas se é inevitável paciência. O bom é que a prova agora será realizada em grama natural. Pros que vão ao Américas e Caribe e treinam no sintético é ótimo. Sem falar no possível calor infernal que estaria na pista montada no asfalto.

Comunicado da CBA abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=2162



Tags:

Agility

Treino na Amigo Cão - 10 de janeiro de 2015

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. janeiro 2015 00:48

O sábado hoje foi curto. Dia normalmente destinado para acordar um pouco mais tarde (quando não tem treino) se viu ceifado pelo treino vespertino notúrnico da Amigo Cão, marcado para as 5 horas da tarde deste sábado quente de verão.

Primeiros a chegar, montamos nossa cadeira e banquinho. Depois veio o Aurélio, a Aline, o Felipe, a Sibele e o Tiago (retornado da França) e o Anderson por último. Assim estava montado o time de treinados do Aurélio/Amigo Cão. Massa né? Uma wibe muito boa, um astral legal.

Nem vou citar a cachorrada que estava lá, porque eram muitos.

No entanto era fácil notar porque todos estavam animados. O treino era pré Brasileiro de agility. Sim, final do mês tem Brasileirão. Cara, que vontade que deu de estar lá e ver essa galera que treinou hoje em pista. E o astral bom acaba refletindo nas gentes, e escorre para os cães que acabam rendendo mais.

Valeu Aurélio, e... acho que vamos pro Brasileiro em Campinas, desejando que não esteja muito quente. Boas lembranças da capital do vale do silicio brasileiro.



Tags: ,

Agility | Treinamento

Locais do Brasileirão e Copa CBA, com cara de Paulista

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. dezembro 2014 14:37

Enquanto a minha mesa vira uma pilha de papel, produtos automotivos e eletrônicos ultrapassados e ainda em uso, já temos os locais das próximas provas nacionais, para janeiro, fevereiro e março.

Janeiro em Campinas, no Shopping Parque das Bandeiras, 3ª e 4ª etapas do Brasileirão. Copa CBA, fevereiro, em Bragança Paulista e novamente Brasileirão em Março, dessa vez em Valinhos. Vai ser uma correria, seis etapas em 60 dias.

Parece que a pista do Shopping será mais larga, não mais com os 15 ou 16 metros e 50 de comprimento. Mas quem vai se prepare porque Campinas é quente no inverno. Em janeiro então...

Alias, o verão brasileiro é quente em toda parte, vamos ver apenas se a grama artificial será montada no asfalto do estacionamento ou em outro local. Em agosto de 2013, me lembro, saímos aqui do RS com temperaturas de um dígito e competimos no final de semana com mais de 30 graus. Foi complicado pros dogs.

Infelizmente o Brasileiro e a Copa CBA serão todas disputadas dentro do estado de São Paulo. Dessa forma o fim da isenções serviu apenas para onerar ainda mais os estrangeiros.



Tags: ,

Agility

3 rankings e 1 líder

escrito por Fabi Estiga nesta data  3. novembro 2014 15:05

Interessante que são três fórmulas distintas, mas o líder é o mesmo. Na Copa Paulista são pontos por pernas mais o combinado. Na Copa CBA apenas pontos por pernas e no Brasileiro, aquele lance lá dos "milésimos de pontos". Com o mesmo líder, no caso do Grau 3 Standard, José com Bona.

E é na Copa CBA que a briga está mais complicada, com a menor diferença. Do primeiro ao quinto são quinze pontos apenas, com duas provas ainda em disputa.

No caso desse ranking o título é relativo, as vagas para o mundial 2015 são o alvo e Bona já tem a primeira. A próxima será decidida em dezembro. As opiniões podem até ser divergentes, qual melhor condutor e melhor cão. No entanto fica meio claro que hoje a melhor dupla é José Luiz e Bona.

Instigando

Poderia ser estigando, só que não, kkk.

Porque vivemos hoje essa fase de domínio da dupla? Dentro do contexto pós Tamaio, onde vários condutores venceram vários títulos, é algo que não deveria acontecer. Pros mais novos Flávio Tamaio venceu sete títulos nacionais seguidos, com vários cães.

Depois que Rodrigo/Panda venceram o primeiro demorou até para que surgisse uma referência mais forte e contínua no STD, como são, Blanka e Theo, no Mini e Midi, com força ainda maior e vitórias mais esmagadoras. Vencendo quatro títulos nos últimos cinco anos (dois com Dino e dois com Bona) é possível até pensar que tantas mudanças em regulamentos foram feitas para barrar um novo hepta.

O que é normal, fizeram isso na Fórmula 1. Quando Schumacher começou a vencer muito a vitória passou a ser menos importante. O primeiro marcava 10 pontos e o segundo 8. Não adiantou muito, mesmo com a mudança ele continuou sendo campeão. O melhor é o melhor.

Não acho que seja o caso específicamente e não deixa de ter uma parcela de participação na mudança, o domínio do condutor em questão. Logo após o título de Rodrigo tivemos um Bi-Campeão, com grandes disputas, apertadas. Depois do primeiro bi do José Luiz com Dino, um Campeonato do Samir e mais dois da Bona.

No final das contas quem está em primeiro fez seu trabalho melhor e aproveitou as oportunidades. Esse ano, pelo menos nesse curto Campeonato Brasileiro que temos, Bona está no caminho para um tri e José Luiz para o penta.

Campeões Standard

VIIIBR Rodrigo/Panda
IXBR Samy/Chester
XBR Samy/Chester
XIBR José Luiz/Dino
XIIBR José Luiz/Dino
XIIIBR Samir/Loli
XIVBR José Luiz/Bona
XVBR José Luiz/Bona



Tags: , ,

Agility

Mudança nos critérios - Ranking Grau 2 XVIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  27. outubro 2014 08:20

Do ano passado para esse, com a queda no número de rankings, tivemos uma diminuição do número de líderes dos mesmos. Agora são apenas 7 contra 16 de outrora. O motivo todos sabem, não temos mais rankings do grau 1, iniciantes e veteranos. Enfim, desse assunto já falei pra caramba aqui e talvez isso mude mais pra frente e alguns rankings voltem.

O Ranking Grau 2 hoje

Hoje basicamente temos duas disputas, a do grau 2 e a do grau 3, com fórmulas totalmente diferentes. A do G3 com aqueles milésimos de pontos obtidos a partir do tempo e o grau 2 com o formato antigo sem pontos por combinados. Ou seja não há mais pontos pela soma das duas passagens. Agora é bem possível vencer sendo apenas rápido em uma das pistas do final de semana.

No entanto o tamanho desse brasileiro, com apenas seis etapas, aliado ao fato de que duas duplas fizeram combinados zerados, nas duas primeiras etapas, pode tornar meio previsível a disputa. Cabe até refletir novamente sobre a mudança de critério para subir do 2 pro 3, se for mantido esse regulamento. Uma vez que o combinado não vale nada e o que vale é ser rápido, mudar de grau com dois combinados passa a ser totalmente contrário ao que hoje pregamos como objetivo.

Por exemplo, no grau 1 é possível, você pode mudar para o 2 sem obter resultados combinados, sempre foi assim inclusive.

Voltando ao ranking grau 2, hoje temos um empate entre o casal Felipe e Fernanda. Cada um venceu uma prova com duas Best Laps, cada um tem 60 pontos. Felipe subiu pro 3 enquanto que Fernanda depende de mais um combinado. Que se vier com outro par de melhores passagens praticamente a deixaria como campeã, porque o campeonato é curto. Mas é claro que ela pode não passar de grau e mesmo assim tornar-se campeã, uma grande possibilidade inclusive.

Os rankings estão aqui:
http://www.agilitybr.com.br/rankings/rank_XVIBR.shtml

Os líderes de cada categoria grau 2 (Mini/Midi/Standard/QRMBC) são: Katia/Nica, Antonela/Parsi, Felipe/Cookie e Daniela/Romeu.



Tags:

Agility

XVIBR - além da tabelas

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. outubro 2014 11:38

Barraca do Miguel foi o ponto de encontro dos estrangeiros nesse final de semana do Brasileiro. No sábado a barraca azul estava solitária, porém no domingo juntou-se o teto Mineiro/Carioca e ficou um "barracão" de todas as zonas. São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas. Vanessa falou muito bem disso no blog dela, link aqui:

- aqui quem mudou de grau no final de semana. Finalmente Felipe/Cookie subiu pro grau 3 depois de algumas vezes bater na trave. Mais uma dupla forte entre os Top. Felipe com Chanel também subiu de grau, além desse que blog quase todos os dias;

- a última elevação do final de semana teve como responsável Rubens com Nina. E esse merece ser muito destacado porque ele voltou nessa temporada, depois de ter ficado 10 anos sem entrar em pista. E com pouco mais de 15 pistas fizeram não apenas os três Excelentes Zerados para subir do 1 para o 2, mas também os dois combinados para subir ao grau 3. Meus parabéns! Que retorno;

- no iniciantes destaque para o Eduardo (foto acima) de oito anos de idade, que conduziu Dayse um Partor de Shetland, no sábado para duas vitórias no Mini/Midi. Logo nas duas primeiras pistas um Excelente e um Excelente Zerado. Apenas 8 anos de idade, conduzindo como gente grande. Da Cão Bala;

- no final das contas nem esteve tão calor assim no final de semana. Já estive em provas bem mais quentes, e não estava preocupado com isso. Ainda que o desempenho de algumas duplas seja muito prejudicado pelas temperaturas um pouco mais elevadas. Agora, é preciso ter cuidado com isso nas próximas provas, que serão em Campinas, pelo Brasileiro. Final de janeiro é sempre quente;

- o Grau 3 Standard deu uma bela engordada para esse início de Brasileiro. Comparando com o Grau 2 foram 20 x 27. Muita gente mudou de grau nos últimos tempos e mais dois no sábado e domingo. Vamos ver qual será a média depois de seis etapas;

- Minis e Midis é que encolheram um pouco;

- Pedro Lucas com Genny conquistou o seu primeiro combinado zerado. Filho de peixe que é, já ultrapassou o pai, que vem batendo na trave dos dois EZs. Romeu, conduzido pela Daniela Aguiar também conquistou o seu combinado zerado. Tudo isso fazendo o seu debut na secretaria. Haja sangue frio;

- Fox voltou, depois de um longo tempo se recuperando depois do Américas e Caribe 2014. Voltou muito bem e foi muito bom ver o Fabio novamente em pista.



Tags:

Agility

Burning the Movie - time Preguiça

escrito por Fabi Estiga nesta data  22. outubro 2014 11:20

É como eu falo sempre, agility é insanamente chato. Nem sei quem é, mas bodiou na prova do Dog World sábado.



Tags:

Burning the Movie

O ranking do grau 3, hoje nada mudará

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. outubro 2014 09:51

Não vai aparecer uma dupla nova, alguém correndo por fora e colocando os que já estão no topo há tempos pra correr atrás de um possível prejuizo, como ocorreu lá em 2006 quando o TSP mais 10% foi implantado. Do Brasileirão passado para esse que começou sábado dia 19 no Dog World nada mudou, os primeiros continuam em primeiro, quem estava no meio do bolo continua no meio do bolo.

Na real eu acho que o formato é instigante, merece ser olhado com outros olhos por todos, mas pra dar mais certo precisa ter mais cães em pista em condições de rodar rápido, e não mais tirar pontos de eventuais deslizes e outras duplas. Porque se você for um milésimo mais rápido que outra dupla, ganha um milésimo a mais de pontos. E quanto a isso, o número de cães, a CBA não pode fazer nada. No curto prazo não teremos mudanças, é isso que vejo.

Abaixo o pódio de sábado. Eu em terceiro com o Bola no Grau 3, sem marcar nenhum ponto no ranking. Ser regular garantirá medalhas aos mais lentos por algum tempo. Por isso minha presença no pódio.

Além de um regulamento moderno, e esse do grau 3 do XVIBR precisamos também de percursos modernos.

Em dois ou três anos poderemos ver modificações nesse panorama, se mais condutores forem adicionados na equação. Precisamos de conhecimento, oportunidade e crescimento, não apenas de manutenção de 10 ou 12 duos em cada categoria. Tempos atrás falei que seria bom desafogar o grau 2, mas várias duplas passaram nos últimos tempos pro grau 3. Inclusive algumas nesse final de semana. No entanto ainda penso que facilitar a subida do 2 pro 3 poderia ser uma boa.



Tags:

Agility

Glee agora no Grau 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  20. outubro 2014 21:13

Foram sete pistas no grau 1 para mudar de grau, exatamente o mesmo número de pistas que fiz com o Bola, mas com uma preparação bem pior. O Bola chegou muito preparado em pista e a Glee chegou nua e crua.

Nem queria fazer um post com um monte de agradecimentos porque fica chato, mas preciso citar alguns pontos. Primeiro que com um pouco de paciência tudo é possível. Essa doga me entende muito, as vezes tem uns despirocamentos, porém são apenas sete pistas no G1, treinando pouco em condições boas.

Aproveitamos cada passagem por cada local para treinar. Quando passamos lá em Curitiba na Universicão entramos em pista, na Amigo Câo, na ABRAFA, no Dog World, no CT do Canil Campo Alto. Em todos esses lugares sempre fomos bem recebidos e tiramos uma casquinha das pistas. Aos meus amigos: Fernanda Lesnau, Aurélio, Betina, Tiago, Dan e Marco Polo o meu muito obrigado.

Óbvio que precisarei sempre agradecer a Luiza por me mandar lá de Brasília uma caixinha verde pelo avião. Mais ainda a Vívian que, por exemplo, treinou a zona dela e que me aguenta.

 

Sábado a Glee não fez o pneu nas pistas. Acabou com minha confiança. Falei com Edu pra treinar o tal do pneu depois da prova e ele regulou começando do mini para o standard. Em 15 minutos fizemos um treino legal e foi esperar das 9 até as 3 da tarde pra ver se deu. Só tinha pneu na pista do Eugênio, a que zerei. Na do Samy não tinha.

Sete pistas, 3 EZs e 3 Best Laps.

Falei demais. Agora vem o grau 2, uma jornada que consegui vencer com o Bola. Vamos ver se consigo passar mais rápido por essa fase que não será fácil.

&



Tags: ,

Agility

XVIBR - Bola pro mato que o jogo é de campeonato

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. outubro 2014 22:47

O dia começou em Cotia com duas grandes discussões. A primeira delas criada a partir de uma postagem no Face que resultou em um discussão desnecessária sobre as altas temperaturas que poderíamos ter durante o sábado e domingo. Essa e qualquer rede social deu a possibilidade de todos tornarem-se grandes entendidos sobre tudo, e na verdade não são.

No final das contas o Sol apareceu de forma tímida a tarde e até esquentou as temperaturas, não ao ponto de matar cães e condutores. Sem chance. Já enfreitei provas mais quentes diversas vezes.

A segunda discussão norteou as rodinhas de conversas durante o dia todo. O ranking novo. Muita gente não entendeu ainda e como eu falei ficou bem complicado somar o que cada um fez em cada pista. Outra situação, a minha, que fui ao pódio do Grau 3 com o Bola, primeira vez com a galera TOP toda nacional em pista, é mais estranha e torna impossível para um leigo entender. Fiquei em 3º lugar e marquei zero pontos.

Não é em tom de reclamação que falo isso, é uma constatação.

Falei dia desses que estaria vagando no limbo em termos de ranking e estou. No grau 1 não tem e mesmo que tivesse a Glee foi mal hoje. Não quis fazer o pneu de forma alguma. Duas desclassificações. Na primeira não deu nem pra tentar fazer novamente, porque ela refugou e já foi no obstáculo errado. Depois da prova terminada, fui treinar novamente. Coisas do Agility.

Amanhã tem mais, hoje vou dormir porque tem horário de verão e perdemos uma hora dos nosso domingo, logo mais. Na foto acima a medalha do Bola. Primeira e talvez última, sei eu quanndo vou conseguir estar entre os melhores do G3 brasileiro novamente.



Tags:

Agility

A palavra final sobre o Regulamento do XVIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  16. outubro 2014 02:11

Deveríamos pensar em trocar o nome para Desregulamento. É, pra misturar mesmo as coisas. Normalmente quando você muda muito um regulamento você na verdade não quer o resultado esperado de tal dispositivo, o que você quer é misturar, desregular, obter um resultado diferente. Esse foi o tom de mais uma explicação da Comissão Técnica da CBA em relação ao novo regulamento. Está aqui.

É preciso no entanto aceitar as regras, elas estão ai e são pra todos. Mesmo sem concordar com elas. Eu por exemplo não concordo com o fim dos rankings do iniciantes e grau 1. Não acho que isso vá mudar a forma de pensar de ninguém. Acabar com o iniciante sim. Também não concordo com o fim da categoria iniciante. Mas se é pra acabar com rankings porque não acabar com o ranking do grau 2 e grau 3? Porque de qualquer forma, seja com muita velocidade ou com pouca, pra chegar ao título você precisará ser regular.

Ser regular é seguir uma regra, que pode ser vencer sempre.

E estamos visando o que com essas mudanças todas? Um título mundial individual? Também é necessário ter regularidade, mesmo que seja no máximo da velocidade. Existe uma dupla Tetra campeã mundial hoje e ela chegou nesse ponto com regularidade, não foi aos trancos e barrancos com faltas.

O problema é que nós temos uma cultura diferente, no Brasil as coisas não funcionam como na Europa. Carro compartilhado, bicicletas pra alugar, latas de lixo. Tudo isso funciona lá, aqui nem pensar. Imagine, mal conseguimos colocar nosso lixo dentro de uma lixeira, compartilhar um carro com outra pessoa? Mal conseguimos compartilhar a RUA, cada um com o seu carro.

São exemplos que podem ser transportados pro Agility. Tem gente que não pega o cocô do seu cachorro. É isso mesmo, não é de outro cachorro, de outra pessoa. E essas pessoas competem nas provas. E o que isso tem a ver com o ranking? Absolutamente nada com ranking e tudo com a forma de pensar.

Essa coisa do "problema não sou eu", "problema não é meu", "tem que ser agora", "se não for assim eu não quero", "farinha pouca meu pirão primeiro", esse regulamento não vai mudar. Mas você pode começar a pensar nisso, e de forma independente desregular-se.



Tags:

Agility

na semana do XVIBR - quarta

escrito por Fabi Estiga nesta data  16. outubro 2014 00:03

Tô escrevendo quinta o post de quarta porque o dia hoje foi daqueles. Não treinei os cachorros, não gravei o Café com Agility, não postei nada aqui. Foi um dia para muito pensar e pouco fazer pelo esporte. Preparativos para a viagem, trabalho, obrigações, muito pra quem amanhã essa hora estará na estrada.

O desenho abaixo fiz dentro do carro, enquanto esperava pra pegar o Théo na escola e depois enquanto esperava por ele na natação. Entre uma resposta e outra no Whats, um email e outro, dava umas rabiscadas. Gosto de fotos, mas em uma foto normal jamais eu conseguiria colocar um cachorro no teto do carro e outro no telhado da casa. O resto tá igual a vida real.

 

Amanhã é dia de acordar cedo, terminar de organizar as coisas, desencanar de tudo, descansar, porque a estrada é longa. De bom temos um fato: muita, comida e bebidas energéticas.



Tags:

Agility

122 e 119 duplas em pista na abertura do XVIBR

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. outubro 2014 00:34

O número não é baixo, no entanto comparando a mesma etapa de um ano atrás temos uma queda de quase 20% no número de inscritos. Uma pena. Depois de uma temporada de baixa, que foi 2012/2013, tivemos uma grande temporada em 2013/2014 e agora parece que temos uma queda. Os estrangeiros com menor representatividade,

Motivos? Prefiro não comentar agora.

No acumulado de sábado e domingo 133 duplas. Pouco acima da última previsão que fiz, entre 120 e 125, quando ainda haviam 80 duos inscritos. Excluindo SP, Minas terá mais representantes, no total 12. Seguido do Paraná com 10, Rio Grande do Sul com 9 e Rio de Janeiro com 8.

Não quero comentar o motivo da queda porque não tenho dados concretos para apontar isso ou aquilo. Lembrando que as provas do ano passado do Brasileiro no Dog World eram 3ª e 4ª etapas. E foram realizadas dias 19 e 20 de outubro, ou quase que exatamente um ano atrás. As inscrições ultrapassaram a barreira dos 150.

Quem sabe depois da prova a gente tenha uma explicação. Se é que precisamos de uma.



Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"