1:64 - Porsche 356

escrito por Fabi Estiga nesta data  18. junho 2017 22:27

Nos últimos dois anos a Hotwheels bateu forte nos Porsches, e com belas pinturas. Sem as loucuras de cores que não combinam. Não, são vários carrinhos show.

E tem muitos chamados Aircooled, refrigerados a ar, eu só coleciono, agora, assim. E a marca, alemã, assim como a Volkswagen durante muitos anos produziu carros com esse estilo de motor, igual aos VW, boxer a ar.

Assim já tinha dois 356, até que encontramos esse azul em uma loja de brinquedos. A Vívian encontrou e me deu. Ainda do dia dos namorados. É de uma coleção de cinco carrinhos. Além do 356 azul temos ainda um Fusca Custon, o SP2, a Variant Squareback e o Fiat 500. O último não tenho.

O azul lembra bastante o da Brasília, a Brasablue. Que vejam só tem rodas do 356 e até umas calotas Porsche.

Não preciso lembrar aqui que existe uma ligação histórica entre as duas marcas, Volks e Porsche nasceram do Fusca. Hoje a primeira é dona da segunda, que venceu hoje as 24 horas de Le Mans e ainda tem o mesmo tipo de motor, boxer em vários carros, não mais aircooled, e sim watercooled.

Abaixo os três 356 que tenho.



Tags: ,

1:64

1:64 - SP2 - 2

escrito por Fabi Estiga nesta data  14. junho 2017 20:47

Já tenho um SP2, mas esse apesar de também não ter uma pintura clássica, é bem bonito. Pelos detalhes de acabamento.

As cores óbvio remetem ao Brasil, Porque o SP2 é um projeto nacional, de uma beleza ímpar, algo que nem os melhores projetistas da matriz conseguiram fazer. E o cara que desenhou esse também desenhou a Brasília. O conjunto de faróis é o mesmo, alias a Volks usava e abusava dele. Variant, SP2, Brasília, TL...

O protetor do escapamento está li, mas a Hotwheels tem uma mania de aumentar o tamanho das rodas, e colocar umas rodas muito diferentes. Essa ai por exemplo tem pouco das rodas originais.

No capô um Volkswagem bem grande, como se fosse o círculo azul da bandeiras do Brasil. E esse é uma miniatura que não foi feita para o mercado brasileiro, vale dizer que em todo o mundo esse SP2 é assim.



Tags: , ,

1:64

1:64 - Custon Volkswagen Beetle

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. junho 2017 12:13

Essa é mais uma das quatro minis de uma coleção. A outra que já mostrei é essa aqui.

O Beetle é cheio de detalhes dos patrocinadores, rodinhas especiais e pneus de borracha. Além de ser toda de metal. lindona. E tem Ragtop, aquele tetão solar, que está na moda agora, cortar o teto.



Tags: , ,

1:64

Typ3 - Variant

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. junho 2017 18:26

Quando compramos a Brasília, se abriu um mundo novo de Volkswagens, que eu já sabia que existia, mas que não tinha nenhum conhecimento. O Typo Três. Um é o Fusca, dois é a Kombi e três é a linha de carros que no Brasil deu origem ao TL, Zé do Caixão e Variant.

Essa miniatura é de uma série da Hotwheels, com motores refrigerados a ar. São cinco modelos. Ganhei quatro!!! Essa perua é linda. Vejam as marcas de ferrugem nos lugares em que justamente os podres aparecem. Outra característica é a traseira mais baixa que a frente, por conta do motor.

Aircooled, estilo ratlook. Os frisos cromados, as rodas de tala larga, pneus de borracha, enfim... linda demais. Essa semana eu abro as outras três e vou postando aqui. Além desse Typo3 Squareback, tem ainda um SP2, um Porsche 256 e um Fusca.



Tags: ,

1:64

1:64 - Kafer Racer

escrito por Fabi Estiga nesta data  31. maio 2017 22:30

Já falei, não compro miniaturas pela internet, não. Se for fazer isso gasto todo meu dinheiro no Mercado Livre. Seria o fim. Prefiro garimpar.

Muito mais legal sair no soco com as crianças em busca de Volkswagens nas gôndolas das lojas de brinquedos. Mas não é só de loja de brinquedo que vivo não. Esse das fotos saiu de um Graal, lá em Registro. Na volta de São Paulo, segunda-feira.

Minha coleção está resumida aos Volkswagens a ar e também aos Porsches, desde que também sejam refrigerados como os Fuscas, kombis e Brasólias. Kafer é o nome do Fusca na Alemanha.



Tags: ,

1:64

1:64 - Fusca da Telesp

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. maio 2017 23:03

No dia que encontrei esse Fusca em Miniatura em uma loja de brinquedos quase tive um surto. Porque junto com ela foram mais quatro! E o preço não era dos mais baratos.

Fiquei meio culpado depois de comprar porque gastei demais. Naquele dia. Não comprei mais miniaturas por uns três meses. Não era TÃO caro, porém minha coleção é basicamente feita de miniaturas garimpadas em lojas de brinquedos., Fico fuçando nas gôndolas junto com as crianças. Mas nunca sou o único.

Voltando ao Fusca da Telesp, companhia telefônica de São Paulo, apesar dos detalhes, ela tem alguns problemas. Eu acho que o modelo não combina com o ano em que foram lançados Fusca movidos ao então chamado álcool (1980).

A marca é California Toys. Velocidade Máxima de 60km/h. hahaha.



Tags: , ,

1:64

Ah uma Kombi |o\_|_/o| probabilidades universais

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. agosto 2016 21:23

Entramos numa banca de revista, peguei uma pra olhar, de decoração. Passei o dedão na lateral dela para, a esmo, abrir em uma página. E caiu justamente na página em que havia uma Kombi. Essa é minha vida, esse é meu mundo. Perseguido por volkswagens.

É claro que nossos olhos hoje são treinados, e vemos o que queremos ver. Até onde não há nada enxergamos. Porém abrir uma revista em qualquer página e nela encontrar uma Kombi é a certeza de que atraímos o que pensamos. Portanto pense positivo!

Qual a probabilidade de você entrar em uma loja que nem aberta deveria estar, onde você nem deveria ir e dar de cara com essa coisa graciosa das fotos? Nenhuma, alguma? O Universo conspira, reza a lenda. Pra ser perfeito deveria ter o personagem do Leonard Nimoy, ai seria uma Kombi totalmente aqui de casa. Só que o Universo te coloca nas situações, você vê o que quer ver, mas a decisão é sua. Aceite a situação ou não.

Ontem, sábado, eu instalei uma luz na parede de uma varandinha que temos perto da sala de casa. É um local que a gente não usa muito, mas sempre queremos usar. Nela tem um balcão que eu fiz. Tem rodinhas, todo de madeira, com porta. É o móvel mais legal que já projetei, tenho orgulho dele. kkk. Então, ontem limpei ele, passei um óleo pra brilhar e pensei "vou comprar uma luz amarela ´pra colocar na luminária e vai ficar um lugar ótimo pra tirar fotos das minhas miniaturas.

No dia seguinte, páh! Minha vida é cheia dessas coisas. Não sei se olho muito pra tudo ou se não olho pra nada. Talvez a Kombi da revista tenha sido o sinal para procurar Kombis em outros lugares, Qual a probabilidade? Ou talvez tenha sido mais um sinal do universo conspirando. Algo entre a teoria do caos e a lei de Murphy.



Tags: , ,

1:64 | Ah uma Kombi

Com garagem nova, entrarão novos carros

escrito por Fabi Estiga nesta data  17. junho 2014 23:31

E o primeiro foi esse ai abaixo. Um Chevelle Delivery. A pintura faz referência, ao que tudo indica, ao chocolate 3Musketeers, ou três mosqueteiros. Nunca ouvi falar. Foi na volta de São José dos Pinhais, em Barra Velha na Havan, no lojão que tem a estátua da liberdade.

Essa é uma categoria abandonada aqui no blog, além desse são apenas três postagens.

A partir de agora vou tentar dar mais atenção para isso. Principalmente porque é um ótimo passatempo tirar fotos dos carrinhos. Essa mini em especial tem um acabamento top para carrinhos HotWheels. É toda de ferro, com pneus de borracha e as rodas não são padrão. Foi amor a primeira vista e tinha, vejam só, espaço do lado do outro Chevelle 70 que também tem pintura com referência a outro chocolate, Butterfinger.

Ainda tenho 36 vagas para carrinhos interessantes.



Tags:

1:64

Ah meu Fusca - um achado

escrito por Fabi Estiga nesta data  15. abril 2013 10:44

Dando uma "passeada" ontem pelos sumercados (não escrevi errado, aqui as pessoas falam assim) encontrei esse Fusquinha, após ficar com uma Kombi um bom tempo na mão. Lindão, tenho um amarelo do mesmo modelo. Vampiro.

O final de semana não rendeu muito. Sempre é lotado de coisas que durante a semana não dá pra fazer. Muitas tarefas caseiras e assuntos familiares. A vida é assim, é difícil pra você e é difícil pra mim. Parafraseando o Chorão.

Uma boa semana para nós.



Tags:

1:64 | Ah meu Fusca

Fuscas de várias procedências

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. fevereiro 2012 09:59

Na foto ao lado temos três Fuscas conversíveis. O primeiro, rosa, foi presente do Miguel (não entendi ainda se ele escolheu rosa porque é Sãopaulino ou porque sou gaúcho). O segundo é do Théo, presente do meu pai pra ele.

Já o terceiro, elegante, foi presente do Edu (Seo Kuka). Um sonho ter um Fusca preto conversível.

Em comum, além de serem Fuscas, tem a marca. Welly. O maior é 1:24, o do meio 1:48 e o pequeno 1:64. Esses números representam a escala. O preto é 24 vezes menor que o modelo em tamanho real.

Falta agora uma "mini" tamanho 1:18. Eu tenho um Fusca nessa escala, de plástico não de metal. Amanhã faço um vídeo dele, é bem divertido e foi presente do seo Helmuth pai da Vívian, que também gosta de brinquedinhos. Só não é conversível.

Coloquei mais umas fotos deldes no Facebook. Qualquer um pode acessar, mesmo sem ter conta no site.

A foto surgiu da curiosidade em saber a marca de cada um dos carrinhos. Antigamente era muito complicado achar carrinhos no Brasil. Eram poucas marcas. Hoje são tantas fazendo um trabalho de ótima qualidade que é difícil guardar as menos conhecidas.



Tags:

1:64

os 100 do Théo

escrito por Fabi Estiga nesta data  6. novembro 2011 12:31


Tags:

1:64

1:64 - meu Volks SP2

escrito por Fabi Estiga nesta data  11. outubro 2010 18:48

Meses atrás larguei uma notícia falando sobre o SP2 da Hot Wheels, que faria parte da coleção 2010. Já tenho quatro carrinhos novos! Três presentes e uma aquisição. Val, Fábio e Ví, obrigado. Pra falar a verdade só a do Fábio está dentro do tema da minha coleção, mas eu tenho uma caixinha dos presentes e dos excluídos.



O SP2 foi o primeiro carro totalmente desenvolvido no Brasil (SP em homenagem a São Paulo), e seu desenho era inovador para sua época, início da década de 70. Foram poucas unidades produzidas, pouco mais de 10 mil e hoje em dia é raro ver um modelo do esportivo brasileiro que foi construído para concorrer com os Puma.



Tags:

1:64

1:64

escrito por Fabi Estiga nesta data  23. março 2009 15:08

Não lembro da minha vida sem essas miniaturas. As primeiras que tive vieram do paraguai, já que morava em Curitiba e meu pai seguidamente viajava até lá e sempre me trazia uns carrinhos. Alguns também vieram através do meu Tio, irmão do meu pai, diretamente da Inglaterra. Tive algumas miniaturas 1:18 aquelas maiores, mas como o preço era elevado na época minha mesada não comprava tais peças.

Durante a minha infância cheguei a acumular 150 carrinhos, já contei inclusive essa hsitória aqui. O problema é que as pessoas sabem que você gosta disso e ai sempre te compram a mesma coisa, quando vi minha coleção estava enorme. Um dia cansei de guardar aquilo e dei todas pros meus primos mais novos. Não guardei uma sequer. Uns 10 anos depois vi um modelo que eu tinha lá da década de 80 pra vender por 200 reais. Meu acervo valeria hoje alguns milhares de reais.

No início desse século voltei a colecionar essas praguinhas, cheguei a ter 80 carrinhos, hoje os preços e a disponibilidade são melhores, mas já me livrei do que não queria e hoje minha coleção gira em torno de fuscas, ferraris e carros americanos da década de 60 e 70. Hoje tenho umas 50 e poucas peças Matchbox, Maisto e HotWheels. Muitos dos meus refúgos foram aproveitados pelo Théo que adora esses carrinhos também. Me lembro que as primeiras que comprei foram muito baratas, cheguei a pagar 1,99 por miniaturas da HotWheels, quando dava pra ele as que não queria mais economizava dinheiro na verdade. Um dia sem querer ele viu uma das minhas caixas com uns 15 carrinhos novinhos dentro, surtou. Demorou mais de ano pra ele esquecer daquilo. Sorte que a memória de longo prazo de crianças com menos de três anos é péssima, pra não dizer que inexiste.

Vou aos poucos largar minhas miniaturas aqui, porém pra começar vou colocar essa moto da Hotwheels que foi a última que comprei pro Théo e que escolhi na verdade como se fosse pra mim, mas como está fora da minha jurisdição dei pra ele.


Hoje compro só aquilo que me interessa muito e tem que ser bonito também. Se fosse pra minha coleção, por exemplo, essa pintura já não seria aprovada. Tenho carros assim, mas hoje prefiro que os carrinhos sejam o mais parecidos com a versão grande deles.



Tags:

1:64

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"