F1-2015 - Vettel

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. setembro 2015 17:45

Interessante a corrida do final de semana em Singapura, Vettel venceu com autoridade, de tetracampeão que é. Alguns dizem que ele só vence com o melhor carro, mas é uma grande mentira. Talvez um dia eu tenha um outro Border, quero uma fêmea, pra chamar de "FÉTTEL".

Sou muito fã do Vettel, e também do Hamilton. No entanto hoje acabo pendendo mais para a Ferrari, enquanto a Volkswagem não entra na categoria máxima do automobilismo. Abaixo Seb, agrando "Eva", nome dado para sua primeira Ferrari. Demais isso.

Hamilton vai vencer o título dessa temporada, tem um carro muito superior aos demais, inclusive colocando no bolso seu companheiro de equipe, porém não custa sonhar com um penta campeonato do Alemão da Ferrari. E as comparações são quase impossíveis de não serem feitas. Alemão/Ferrari/Vitórias. E olha que esse ai da foto está usando um capacete igual ao do Schummy, quando começou no Kart.



Tags:

F12015

Enquanto isso na Moto GP

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. junho 2015 10:28

Nunca fui muito de motos, prefiro carros. Mas as corridas eu assisto desde que o Alex Barros, brasileiro, corria. O Brasil não tem grandes vencedores. Mesmo o Barros, era um piloto regular. Poucas poles e vitórias, comparando com o número de largadas. Sua melhor posição na tabela de pontos, ao final de uma temporada, foi a 4ª. Cinco vezes.

Lembro de ter lido, há muito tempo atrás, uma comparação entre Fórmula 1 e MotoGP. Infeliz, porque carros não são motos. É como comparar um avião com um Helicóptero. Um dos pontos positivos das disputas em duas rodas era o número de ultrapassagens. Muito maior que em quatro rodas. Outra era o menor uso da tecnologia.

Parece meio óbvio que uma moto com um metro de largura (0,8 ou 0,9 metro) permita emparelhamentos mais frequentes. Vemos isso no dia a dia do trânsito. Um carro de F1 tem o dobro e mais um pouco (1,8 metros). Logo sempre serão maiores as ultrapassagens, ou brigas com trocas constantes de posição na mesma volta. Ainda mais porque em curva as motos são mais lentas que os carros.

Quanto a tecnologia, hoje, as motos estão tão embarcadas nela quanto os carros. Desde que os motores quatro tempos de 1000cc foram adotados aos poucos as motos passaram a contar com uma série de ítens controlados por uma centralina que visa, assim como na F1, tornar a disputa mais homogênea.

Mas tenho que confessar que a MotoGP anda mais empolgante que a F1. Abaixo a disputa entre Rossi e Marques. O toque foi na última curva da última volta. Rossi liderou até a metade da corrida quando foi ultrapassado por Marques. O Italiano da Yamaha cozinhou o Espanhol da Honda até faltarem três voltas, quando meteu a moto por fora numa curva rumo a vitória. Porém Marques deixou pra tentar um bote suicida na última curva. Rossi, líder do Campeonato com tudo a perder, fechou a porta e quase foi ao chão. Assista:

Essas coisas não acontecem na F1.



Tags:

F12015

F2015 - Vettel

escrito por Fabi Estiga nesta data  4. fevereiro 2015 23:43

Essa ai debaixo é a Ferrari SF15T, o modelo da equipe Italiana para a temporada. Pilotando a bagaça está Vettel, que chega para tentar repetir o que Schumacher fez na década passada. Nos testes só deu Ferrari. Nos dois primeiros dias Vettel cravou o melhor tempo, no terceiro Felipe Nasr foi o mais rápido com a Sauber/Ferrari e no último e quarto dia de trabalhos na Espanha foi a vez de Raikkonen liberar.



Tags:

F12015

F12015 - FW37 - o primeiro

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. janeiro 2015 11:06

E a Williams saiu na frente e já mostrou o seu carro para 2015. Que Bottas e Massa irão pilotar. É muito parecido com o do ano passado, apenas o bico é diferente, porque agora a regra é menos abrangente em relação a esse assunto. Parece que o pessoal estava transpirando demais e passaram a receber o patrocínio do Rexona. Piada nível RockAgility.



Tags:

F12015

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"