Números, números, números WC2011

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. outubro 2011 21:43

Acho que esse foi o Mundial mais corrido em termos de informação. E acho que poderíamos ter ainda mais para compartilhar não fosse a falta de algumas informações mais rápidas como por exemplo os resultados em tempo real. Nem sempre dá tudo.

Nos últimos três dias foram 40 postagens, vídeos de todas as pistas de todas as duplas, a Marcela Péris ajudou nessa parte, perdi dois. A qualidade não era nada de mais, porém as quase 2500 visualizações mostram que serviram muito bem. Assim que eram postados rapidamente já eram vistos 10 ou 20 vezes. Fora o aumento de 300% em número de páginas vistas.

Ia pro Hotsite, depois pro Facebook e Twitter. Informação em três frentes, foi a primeira vez que interligamos isso, fazendo uma quase linha de tempo para quem não acordou, que precisa dormir e para quem apenas quis rever. A Lau criou uma comunidade no Facebook, e além do MSN bombando havia também um chat no FB.

Desde que comecei nas coberturas, em 2007, nunca havia sido tão intenso. Algumas pistas foram dramáticas, as últimas do Standard então? Amanhã vou falar mais sobre isso.

Brigado a Marcela, a Lau e a Vívian que deram diretamente ajuda pra interligar a rede, a cada dia temos mais pessoas compartilhando e essa é a essência. E para todos que estiveram em algum momento torcendo pelo Brasil: FOI DEMAIS E EM 2012 TEM MAIS!!!

Link para o Hotsite abaixo:
http://www.agilitybr.com.br/wc2011



Tags:

Agility | WC2011

Afirmativo, positivo ou negativo capitão?

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. outubro 2011 13:40

Paulo e Blanka, foto by Agility Gallery. Pra mim existe uma diferença entre criticar e afirmar algo. Quando você escreve apenas não dá pra diferenciar, falta a entonação da voz. Mas se você explica pontuando suas opiniões com dados é possível diferenciar uma simples reclamação de uma afirmação baseada naquilo que você, no caso eu, pensa que é verdade.

Eu não escrevo afirmando ou reclamando de algo sem ter como base meus pensamentos mastigados e regurgitados. Mesmo assim garanto que sou mal interpretado ou não entendido.

Reclamar que fulano foi mal ou pior que em outros anos, simplesmente por reclamar, porque não ganhou por exemplo é algo que não faço. Quem me conhece sabe disso. Agora dentro da minha opinião eu criei, tenham certeza, aspectos comparativos para estabelecer pra mim se foi pior ou melhor.

E que não venham reclamar que eu reclamo!

No Mundial eu não analiso no final das contas, pra estatística, se a zona do cachorro melhorou, se A, B ou C ficou mais ou menos nervoso ou se não derrubou barras, tudo é subjetivo e muda conforme a opinião de cada um. Daqui a 10 anos ninguém vai lembrar da zona linda que um cachorro fez. Os números só vão mostrar friamente a posição final.

No Américas e Caribe 2009 ninguém lembra das zonas ou das pistas do Henrique com Mancha, vencedor do Standard, só lembram que ele foi campeão. Mas todos lembram da zona não feita do cachorro que não tocou. Injusto, mas real! É assim, antes fosse diferente.

Se o Samir esse ano fez o melhor mundial da sua vida, pra mim foi e ficou na 14ª posição, daqui há 13 anos (já que esse foi o 13º mundial do Brasil) alguém vai olhar e ver que ele no individual já ficou antes em 5º e 8º. Ou seja, posições melhores. Isso é o que resta. E com o passar do tempo as posições secundárias vão sendo esquecidas, uma após a outra.

Tamaio e Eugenio, por exemplo, não teriam o mesmo peso em nosso agility se não tivessem sido campeões mundiais. Eu consigo citar todos os condutores que estiveram em 2002 na Alemanha, a grande maioria só os três Campeões.

Hoje não critiquei ninguém, longe de mim fazer isso com pessoas que tiram grana do próprio bolso para representar com orgulho nosso país. Vários deles meus amigos. Não fiquei três noites acordado porque ganho pra isso, fiz porque tenho imensa admiração por todos e queria levar para os que estão aqui no Brasil como eu, informações que considero relevantes hoje, amanhã e depois de 10, 20, 30 anos.

Infelizmente tenho opiniões, gostem ou não.



Tags:

Agility | WC2011

E o dia do agility como foi?

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. outubro 2011 16:55
Um dia após o outro. Samy e Bruno são destaques do Brasil pra mim. Fizeram três pistas e zeraram todas, sem faltas de percurso ou tempo. Essa gurizada tem um futuro, ou teria, incrível no esporte caso fosse primeiro plano de vida de qualquer um no Brasil.

O Brasil teve, ou melhor tivemos, altos e baixos hoje. Os mini no alto, zeraram as três pistas, mas pagaram pela falta de ontem. Extremamente regulares, numa pista sem graça e riscos, muitos trios chegaram bem ao final. Ainda ganhamos duas posições no agility, mas para chegar ao pódio precisaríamos de mais três tropeços.

Mesmo achando que a meta dessa equipe era o pódio, não dá pra dizer que foi um mal resultado.

Os midis também subiram um pouco, da 14ª para a 11ª posição. Não vou usar o "SE", inexistente no esporte, mas poderiam ter um fim melhor. Se houvesse um gráfico do desempenho do time midi nos últimos seis anos seria algo parecido com uma cadeia de monhanhas. Sobe e desce.

E no Standard o Brasil teve o pior desempenho dos times. A 17ª colocação. Engraçado que por exemplo o Bruno foi muito bem, o Samir individualmente sexta foi o 5º melhor tempo do Jumping e o Tiago esteve muito bem também. É o primeiro mundial de um cara que está na realidade no seu primeiro cachorro treinado de verdade.

Falta um pouco essa coisa que existe em vários esportes de preparar os competidores nas competições. Que Happy pode ser rápido isso todos sabem, ele é. No último Américas e Caribe botou tempo inclusive na Daisy Peel. Ano passado poderia ter sido levado para ganhar experiência para esse ano.

Quantos não ficaram pelo caminho em diversas equipes por não conseguirem de cara bons resultados? O Samy mesmo. Foi em 2002 e 2003 sem grandes resultados, Felipe ídem. Mas amadureceram sem a pressão, ou aprenderam a viver com ela, que cai sobre muitos e acaba com futuros resultados.

Claro que é fácil falar de preparação num esporte tão amador quanto o agility, mas será que somos tão amadores assim e será que não deveríamos tentar como objetivo sermos um pouco mais profissionais? Fácil falar, por esse motivo boa parte do meu próprio texto perde efeito.

Durante as seletivas 2010/2011 que classificaram Cacau, Xena e Lóli para esse mundial, o Artur comentou comigo que competições como aquela deveriam ser mais utilizadas. Aquela situação é bem parecida com essa do mundial, porém ninguém precisa viajar para a Europa e simular isso gastando uma pequena fortuna.



Tags:

Agility | WC2011

Tribos e tribunais

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. outubro 2011 19:12
Não são muitas as vezes que temos um mesmo ponto pra olhar no horizonte como nos mundiais. Ainda que existam aquelas conversas sempre de que X, Y ou Z seria melhor que A, B e C, é bom quando vemos o mesmo filme esperando o mesmo final.

Não contei, mas chegamos lá numa janela do MSN em 20 e poucas pessoas. É impraticável, eu mesmo não falo nada, tenho que ficar de olho na tela de competições.

Fiquei pessoalmente feliz pelo Tiago, fez uma pista bem legal apesar do erro na entrada do slalon. Achei que começou bem agressivo e depois do refugo deu uma segurada na condução, ai perdeu um pouco de tempo. Mas ai entra aquela coisa de primeiro mundial. Melhor começar com uma boa pista do que com uma desclassificação.

E a transmissão esse ano é muito boa. Uma imagem nítida, ao contrário de anos anteriores onde tudo "queimava", e com informações na tela. Agora, a publicação de resultados foi zero e deixou muito a desejar, demais. Não tem cabimento um evento que conta com os melhores cães, teoricamente, e os melhores condutores não ter um site funcionando.

É ridículo e cada vez mais penso que precisamos fazer pressão nessas horas. Já acho o cúmulo ter que pagar por algo que deveria, pela divulgação do esporte, ser gratuíta. Não ter resultados disponíveis, nem precisa ser em tempo real poderia ser após a prova, é um desrespeito com todos os agilitístas.

Mais no Hotsite.

Só hoje foram mais de 15 posts, acho que não tem cobertura maior que a da nossa seleção. Vamos ver no final: http://www.agilitybr.com.br/wc2011/



Tags:

WC2011

Quem aguenta tanto agility?

escrito por Fabi Estiga nesta data  7. outubro 2011 08:11
O primeiro dia é sempre assim, energia no 10! Amanhã quero ver aguentar. A primeira prova, jumping individual Standard, demorou quase 3 horas para terminar. Não sei ao certo, porque os reservas estavam na lista.

Pro Brasil foi muito bom. Os três brasileiros cometeram apenas uma falta, com Samir terminando com a Lóli na 5ª posição. A diferença foi grande para o TSP, 1,33 segundo.

Muita gente boa ficou pelo caminho. Esse jumping individual quebrou as pernas de vários que usam as provas por equipes como preparação afundando times para ir bem no individual.

Cobertura completa no Hotsite com vídeos, fotos e afins:
http://www.agility.com.br/wc2011



Tags:

Agility | WC2011

E hoje começa Le Bagacê

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. outubro 2011 23:02
Pois é, então, so... hoje começa o Mundial, hoje na verdade amanhã quinta-feira. Mas como estamos cinco horas atrasados e o treco lá começa as 8, aqui será por volta das 3 da madrugada de quinta-feira.

Assistir ao treino é Free e o Brasil entra as 14:57 daquelas bandas. Aqui 10 horas da manhã. Tem que estar atento pra ver, vale chegar um pouco antes de começar porque são míseros 13 minutos para nossas 9 duplas.

Além disso, dá pra ter uma idéia dos dogs que cada país, também ver como vai nosso selecionado e até a qualidade da transmissão. Hoje tivemos o primeiro diário de bordo contando sobre o cotidiano dos brasileiros na França.

Aqui segue o link:
http://www.agilitybr.com.br/wc2011/post/Diario-de-Bordo-1-Mandando-noticias.aspx



Tags:

Agility | WC2011

Sem muito tempo e assunto

escrito por Fabi Estiga nesta data  5. outubro 2011 00:51
Correria dos infernos aqui. Nem sei se no inferno correm muito, mas... Mundial começando a tomar formas. Seleção está toda nazorópa já e começa a enviar informações por vários canais.

Dei uma treinada hoje. Nada de muito importante, o mesmo de sempre, mas pintou aquela vontade espontânea no final de tarde. Talvez pelos dias mais longos com mais luz, sem chuva e pelo mundial também. Peguei apenas o Bola, coisa rápida.

Fiz algo que há tempos não fazia, treinei condicionamento.

Um parágrafo a mais essa hora, quase uma da manhã, custa caro depois. O Bola fez uma estreia muito boa no agility. Eu considero. Poderia ter passado pro grau 2 rapidamente, até foi bom três estrelas em sete pistas. Já pro grau 2 ele não estava muito preparado, nós é melhor. Assim com o passar do tempo, meu relaxamento e a prioridade que dei pra Guíça, alguns aspectos importantes foram ficando de lado.

É isso que vou tentar retomar com ele agora.



Tags:

Agility | WC2011

Começa pelo Agility?

escrito por Fabi Estiga nesta data  3. outubro 2011 21:26
E hoje depois de uma briga para comprar o pacote da transmissão do WC2011, com ajuda do Andreas (Ted) lá de Curitiba e de São Leopoldo, consegui acessar a bagaça. Tks @ahasenack!!! Porém depois de acessar me deparei com a informação: o mundial esse ano começa pelo Jumping Standard individual!!!

Pros menos habituados ao sistema, desde que acompanho, o mundial sempre começa pelo Jumping Standard por times. E no sábado sempre tínhamos o primeiro campeão do mundo. Esse ano não. E pior!!! Os times começam pelo Agility ao invés do Jumping, ou seja: o agility não decide mais.

Talvez isso mude os resultados.

No individual continua tudo igual, como já comentei primeiro Jumping e depois Agility. Aqui temos a ordem das provas. Particularmente não gostei. Tanta coisa pra mudar e mudam logo isso?



Tags:

WC2011

WC2011 - prever?

escrito por Fabi Estiga nesta data  3. outubro 2011 17:51

É impossível dizer o que cada dupla e time poderá fazer nesse mundial como foi impossível dizer o que outras duplas fariam em anos anteriores. O que posso dizer sobre 2011, sendo específico sobre o selecionado, é que vivemos um novo ciclo do nosso agility em mundiais. Na foto Tiago e Happy em Bruxelas hoje dia 3 de outubro.

Escrevendo para o Hotsite vi que entre 1999 e 2003, cinco anos, tivemos uma fase de crescimento com uma medalha. Depois de 2004 até 2008 mais uma fase de crescimento com três medalhas. Vivemos agora uma terceira fase que começou em 2009. Vale dizer que esse foi muito parecido com 2003. Tanto um quanto o outro sucederam campeonatos mundiais.

Dois mil e onze parece bastante com 2007. Ambos os selecionados anteriores foram grandes. Em 2006 uma super seleção que prometia muito. Três times pela primeira vez na história, vários cães no auge, mas nada veio. Ano passado a equipe não era tão grande, mas os cães até que prometiam e Blanka chegou muito perto da medalha individual, perto demais.

Fácil falar e impossível prever.

Quando em 2008 o Brasil terminou os jumpings por equipes em 1º, tanto no mini quanto no Standard, nem o mais otimista agilitísta brasileiro no mais impossível sonho poderia imaginar que teríamos tamanha dominação. Os midis ainda beliscaram um 8º lugar. Começaríamos o Agility com chances reais de levar três medalhas pra casa. Ganhamos duas! O time Midi ainda subiu duas posições.

Mundial é uma caixinha de surpresas, esperaremos tudo ou nada.



Tags:

Agility | WC2011

¿Por que a transmissão do Mundial não é FREE?

escrito por Fabi Estiga nesta data  29. setembro 2011 16:02

Odeio colocar exclamações ou interrogações em títulos de posts. Acima Crufts 2011.

Faço essa pergunta como uma crítica a FCI. Qual é o maior narrador do Brasil hoje? Não tem discussão é Galvão Bueno. Não é o melhor, com certeza, mas é aquele que chega em mais casas pelo simples fato de que a Globo não cobra pelo seu sinal ao contrário de outras emissoras de TV "a cabo" que tem narradores e comentaristas tão bons e melhores que os que desfilam, pelo aqui no RS, canal 12.

A FCI quando vende os direitos de transmissão para terceiros, como fez até o ano passado com a Clean Run, ou quando deixa a organização do evento vender, ou ainda quando e se ela mesmo vende, perde uma oportunidade incrível de divulgar o esporte. Nunca, mas nunca eles vão arrecadar grana grossa cobrando 15 euros de cada gato pingado que quiser ver o WC, jamais! A grana grossa está no grande publico e com patrocinadores.

Esse ano a TV inglesa anunciou que transmitirá, não sei se manteve a decisão, apenas metade das provas da Formula 1 2012 pela TV aberta e a outra metade pela TV fechada. Foram reclamações e mais reclamações de TODOS OS LADOS!!! As equipes querendo salvar os patrocinadores, quem assiste indignado em ter que pagar por algo que sempre teve de graça e a empresa que administra a categoria por tudo e todos que estão lá de alguma forma trabalhando interferiu a favor até mesmo dos autódromos que vendem cotas de patrocínio no local da prova.

Hoje, li que o WRC (mundial de rally) vai passar a transmitir as provas pela internet ano que vem. A próxima etapa, por um acaso do destino será na França, será transmitida via site sem custos como teste. Mas não acreditem que eles vão cobrar por isso depois. Porque são 15 horas de transmissões diárias incluindo a cobertura de entrevistas pós etapas e as imagens geradas de dois helicópteros. Coisa muito grande e o dinheiro pra bancar não virá de 10 euros mensais de um pé rapado que vive lá nos quintos da Finlândia. Patrocínios grandes são atraídos pelas grandes massas.

Pra finalizar a transmissão da Crufts que é um evento muito maior que o Mundial de Agility, infelizmente, porque um WC não lota um estádio para 5 mil pessoas. Na Crufts eram, chutando baixo, 10 mil na pista principal fora os que estavam nos outros pavilhões é grátis!!! Agora, entre os patrocinadores estava a Sansung. E a transmissão é de primeiro mundo com narrador informando a posição e tempo dos cães.

A FCI só perde nessas horas. Abaixo Mundial 2011.




Tags:

Agility | WC2011

WC2011 - retros

escrito por Fabi Estiga nesta data  21. setembro 2011 11:23

A parte que mais gosto do Hotsite do Mundial são as retrospectivas. Lá já estamos em 2001, mundial do Porto, tem uma foto do Artur fazendo o controle da pré-pista enquanto o Samir está com a Amy aguardando a liberação. Uma década de agility, fora 99 e 2000.

Interessante ver como o tempo passou e como os cães vieram, foram e voltaram, condutores também, ver grandes promessas, aguardadas, sem grande sucesso e ver de quem menos se esperava grandes desempenhos. O que alias é mais fácil, de quem menos se espera vem.

Ótimos condutores nesse selecionado de 2011. Campeões Mundiais e medalhistas. Em termos percentuais, levando em conta pódios, nunca uma seleção brasileira esteve tão bem qualificada. Só o brother Tiago Truta, que vai para sua primeira participação, não tem. Que volte com uma então!

Claro que isso não é garantia de bons resultados, tão pouco quero eu aqui colocar pressão. Há uma quantidade de sorte e competência que varia a cada segundo nas provas, não dá pra exigir resultado algum.

Confiram lá então:
http://www.agilitybr.com.br/wc2011/



Tags:

Agility | WC2011

Sempre os mesmos não

escrito por Fabi Estiga nesta data  16. setembro 2011 20:00

O segundo post do Hotsite que fala e falará do Agility WC2011 foi sobre as duplas que mais estiveram em Mundiais. José Luiz, Zezinho, foi o que mais vezes defendeu o Brasil, 11 no total.

Queria me aprofundar mais no assunto porque várias vezes, isso antigamente porque hoje não rola mais essa história, ouvi que são sempre os mesmos que vão para o Mundial. Não é verdade. Se fossem sempre os mesmos nunca teríamos estreias. Óbvio que por exemplo Samir com 8 participações pelo Brasil e José Luiz com 11 são quase que concursados, porém sempre conquistaram suas vagas dentro de regulamento. Pelo menos nos últimos seis anos, desde que comecei meus acompanhamentos.

Esse ano teremos debutando o Tiago e voltando Samy, Bruno e Aurélio. Apenas Samir, Paulo e Kátia permaneceram no selecionado de 2010 para 2011.

É uma impressão errada que temos da continuidade porque os mundiais são feitos ano após ano. Imagine se Futebol tivesse o seu WC anual? Quantos jogadores não teriam sido escalados um ano após o outro. Poucos são aqueles que conseguem repetir a convocação de 4 em 4, assim há uma rotatividade extrema se comparado ao agility.

Há também uma baixa rotatividade das duplas. São inúmeros exemplos em todas as categorias brasileiras. Não vemos novos condutores todos os anos com capacidade de bater os melhores e mesmo assim em apenas um ano não tivemos estreias em mundiais. Alias, estamos precisando mesmo de novidades.



Tags:

WC2011

Hotsite Mundial 2011

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. setembro 2011 16:39

Equipe BR do WC2011 no ar

escrito por Fabi Estiga nesta data  25. agosto 2011 17:12
Manda Samuca, que quer um Hotsite roxo com elefantinhos rosa de fundo, um "Agora Vai!". Com o link do selecionado Brasileiro que irá além mar para frança.

http://www.agilityworldchampionshiplievin2011.fr/index.php?option=com_content&view=article&id=64&Itemid=56&lang=en

Nem todos vão, no entanto creio ser uma sensação ótima ver a foto do seu cachorro lá entre os melhores de cada país. Diz Truta Rock que faltam 42 dias.



Tags:

WC2011

WC2011 os que não vão e os que vão

escrito por Fabi Estiga nesta data  2. agosto 2011 16:14
E esse ano a ajuda para a seleção brasileira de agility será pequena e esse talvez seja o motivo maior para a formação do selecionado que embarcará para a França visando disputar o Mundial de Agility. Existe uma comparação entre o Mundial, Europeu e as competições Americanas.

Bom, em quantidade de cães realmente não dá pra discutir, nos EUA e no EO (european open) temos um catatau, porém em termos de países, charme e importância o mundial é o mundial, ainda que a Crufts seja o maior espetáculo que já vi relacionado ao agility. A transmissão por exemplo dos mundiais não chegam aos pés da Crufts.

Espetáculo x esporte? Top do Top x quem se inscreve? Nem sei dizer.

Mas a reportagem da Vívian, para o site da CBA, é bem interessante porque mostra como chegamos ao selecionado que estará, novamente na grama sintética (ano passado foi na areia), representando o Brasil.

http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1507

Poucas vezes vi tanta sinceridade junta, não que as pessoas sejam falsas. Talvez porque ninguém nunca perguntou tão diretamente. Gostei, recomendo e parabéns Ví.



Tags:

Agility | WC2011

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"