XIIIBR - graduados

escrito por Fabi Estiga nesta data  9. maio 2012 11:45

Se é legal que no grau 1 nenhuma dupla rebaixada venceu, no grau 2 todas tinham algo a ver com o grau 3, kkk. Menos Senna, que com Wylle marcou 69 pontos para chegar ao título. Acho que seria difícil se houvessem concorrentes no Qualquer Raça, mas infelizmente não temos cães Standard de outras raças que não sejam Borders. É a realidade!

Há no mínimo três anos escuto que tal cachorro tá chegando, que outro e outro, e nunca chegam. O que falta?

No mini Aurélio e Xena reinaram. Não eram rebaixados, apenas duas unidades grau 3 que juntas foram quase que imbatíveis. Se por um lado é negativo ver que uma dupla que não treina regularmente vence, é extremamente positivo ver que juntos são tão bons! Agora já estão no grau 3, inclusive.

No standard venceu o que era mais certo. Ainda que sem competir Otávio e Evita quase perderam o título para Wesley e Sophia. Poucos pontos marcados na última etapa frustraram a virada que levaria pela primeira vez em seis anos um grau 2 (real) ao título.

E no Midi Juliana e Mel chegaram ao Tetra campeonato! É uma dupla rebaixada, verdade. A segunda vez que pediram para sair do grau 3 foi em maio de 2009. Três anos já. E depois disso nunca mais conseguiram acesso ao G3. O que a configura como uma dupla G2. É muito difícil equilibrar essa balança de rebaixamentos.

Novamente falo que as regras deveriam ser mais complexas nesse quesito. Assim como tem gente que compete no grau 3 e não tem chance de vencer porque é lenta, mas está lá para competir, tem gente no grau 2 que acaba sendo muito competitiva frente a tantos que estão lá tentando crescer dentro do esporte. Depende da forma como você vê e o objetivo.

De qualquer forma me preocupa muito mais a falta de raças no Standard do que o real grau das duplas no G2.



Tags:

Agility

Comentários

9/5/2012 12:17:58 #

Carol

Concordo com a sua preocupação no final. Tá certo que os borders sempre dominaram o esporte, mas daí a serem os únicos... pra mim também é preocupante.

Carol Brasil |

9/5/2012 12:52:18 #

fabi

E ai Anna! hehehe. Eu acho preocupante porque estamos num crescimento limitado e parece que só BC faz agility, não?

fabi Brasil |

11/5/2012 00:12:48 #

Carol

Concordo. O agility tem crescido pouco e ter só BCs não ajuda muito.

Carol Brasil |

9/5/2012 13:05:23 #

Angela Cristina

O mais difícil no Agility é vc estar super motivado com seu cão de uma raça que não seja border  ou pastor de Shetland, e chegar um e falar para você que para ser competitivo vc tem que ter as respectivas raças como eu já ouvi e tenho certeza que muitos também ouviram.Poo isso o Agility hoje tem os mesmos competidores e pouquíssimos lugares  para se ter provas.

Angela Cristina Brasil |

9/5/2012 14:14:42 #

fabiano

tá certa Cris, ainda mais difícil manter a motivação porque não há concorrência.

fabiano Brasil |

9/5/2012 13:56:04 #

Adalgisa

Concordo com a Cris. E principalmente concordo com você, Fabiano. E de verdade, espero não passar pro G3, que aí sim minha motivação já era...

Adalgisa Brasil |

9/5/2012 14:16:03 #

fabiano

Eu espero que você passe Gisa! Porque se passar quer dizer que você foi bem no grau 2! Busque isso e pelo menos faça uma temporada ou um campeonato todo no grau 3 pra sentir como é, sem pressão, se não gostar se tomar pau, volte.

fabiano Brasil |

9/5/2012 15:22:37 #

Adalgisa

È Fabiano, vamos ver no que vai dar... Sem treinos frequentes em pistas grandes, se terminar as pistas já tá bom demais ! Nesse turbilhão de incertezas que anda minha vida "agilística" se alcançar o G3, vai ser mesmo um prêmio e tanto !!!

Adalgisa Brasil |

9/5/2012 14:10:48 #

Vanessa R. Vianna

Eu estou MUITO feliz com Cocota! *rs* Sei que no Grau 2 é MUITO, mas MUITO complicado eu deixá-la dentro do tempo. Mas já me agrada quando ela faz uma pista sem faltas (a não ser a de tempo) ou refugos e ALEGRE. Mas também meu objetivo com ela ali é fazê-la ser mais esperta com os comandos, ser sempre feliz e tals... O pódio, na verdade, é consequência de um somatório da minha condução e da atenção dela com os erros dos outros. Deixou de ser objetivo pra mim o ranqueamento. Com ela, o ranking e a pontuação, servem de parâmetros para NÓS (eu e Cocota) EVOLUIRMOS no esporte. E com essa história de eu poder terminar a pista, me sinto MEGA MOTIVADA, pois posso com ela arriscar mais, testar conduções, visto que estou mais preocupada com o equilíbrio entre fun e com a evolução na condução. Vem cá... Fugi do assunto?? O.o

Vanessa R. Vianna Brasil |

9/5/2012 14:17:35 #

fabiano

Acho que não Vanessa, tá dentro do assunto. É um assunto bem complexo mesmo. Acho que tu tá certa. Mesclar a diversão com a competitividade é o meu canal por exemplo. È muito difícil manter-se num ponto estável. Nem os tops conseguem.

fabiano Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"