na base

escrito por Fabi Estiga nesta data  17. julho 2012 09:54

Os últimos dias foram complicados ai com uma discussão sobre crianças X agility. Minha opinião, colocada aqui em 4 de novembro de 2011 foi mais o menos a solução. As crianças poderão competir no iniciante e todas receberão uma premiação.

Acho desnecessário, e é a minha opinião de pai agora, incentivar a competição nessa idade. Óbvio que a vida é em si competir, mas creio que existam outros valores para ensinar antes de tentar ser o melhor. Ser o melhor apenas por ser o melhor é besteira.

Sempre falo pro Théo que competir é legal, mas treinar é melhor. Treinar pra um dia ser muito bom, mas vai demorar. E não é difícil ver nas turmas de meninos essa tentativa descabida de ser MAIS que o outro. As meninas brincam juntas e são mais unidas, quando crianças. Os meninos já crescem com essa história de MAIS, MELHOR, PRIMEIRO...

Respeitar o adversário, ser humilde, respeitar o cão (no agility), saber as regras, respeitar as regras, os mais velhos... isso tudo vem antes do competir. Creio que com essa solução que está publicada no site da CBA junto as informações da abertura da V Copa Paulista tenhamos um início de conversa.

http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1632

Afinal de contas em todo esporte começamos brincando.



Tags:

Agility

Comentários

17/7/2012 13:51:28 #

Daniel Nakamura

Aí sim!

É minha opinião também a criação da categoria.

E, pelo visto, as reclamações surtiram em algum resultado.

Daniel Nakamura Estados Unidos |

17/7/2012 19:10:24 #

Vanessa R. Vianna

PORRA, ATÉ QUE ENFIM!!! *rs*

Acho justíssimo!!! Como coloquei no meu blog (o qual eu nem lembrava exatamente o que eu havia escrito *rs*), criança TEM SIM o que ensinar a nós.

Ver a Mari conduzindo o Spoke é um bálsamo, da mesma forma quando vi a primeira vez o Thomas.

Sei que são situações diferentes, o Thomas competia como gente grande e tals. Mas, não importa. Eu acho que cataria um chocolate em forma de cachorro só pra dar a ele depois da participação no Grau 2!! Ou um troféuzinho a parte, sei lá.

Enfim, Mari e a turma que 'tá pra vir TEM O DIREITO de se divertirem e de serem incentivadas.

Fiz um copy&paste desse meu comment no blog do Cookie. =)

Agora o que não está lá.

Concordo em 200% com esse lance de ensinar primeiro os valores, depois a competição. Senão a coisa pode dar errado, a criança passar por cima dos valores, muito mais importantes, e crescer arrogante, ambiciosa DEMAIS a ponto de querer sacanear os outros e isso não é bom. Sei lá, não sou mãe, mas fui filha.

Beijos e viva a Maria e a garotada no agility!! =D

Vanessa R. Vianna Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"