E o que foi 2012?

escrito por Fabi Estiga nesta data  30. dezembro 2012 12:19

Parecia ser mais um ano em nossas vidas, mas foi um ano de verdadeira reconstrução. Que era pra ter começado em 2011 ainda, postergado para fevereiro de 2012. A grande mudança nas nossas vidas foi a mudança de cidade e casa.

Reorganizar praticamente tudo foi trabalhoso. O mais difícil é achar os mercados certos pra comprar as coisas. Tudo gira em torno das refeições se você pensar. Besteira para alguns é coisa séria pra outros. Então entender onde é melhor comprar o que e quando é a grande sacada para adaptar-se mais rápidamente.

A mudança ainda não acabou, tem muita coisa pra fazer, porém onde comprar comida (?) já é uma questão solucionada.

Faltando cerca de 36 horas para o final de 2012, creio que 2013 pode ser ainda melhor se apenas mativermos as tendências. Em termos esportivos foi um ano pra esquecer. No agility significou um afastamento tremendo. Infelizmente não dá pra ter tudo na vida. Algumas vezes você precisa escolher que caminho tomar, nem sempre ele é o do meio.

Abrir mão de certas coisas e entender que as decisões runs sempre nos trazem coisas boas é algo complicado. Esse ano aprendi que o alimentar o mal humor é a maior perda de tempo. Não que eu fique sempre bem humorado, alias isso é algo que realmente não sou, embora viva a vida fazendo piadas. A maioria sem graça.

Um ótimo 2013 para todos!



Tags:

Geral

Comentários

30/12/2012 14:44:32 #

Vívian Razel

Como já tinha falado, muita coisa mudou. Cidade, casa, cão, casa de novo, afinal passamos por uma mega reforma e nós mesmos! Agora é hora de pensar nas metas para 2013!

Vívian Razel Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"