Descanso merecido

escrito por Fabi Estiga nesta data  29. maio 2013 15:57

Prestes a completar 11 anos, agora em setembro, Candy está oficialmente aposentada. A última prova foi o Agility da 10ª etapa do XIV Campeonato Brasileiro de Agility. Foto ao lado: Américas e Caribe 2009, no Brasil.

O cachorro não entende isso, pelo menos achamos que não, mas o que a Kátia sentiu nesse último "fica" está na ótima matéria que foi ao ar hoje no site da CBA. Link abaixo:

http://www.agilitybr.com.br/detalnot_agt.asp?prod_id=1824

Dupla Campeã Mundial de Agility. Pouca coisa precisa ser dita depois disso. Alias pouco precisa ser provado!

Não aposentei nenhum cachorro no agility ainda. Mas deve ser algo muito difícil, mais ainda quando você tem uma relação tão intensa como essa da Kátia com a Candy. "Cachorro se aposenta, condutor não" diz Fabiano Estigarribia, e sempre ficará, creio, aquela vontadinha de colocar mais uma vez pra competir.

Legal, como conta ela na reportagem "nas ultimas competições internacionais percebi que ela estava se cansando, correndo menos em pista", que sacou a hora certa para essa parada. Terminou o XIVBR na 3ª posição o ranking G3 Mini e na VCPA foi vice. Nada mau pra uma doguinha prestes a completar 11 anos!!!

Só resta lembrar dessa dupla com carinho, torcendo para que os sucessores tenham o mesmo empenho, representando o Brasil e o Agility Brasileiro em tantos lugares.

Sucesso é relativo, no entanto nesse caso não.



Tags:

Agility

Comentários

29/5/2013 18:31:22 #

Vívian Razel

Ver a descendência do seu cão não é tarefa nada fácil. Fale também definir o sentido de "aposentar". Para cães que sempre fizeram exercícios físicos, parar pode ser tortura ao invés de ser descanso. Vejam o judoca Aurélio Miguel e o goleiro Ronaldo do Corinthians. Parar não é saudável, diminuir sim. Aposentar pode ser parar de competir, mas treinar sim, sem talvez a exigência do máximo. O problema é que quem treina em escola, acaba pagando por cão e treinar um cão que não é pra competir, acaba sendo muito gasto.

Tudo isso ainda é muito mais amplificado para aqueles que tem só um cão.

Muito pra pensar com isso!

Vívian Razel Brasil |

2/6/2013 17:45:55 #

Katia

Oi Fabiano, muito obrigada por suas palavras, a Candy é,e vai ser sempre muito especial pra mim,e com certeza naofoi uma decisão fácil, mas como disse na matéria ela vai continuar a fazer a agility nos treinos como brincadeira fazendo percussos sem exigir muito dela, pois ela gosta muito,quando vou treinar,ela late pedindo para eu manda-la aos obstáculos.A saúde dela sempre vai vir em primeiro lugar! bjs Kátia

Katia Brasil |

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"