Ah uma Brasa |oo -w- oo| fosfato

escrito por Fabi Estiga nesta data  28. março 2017 18:03

Quando a Brasablue voltou da temporada que passou no matador de carros aqui perto de casa eu tive que me embrenhar entre as partes dela para colocar no lugar tudo o que ele tirou, e ainda estou fazendo isso, mais de seis meses depois. Porém ao fazer as coisas funcionarem fiquei muito contente com o meu parco conhecimento, ele era útil.

Vívian comentou que eu reformaria o carro em casa. Achei difícil, sem garagem, sem conhecimento, sem ferramentas... era complicado. Alias, é complicado. Mas ao ver os valores cobrados no mercado por reformas achei que deveria começar a pensar seriamente em fazer por conta própria, mesmo sabendo que isso seria uma tarefa nebulosa.

Mas comecei com o capô, que é uma parte horrível de trabalhar, pelo tamanho. Deveria ter começado com partes menores e menos aparentes. Essa peça deve ter quase dois metros quadrados, deixar lisa pra um iniciante é missão quase impossível. Nesse meio tempo acabei negociando com um dono de Fusca as rodas da foto.

Elas estavam com três camadas de tinta, a original, uma preta e outra cinza. Porém eu é que não ia pintar novamente sem uma reforma profunda. Achei uma empresa que faz jateamento, mandei tirar toda a tinta e ferrugem. Ficaram lindas. E descobri algo que nem o dono sabia, três das rodas são originais de Fusca. 75, 78 e 80 os anos de produção. Nenhuma delas serviria para o nosso Fusca, ano 79.

Depois de jatear as rodas ficam no ferro puro, totalmente livres para a ferrugem tomar conta. Hoje dei uma passada de fostatizante. Justamente visando parar esse processo. A roda que não é original talvez esteja condenada, está bem ruim e com um amassado considerável. Talvez eu continue a reforma apenas para ter um jogo de rodas iguais. Não vejo muito problema nisso agora, já que esse é pra ser um jogo reserva mesmo.

Agora, o capô tem dado um trabalho extra. Como já falei é uma área muito grande, e que fica muito aparente no carro. Já pintei uma vez com um azul mais claro que aquele que eu achava que seria melhor. Azul arára. Só que no encontro de domingo passado em Portão vi um Fusca Azul que parecia ser muito com o azul da Brasília. Fui conversar com o dono e ele me falou que era azul norturno.

Fui na loja de tintas e pedi um azul noturno pro colorista. Xique não? Colorista. Peguei, levei pra casa, preparei pra pintar e batata!!! É exatamente a mesma cor. BrasaBlue Notúrnica.

A primeira passada eu consegui um resultado bom, não terminei ainda, mas isso já é muito melhor do que tinha ficado antes. Agora falta conseguir aquele efeito de pintura que parece um espelho. Isso vou tentar na próxima. E depois tem que passar em todas as outras partes do carro, e tá feito!!!

Meus cálculos dizem que jamais terminarei de pintar Brasablue.



Tags: , , , ,

Ah uma Brasa

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"