Medalha, Medalha, Medalha, o poder...

escrito por Fabi Estiga nesta data  8. junho 2017 10:25

O critério olímpico é uma das grandes sacadas da CBA nos últimos cinco ou seis anos. Desde que acabaram com o incentivo de seis meses para duplas novas, nas provas a gente só via minguar o número de debutantes. Ao ponto de em algumas o número não chegar aos 10!

Dados já citados, Copa CBA 7 teve 12 iniciantes marcando pontos, enquanto que na CBA 8 foram 55 com medalhas. Fica a dica, incentivo, mesmo que seja os 50% de desconto para os estrangeiros, faz o agility crescer.

O custo certamente é maior, mais medalhas, ao mesmo tempo a arrecadação aumentou. Quatro vezes como já citamos.

Mas esse aumento se deve a dois fatores. Primeiro os graduados, despidos da vergonha que parecia ser ter um dog no iniciante, coisa que não é, se fosse por isso ninguém começaria lá, muitos estiveram e ganharam suas medalhas e rodaram os seus cães. Do outro lado os iniciantes pouco se preocuparam com isso.

Mais um ponto positivo, as provas deles sempre foram as primeiras! Em qualquer competição (natação, judô, futebol) sempre começamos pelos "menores".

Anteriormente como era por pontos, o ranking óbvio premiava a dupla mais rápida, e cachorro de graduado tende a ser mais rápido, ou quase, nem sempre pela velocidade em si, também pela experiência. Ai ganhava.

Do outro lado os iniciantes até podem reclamar ainda que os mais rodados tem vantagem, porém não no tempo e em pontos. Isso é bem nítido nos rankings. Embora em alguns tenhamos graduados vencendo, não é 10 medalhas contra duas, é no máximo uma de diferença, quando tem. Se por pontos fosse seria 200 contra 75.

Até a retirada da passarela faz mais sentido agora.



Tags:

Agility

Fabi Estiga

Mais, nas redes sociais.




Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"