Américas e Caribe Brasil 2015: a onda do Agility se propaga

escrito por Virazel nesta data  3. maio 2015 19:01

No início eram apenas ideias e dúvidas se haveriam vagas para todos os brasileiros, mas acredito que ninguém que queria participar desse Américas e Caribe tenha ficado de fora. Foi de novo um recorde de participantes e países e assim fizemos bonito! Com certeza teve ter havido problemas, erros, mas o evento está sendo marcado pelos sucessos! 

A única coisa que realmente ficou faltando foi a festa de encerramento que foi atrapalhada por causa da chuva. 

Quando um evento é bom, acaba sendo falado durante vários dias. No caso do Américas e Caribe Brasil 2015, mesmo após 14 dias, muitas fotos, notícias e comentários estão sendo divulgadas nas redes sociais e na internet. Fomos presenteados, também, com a filmagem de algumas televisões locais. Um sucesso!!!! 

Além disso, tenho certeza que o evento trouxe para cada praticante de agility, um desejo de evoluir, mellhorar, crescer! É a propagação dessa linda onda que está presente tão intensamente em nossas vidas: Agility!

Abaixo alguns links da propagação, além dos Blogs, álbuns de fotos!!!!

http://www.itu.com.br/animais/noticia/xv-copa-americas-caribe-transforma

http://www.itu.com.br/educacao/noticia/alunos-do-colegio-almeida-junior

https://www.youtube.com/watch?t=12&v=DU5orKr3W2k

http://entretenimento.r7.com/hoje-em-dia/videos/cachorros-de-diversos-paises

http://globotv.globo.com/tv-tem-interior-sp/tem-noticias-1a-edicao-sorocabajundiai/


Tags:

Américas&Caribe2015

Vívian Razel

Começou dentro do agility por volta de 1999 em São Paulo, primeiro apenas acompanhando as provas de agility, frequentando treinos e aulas de adestramento. Alguns anos mais tarde surgiu a possibilidade de comprar seu primeiro Border Collie, em 2003. Elvis, cão que... leia mais

 


Últimos Comentários

Comment RSS


Agility Esporte - divertimento acima de tudo. Se você faz agility e não se diverte é porque está fazendo errado. Acima de qualquer coisa respeite seu cão, lembre-se que ele nunca erra, não tem culpa e não pediu para praticar o esporte. Assim o bem estar de ambas as partes é primordial sempre. "Praticar é preciso, divertir-se é necessário!"