Hotel da Serra, a sua segunda casa

by Administrator  Dia 10/2/2016

São Paulo é o estado do Brasil com o maior número de escolas físicas. Que existem não apenas filosoficamente. Oferecendo estrutura de escola mesmo, algo que a cada dia tem se tornado mais difícil. Henrique e Heloísa, o casal "H", e Heleninha filha deles, não tem bem uma escola, é praticamente uma segunda casa para Agilitístas.

Assim que você chega no do Hotel da Serra, em Mariporã - SP, encontra uma mesa com comida, bananas, balinhas, bolo e uma cafeteira. Tipo aquelas mesas para atletas em competições. Um amplo gramado logo a esquerda de quem entra abriga a pista, obstáculos em vermelho e azul. As reformas tem sido constantes, investimentos que visam melhorar os treinos.

Parece que eles querem que as pessoas se sintam como eles gostariam de se sentir se fossem alunos. Essa foi minha segunda fez no Hotel da Serra, da primeira não tinha grade para separar a pista do estacionamento e também não tinha uma área pequena de treinamento separado. Boa para iniciar cães ou para dar aquela esquentadinha antes da pista ou acalmada, depois.

Henrique me explicou as obras que viriam quando estivemos lá, no final de semana antes do Américas e Caribe 2015. Formamos um time para o Open: Adalgisa, Chú, Henrique e Eu.

Helô ou Cris, como eu a chamo, anda meio afastada das competições, mas Henrique, que já foi Coordenador da CBA (Comissão Brasileira de Agility) e é árbitro internacional de Agility, segue em pista. Quando não está competindo está julgando. Cris, ou Helô, começou com a Panda, da raça Pastor de Shetland. Essa doguinha foi essencial para o agility da família.

Na foto ao lado Henrique e Helô.

Agility

Além do Hotel para Câes, e do DayCare, o Agility, como podemos ver na primeira foto deste post, é grande parte dos interesses do Hotel da Serra. Henrique é um cara que estuda o esporte. Calmo para treinar ele tem sempre uma dica para dar pros que estão em pista. Uma ou muitas, depende do quanto você quer saber. kkk. Como estava há tempos sem treinar ele pegou leve.

Neste sábado em que estivemos lá a galera era basicamente a que já treina e compete. Todos se conheciam e logo o treino fica cheio de histórias. Antigas e novas. Mais legal que fazer agility é estar no agility, porque você encontra pessoas que pensam parecido com você. Compartilhando dos mesmos problemas e algumas vezes das mesmas soluções.

Nem tudo é festa no esporte, no entanto superar nossas limitações e progredir é grande parte do agility.

Na foto abaixo, da esquerda para direita temos: Adalgisa, Simone, Henrique, Helô, Haroldo (que não tem nada a ver com a família, porém tem o nome iniciado pela letra "H"), Vìvian, Patrícia, Luciana e este que escreve. Adalgisa, Simone, Henrique, Helô e Vìvian treinavam juntos no finado CTA.

Os cães não citarei porque não sei o nome de todos. A Border amarela que está com Henrique é mãe de uma ninhada de Bordinhos muito queridos que tive a oportunidade de apertar.

Fica então a dica, para os que querem um lugar legal para treinar, perto da Zona Norte de São Paulo, ou ainda dos serviços de hospedagem. Hotel da Serra é uma ótima opção para você e para o seu cão. Você encontra abaixo um link para 20 fotos muito legais que tiramos.

Link para 20 imagens no Facebook>>

Meu Treino

Técnicamente meu treino foi fraco, porque não fiz exigências em termos de desempenho, mas a intenção era apenas diversão.

O Henrique deu uns toques, grande observador e entendedor de agility que é, se fossem trechos pequenos de treinamento teria corrigido e tenho certeza que seriam de grande valia.

Mesmo assim, de uma passagem para a outra consegui melhorar a doga. Terminei esse sábado realmente feliz com a Glee. Ao lado um vídeo by Japa Adalgisa Sato. Brigado!

Veja mais no meu blog:
http://www.agility.esp.br/fabi


Encontro dia 27 de fevereiro

27/02 haverá um encontro de Borders aqui da comunidade do Facebook Border Collie Mania. Haverá Food Truck, Agility, e mini palestras com adestradores e veterinários! Ocorrerão sorteios de brindes aos participantes. A entrada será gratuita mediante prévio cadastro!

| Voltar ao Topo |

Road Trip - GoToRio

by Administrator  Dia 30/7/2015
Férias de inverno do Théo, seria bom competir em uma prova de agility, já que perdemos a abertura do XVII Brasileiro. Também seria bom fugir da chuva, porém São Pedro não nos ajudou muito. No Rio também não pegamos tempo bom, mas isso foi o menos importante.
Sexta-feira
31/08/2015
Foto acima by Fabiano Estigarribia.

Sem programação, fomos nós e os cães rumo ao Rio de Janeiro para a abertura do XII Campeonato Carioca de Agility. Falei com a Vanessa pelo Face: "e ai vai na prova" perguntei. Ela disse que não. Retruquei "se você for nós vamos!". E ai fechou. Depois de 15 dias aqui no Rio Grande do Sul, onde choveu em 13, uma viagem para tirar o mofo era necessária.

Antes passamos em Sampa, para ficar um pouco com a família da Vìvian, e já aproveitamos pra deixar os velhos para trás. Elvis, Gorda e Schummy. Ah, Godura fez 11 anos dia 26 de julho! Os outros dois, aposentados, tem 12 anos, cada um. Outro que fez aniversário, mas de mês, foi o Nimoy. Agora a pulga saltitante tem 7 meses!

A equipe Amigo Cão AgilityESP no Rio de Janeiro

Fabiano/Bola - Border Collie - Standard Grau 3
Fabiano/Glee - Heeler Collie - Standard Grau 2
Théo/Bola - Border Collie - Standard Grau 1
Vívian/Coca - Border Collie - Standard Grau 1

Não dá pra contar tudo o que foi feito em Sampa nos dois dias e meio que estivemos lá. Tiramos fotos, jogamos futebol, comemos pizza na Pizza Hut, passamos na Cobasi e descobrimos que agora eles tem todos os modelos de caixas transporte, com preços proibitivos. Pra se ter uma ideia a caixa da Coca, que pagamos 270 reais, custa hoje quase o dobro! Com o valor não dá pra comprar a caixa do Nimoy. É o dólar, é a crise.

As provas

Foram realizadas em uma Vila Olímpica,  local ímpar muito estruturado. A pista era de saibro, um ex campo de futebol de grama, mas com ótimo grip, para cães e condutores. No sábado a chuva tratou de deixar mais fofa, domingo não choveu, mesmo assim a umidade estava lá. Acabei fazendo os resultados das provas na secretaria, já que o computador deu pau, foi bom pra exercitar a mente com os tempos e faltas das duplas.

Dentro de pista nosso melhor resultado foi o 1º lugar da Glee no Grau 2 Standard. Por muito pouco não passamos para o grau 3. Corri mais, cheguei mais, não estive atrasado. As pistas do Grau 2, montadas pelo Rodrigo eram abertas. E apenas isso já foi uma grande vitória. Provas assim servem bem como preparação para competições com mais cães.

Théo e Billy Bola - um caso totalmente diferente. O condutor precisa de muita pista para entender melhor o funcionamento do agility. Foi desclassificado por não ter a manhã de correção. Por um lado é bom, andar mais tempo no grau 1 será bom para que ele ganhe essa maturidade no agility. De bom temos a iniciativa dele em decidir qual a melhor condução para seu cachorro. Nas duas vezes em que ele decidiu o que fazer deu certo;

Vívian e Coca - é o melhor cachorro desses quatro, mais potencial, mais velocidade. E o mais novo. Então é normal que tenha seus altos e baixos. Foram três pistas completadas e três desclassificações. Porém como uma dessas era pista-extra não chegaram ao pódio em nenhuma das etapas. Precisam concentrar os treinos mais em coisas básicas como posicionamento nas zonas e entradas de slalon. Muitos erros eram evitáveis e ocorreram por falta de atenção.

Churrasco Congelado

De sábado para domingo, na pousada onde ficamos hospedados com os amigos Rafa e Vanessa, a ideia era fazer um churrasco. Porém uma sucessão de erros nos deixaram com carne e cerveja congeladas, carvão úmido e sem fogo!

Quem conseguiu tacar fogo no carvão foi a dona da pousada, a Mariana. Que tinha um carvão especial e um álcool mega forte. Acho que foi isso. Fiquei meio devastado por ter perdido para uma mulher, na arte do churrasco, mas precisava me recompor, rapidamente, já que não havia muito tempo para começar a servir. Domingo já estava próximo e a fome da galera só crescia. No final tudo deu certo e até conseguimos comer e beber abundantemente.

O encontro merecia uma foto melhor, mas pior seria ficar sem foto. Abaixo, da esquerda para a direita: Rafa, Eu, Vanessa, Théo e Vívian. Obrigado Van, obrigado Rafa, por tudo!

A viagem acabou, foi incrível. A próxima não sabemos quando será, mas com certeza, um dia, voltaremos para o Rio de Janeiro, com mais tempo!

Fabiano Estigarribia
http://www.agility.esp.br/fabi

Curtinhas

:) Foram 3172km rodados pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro;

:) Vívian precisava de um Excelente Zerado para mudar de grau com a Coca, não conseguiu;

:) Théo precisava de dois Excelentes Zerados com Bola, também não conseguiu;

:) Porém demonstrou, Théo, um amadurecimento, dentro de pista, começando a pensar na sua condução, sozinho;

:) Fabiano foi desclassificado uma vez com Bola porque o cachorro fez cocô na pista. Primeira vez que isso acontece com ele;

:) Fabiano fez vários vídeos da viagem. Você pode ver todos acessando a página do Café com Agility no Face;

:) Fabiano, Vívian e Théo usaram as novas camisas da Amigo Cão e também os novos agasalhos, sim estava frio no Rio de Janeiro.



| Voltar ao Topo |

Surpresa do Distrito Federal - Luiza e Léia

by Administrator  Dia 27/4/2015

A primeira pessoa que vi ao desembarcar no DinasCup, domingo antes do Américas e Caribe foi a Luiza. A última vez que vi ela foi durante o Seminário da Lisa Frick. A gente sempre conversou, desde que ela começou a fazer agility oficialmente. Os estrangeitos se topam logo de cara pelas distâncias regularmente percorridas.

Depois da importação da Glee, filha do Uno (dog da Luiza), passamos a regularmente trocarmos figurinhas.

Na foto acima. da dir. para esq.: Paulo, Luciana, Artur Pires, Dan Wroblewski, Luiza com Léia, Marcela e Caio. Pódio grau 1 Midi.

Como chegamos bem antes da prova começar, conversamos um pouco e, óbvio, chegamos ao assunto mais falado pra quem tem cães grau 1: "Quantos EZ pra mudar de grau?". Meio que chutei que faltava um EZ pra ela e faltava. Mas ela estava bem desencanada (mentira) e falou algo do tipo "ah se não der não deu". Aham, sei.

Fato é que ela não apenas fez o EZ que faltava, bem como foi logo na primeira pista e também completou as outras três daquele dia no DinasCup. Pra quem fez a inscrição no Américas e Caribe, visando competir no grau 1 apenas na quarta-feira estava muito bom. Deixou de competir no primeiro dia para entrar em pista na quinta e sexta, dois dias e nas provas por equipes do Américas e Caribe Open, já que Léia é um SRD e não tem Pedigree, logo não compete no A&C. Está ai uma regra que poderia mudar. A FCI só perde com isso.

Mas o assunto aqui é: Luiza e Léia!

Chegou o Américas e Caribe e lá foram elas, provas após prova. Times, individual e Gran Jumping. E de forma competente, completaram todas as pistas! Sim todas! Aproveitaram ao máximo as oportunidades. Eu deveria falar sobre cada dupla que esteve em pista, cada pequena história. Mas não acompanhei todas. Quis o destino que algumas dessas tantas me acompanhassem de perto, outras nem tanto e algumas eu nem sei direito. Deixo para outro contar.

"Achei que nunca ia passar pro grau 2" conta ela que também diz estar mais motivada para treinar com mais frequência "sem treinar foi uma bela surpresa" e ainda diz que "nem tinha pensando muito nas pistas do americas porque estava convencida que ia competir no grau 1" quando perguntada sobre ter completado todas as pistas do A&C2015.

Ao lado Luiza com Léia no Américas e Caribe 2015 em Itu. Foto by Jorge Miranda.

Show Luiza, e veja se não demora tanto pra aparecer novamente! Que esses resultados sejam mais um impulso rumo a MAIS AGILITY no Distrito Federal. Os dois pódios na DinasCup e o pódio no Américas e Caribe (GranJumping) são resultado de toda experiência acumulada e que precisa estar em pista!

Abaixo no pódio do GranJumping: Carol Engelke, que ajudou Luiza nos reconhecimentos, Luiza com Léia e o árbitro Sascha Grunder.

Fabiano Estigarribia
http://www.agility.esp.br/fabi

| Voltar ao Topo |

Equipe do RS no Américas e Caribe 2015

by Administrator  Dia 24/4/2015
A maior competição das Américas em número de países participantes contou com quase 300 duplas em pista, durante cinco dias. Sete dessas duplas eram provenientes do Rio Grande do Sul e mostraram um ótimo desempenho dentro da competição. Na foto abaixo: Arthur Wollman, Aurelio Schubert, Fabiano Estigarribia, Théo Eamistigarribia e Vívian Razel.
Sexta
24/04/2015
Foto acima by Luciana Spinelli.

São raras as oportunidades para competir internacionalmente dentro do seu próprio país. O Américas e Caribe 2015 foi o terceiro sediado no Brasil. A oportunidade anterior foi em 2009, quando as provas ocorreram em São Bernardo do Campo. Três dois cinco condutores estiveram lá.

Aurelio é o condutor dessa equipe com mais participações, foi a décima vez em que esteve em pista. Desde 2006 não faltou nenhuma. Esteve na Colombia, México, Argentina, Chile e Peru. Como técnico da equipe foi nossa referência, dentro e fora de pista.

Já no primeiro dia de AeC2015 tivemos muitas emoções. Nossas duplas grau 1 deram um verdadeiro show nos percursos montados pela Sandra e pelo Sascha, vindos respectivamente da Itália e Suíça.

Muitos pódios no Grau 1

Uma coisa é certa, a superação dos limites foi o principal ingrediente dessas conquistas. Nas duas pistas colocamos nossas quatro duplas grau 1 entre os 10 primeiros. Na primeira entrada Arthur fez o melhor tempo com Buddy e o quatro melhor com Tequila. Vívian ficou na 7ª posição com Coca e Théo, conduzindo Billy Bola na 10ª.

Resultado disso? Dois cães campeões logo na primeira pista do Américas e Caribe que premiaria o Grau 1 por pernas. Então haveria chances de mais medalhas. Abaixo: Arthur com Buddy no pódio.

Na segunda Arthur teria mais um pouco de pressão. Com dois Excelentes Zerados se conquistasse mais um passaria para o grau 2, podendo disputar todo o Américas e Caribe. Ele foi lá, com aparente calma e fez o segundo EZ do dia!!!

No entanto, mesmo assim, não perdemos a prova. Vívian com Coca fez a sua melhor apresentação no Grau 1 e zerou com o melhor tempo. Primeiro lugar pra ela. E pra finalizar esse incrível dia para nossas duplas Théo ficou com Billy Bola na 4ª posição, subindo também no pódio!!!

Abaixo, segundo pódio do Grau 1. Vívian com Coca em 1º, Arthur com Buddy em 2º e Théo com Billy Bola em 4º lugar.

Open e Américas e Caribe

E lá fomos nós com quatro duplas para as provas que ocorreram de quinta-feira até domingo. Com o recém passado para o G2, Arthur/Buddy, mais Aurelio/Guapo, Fabiano/ Glee e Billy Bola.

Arthur e Buddy: debutando em competições internacionais foram provas de fogo, mas foram ótimas provas. Dando sequência nos treinos chegarão ao nível das melhores duplas. Sem dúvidas o AeC2015 foi um grande aprendizado para entender melhor a dimensão do esporte e o que daqui pra frente precisa ser trabalhado;

Aurelio e Guapo: a dupla estava sempre com excelentes tempos, mostrando que todo trabalho feito até o momento foi na direção certa. A 9ª posição no Jumping Open individual, como segunda melhor duplas Brasileira e o quarto melhor tempo no Agility individual do AeC, com uma falta, atestam a evolução e os colocam com os melhores do Brasil no Standard hoje;

Fabiano e Glee: o melhor momento da dupla foi na mesma pista em que Guapo foi 9º colocado. Logo atrás, ficaram com a 19ª posição entre todos os países e como 3ª melhor dupla do Brasil. Uma grande conquista. Outro ponto de destaque foi junto ao time SRDBrasil. Terminaram na 11ª posição entre mais de 30 equipes. A dupla precisa amadurecer um pouco mais, mas estão no caminho certo;

Fabiano e Billy Bola: infelizmente a dupla não rendeu o esperado. Bola não estava com muita disposição. Talvez a viagem, talvez muito tempo de espera pelas pistas. De qualquer forma completou alguns percursos e com certeza deu o seu melhor.

Uma grande festa

Sem dúvidas o Américas e Caribe é um grande agregador. Você conhece gente de todos os países, fala e vê gente que nunca veria em uma competição nacional e compete com elas. Colocar seu cachorro em um percurso de árbitros que julgarão o Mundial 2015 é uma oportunidade única. Sandra e Sascha estarão na Itália julgando os melhores do Mundo!!!

Com certeza essas duplas voltam para a casa com uma bagagem gigante e muito motivadas para continuar a competir. Obrigado por representarem o Brasil e o Rio Grande do Sul!

Curtinhas

:) Arthur com Buddy teria ganho a prova se ela fosse combinada. Soma das duas pistas;

:) E mais, se fosse assim teríamos colocado quatro duplas em cinco possibilidades;

:) Arthur passou Buddy para o grau 2, fez um excelente com Tequila, faltam dois;

:) Para Vívian e Coca falta apenas um EZ para mudar de grau, enquanto que Théo e Bola tem apenas um;

:) Na próxima temporada esses cães poderão estar já, todos, no grau 2;

:) O próximo Américas e Caribe ocorrerá na Colômbia, em 2016;

:) E as próximas provas nacionais serão as Seletivas 2015, em Atibaia.




| Voltar ao Topo |

Homenagem para Blanka

by Administrator  Dia 22/4/2015
Com 11 anos completados dia 19 de março de 2015, Blanka se aposentou no Américas e Caribe 2015, a sua última pista foi o Agility individual Mini da competição. Deve ser muito difícil parar um cachorro multi-campeão como é o caso, mas são tantas lembranças incríveis que superam qualquer travo de amargura pela aposentadoria.



O vídeo abaixo é o resultado de várias conversas que tivemos. Mas Paulo ao mesmo tempo que queria fazer relutava em mandar o material, parecia sabotar a própria vontade, talvez até de forma inconsciente. Até que depois de uma conversa com a Juliana Sales o material, muitas fotos, foi enviado. O vídeo que aparece no final é a última pista dessa longa carreira que inclui seis títulos nacionais, inúmeros títulos sul americanos e um título mundial.

| Voltar ao Topo |

Time A, Time B, Time SRD

by Administrator  Dia 2/4/2015

Enquanto alguns discutem qual seria o melhor time A e o melhor time B para o Américas e Caribe, ninguém discute o charme do time SRD. Composto apenas por cães Sem Raça Definida, o quarteto chamou a atenção de todos e caiu no gosto da galera logo que foi anunciado.

Infelizmente a FCI só permete cães com Pedigree em competições internacionais. Dessa forma Bartho, Romeu, Cacau e Glee, só estarão competindo no Open. Mas vamos conhecer melhor as duplas que estarão em pista representando o Brasil no Time #SRDRules do Américas e Caribe 2015.

Doriela/Bartho

Dupla Grau 3, terminou o ranking da VII Copa Paulista na 4ª posição, apenas 10 pontos atrás do ViceCampeão! Com diversos pódios no grau mais alto do agility nacional vem demonstrando muita segurança e pistas rápidas;

Daniela/Romeu

Dupla Grau 2 atual Campeã Brasileira Grau 2 no Qualquer Raça Menos Border Collie. Sem a pelagem Romeu parece muito um Poodle, cabeludo como está na foto não tem similaridade com nada. É um puro SRD.

Camila/Cacau

Vale dizer que para disputar as provas de times todos os cães precisam ser graduados, 2 ou 3, Cacau é Grau 2. Pequena para um Standard Cacau não se intimida e demonstra muita velocidade em pista.

Fabiano/Glee

Grau 2, também, Glee é a menos experiente desse time, com poucas provas entrou no lugar que deveria ser de Daniel com Cookie, que infelizmente não está inscrito para o Américas e Caribe. Daniel cumpre a função de mentor do quarteto Sem Raça, com suas estratégias.

| Voltar ao Topo |

VI Copa CBA - abertura no Centro Cultural Wurth

by Administrator  Dia 28/8/2014
O Centro Cultural Wurth é um ótimo lugar, com estrutura ímpar, para receber o agility. E as provas renderam boas disputadas dentro de pista de grama sintética, das melhores que tivemos oportunidade de correr nos últimos quatro ou cinco anos. Veja melhor como foi a prova e a participação de nossas duplas
Quinta
28/08/2014
Foram cinco duplas AgilityESP em pista e muita gente usando nossas camisas e bonés também. Vários foram entregues e o sorteio bolado pelo Café com Agility teve como vencedora a Ludmilla, de Minas Gerais. Faça bom uso e que lhe traga boa sorte dentro das pistas.

Centro Cultural Wurth

Um ótimo local para realizar provas. O piso, sem dúvidas é o grande diferencial. A grama sintética com borracha picada fornece ótima aderência, tando para os cães quanto para os humanos. Totalmente cercada com grades só não é melhor porque prejudica um pouco as filmagens e fotos. Porém isso é secundário. O que importa realmente é o bem estar dos cães.

Contando com um hotel, lancheria, banheiros e muito espaço para estacionar pertinho da pista, o local é um sonho para todo agilitísta. Abrir o carro e andar 10 passos para colocar sua caixa transporte na barraca da escola é para delirar.

Dois destaques dentro da equipe
 

Adalgisa e Yuki - Border Collie - foram o grande nome do sábado para o AgilityESP. A quinta posição no Open 2 e 3 foi uma conquista e tanto. Adalgisa prometeu dedicação extra para essa temporada, visando inclusive o grau 3. Precisa para isso de dois combinados zerados.

Mas não foi apenas no Open que adalgisa foi bem. Ficou com a primeira colocação no pódio do grau 2 também, onde ocupa a 2ª posição no Ranking que dará uma inscrição para o Américas e Caribe ao Campeão.

Fabiano e Glee - Heeler Collie - fazendo as primeiras provas no Grau 1 a dupla obteve no final de semana dois excelentes zerados. A dúvida que o condutor tinha com o slalon, por recém ter finalizado o obstáculo, foi totalmente dizimada, uma vez que ela teve zero de erros nesse obstáculo. As duas pistas zeradas também foram as mais rápidas, dentre todas as categorias, apesar de alguns errinhos de condução.

As duas vitórias, que pelo regulamento novo renderam quatro medalhas, foram um grande incentivo para a dupla que precisa agora apenas de mais um EZ para subir para o grau 2.

Vívian e Elvis

A dupla que começou a temporada de despedida foi bem. Terminou as quatro pistas, mas com algumas faltinhas. Em determinados momentos bate uma insegurança no cachorro e ele faz coisas estranhas dentro de pista.

Mesmo assim foi um final de semana de recuperação. Os 81 pontos marcados deixam a dupla na terceira colocação, um atrás do vice líder e 60 atrás do 1º lugar. Como é uma competição curta é bem mais complicado tentar uma recuperação. Vívian quer apenas aproveitar as últimas pistas com o Rei.

Próximas provas nacionais são pelo XVI Brasileiro

Da próxima vez que a equipe do AgilityESP estiver reunida será para a disputa das etapas de abertura da décima sexta edição do Campeonato Brasileiro de Agility. Em outubro. Até lá!!!

Abertura do XIVCBR
1ª etapa - 18/10/2014
2ª etapa - 19/10/2014

Finais da VI Copa CBA
3ª etapa - 06/12/2014
4ª etapa - 07/12/2014

Curtinhas

:) Dylon e Billy Bola não foram bem nas provas, justamente os cães grau 3 que temos hoje;

:) São conduzidos respectivamente por Adalgisa e Fabiano;

:) Brigado aos que compraram os bonés. Já temos vários pedidos para entregar na próxima etapa. Vocês ajudam dessa forma na divulgação do Agility;

:) Muita gente gravou o "eu assisto café com agility". Mais de 40 pessoas. Pena que não temos bonés para distribuir. Quem sabe um dia;

:) Glee obteve o melhor resultado em termos de medalhas. Duas do grau 1 standard e duas do Qualquer Raça Menos Border Collie;

:) Pelo novo regulamento cães grau 1 e iniciantes não marcam mais pontos em rankings;

:) Coca, doguinha que está sendo preparada pela Vívian para entrar em pista, em breve, surtou várias vezes durante o final de semana.



| Voltar ao Topo |

Temporada 2014/2015 - VI Copa CBA

by Administrator  Dia 11/8/2014
Dias 16 e 17 de agosto começaremos nossa caminhada dentro da temporada 2014/2015. Serão cinco duplas na abertura da VI Copa CBA em Cotia - SP. A competição que classifica duplas para o Mundial é de nível nacional e bom nível técnico.
Segunda
11/08/2014
Copa CBA

A sexta edição da Competição começa em um local novo, que recebeu a abertura da VI Copa Paulista, o Centro Cultural Wurth, na grama sintética e contando com dois dos melhores árbitros do nosso agility nos julgamentos das pistas que classificarão três duplas para o Mundial 2015, que ocorrerá na Itália.

As provas da Copa CBA, desde o seu início em 2006, sempre trouxeram novidades em termos de ranking e pontuação. Na primeira foi adotado pela primeira vez o TSP mais 10%. Ao invés do tempo estipulado pelo árbitro ser referência para faltas de tempo, a melhor passagem zerada + 10% passou a ser usada para definiar o Tempo Standard do Percurso.

Para a atual Copa CBA temos o fim dos rankings do grau 1 e iniciantes, premiação dessas categorias por pistas e não mais pelo combinado. Ao invés dos cinco melhores da soma das duas pistas, agora os três melhores de cada uma são premiados.

São muitas novidades.

Nossa equipe para as primeiras provas

Serão cinco duplas com três condutores. Adalgisa Sato, Fabiano Estigarribia e Vívian Razel, com Dylon, Yuki, Bola, Glee e Elvis. Conversamos com cada condutor pra saber exatamente quais são suas expectativas para a competição e também para a temporada. Todos os cães são Standards:

Adalgisa e Dylon - Border Collie Grau 3 - aprendendo a lidar com sua ansiedade, nas provas vai tentar colocar em pratica aquilo que faz nos treinos e lidar melhor com as possíveis desclassificações. "Não vou ficar estabelecendo metas muito grandiosas. Estou treinando com mais regularidade, e principalmente prestando atenção nos pontos de maior dificuldade" (foto ao lado);

Adalgisa e Yuki - Border Collie Grau 2 - pode ser uma grande vantagem para ela ter dois cães entrando em uma mesma pista. É como reconhecer com o cão, mas é preciso ver qual dos dois será o primeiro a entrar. O segundo teóricamente leva vantagem. "Com a Yuki, gostaria de passar pro 3, apesar de ainda ter algumas coisas pra arrumar. A baixinha merece carimbar a carteirinha com 3 estrelas";

Fabiano e Bola - Border Collie Grau 3 - é a primeira competição nacional para a dupla que recentemente passou para o grau máximo do agility. Tentar ficar em uma boa posição é a meta. "Sem pensar em vaga de mundial, a meta é completar as pistas e tentar o Top10 dessa competição. Já será uma vitória se conseguirmos.";

Fabiano e Glee - Heeler Collie Grau 1 - a mistura entre Australian Cattle Dog e Border Collie vai pro grau 1 depois de competir algumas provas no iniciante enquanto finalizava o treino de alguns obstáculos. "Se completarmos as pistas já será uma vitória. Nesse momento é dar bagagem, com calma, e ver o comportamento dela junto aos obstáculos";

Vívian e Elvis - Border Collie Veterano - última temporada para Elvis, cão que já tem 11 anos de idade e que vai para o seu segundo ano nessa categoria. Despedidas são sempre complicadas. "Eu espero que ele termine as pistas, se divirta e que chegue bem até o final da temporada".

Várias realidades

Nossos três condutores vivem momentos totalmente diferentes em suas carreiras no Agility. Adalgisa está com seus dois cães competindo no grau máximo dentro da Copa CBA, visto que não há diferença entre graus 2 e 3. As provas São Open. Fabiano Tem um cão começando agora com resultados válidos, já que como iniciante não marcava pontos, nem subia nos pódios, pelo fato do condutor ser graduado. É um meio termos entre Adalgisa e Vívian.

A última vive um momento dúbio. Se por um lado disputará as últimas provas com Elvis, por outro começará uma vida dentro do Agility com a Coca no final de 2014 ou início de 2015, que não há porque não ser tão longeva quanto a que teve com seu primeiro Border.

Informações sobre a prova

Data: 16 e 17 de agosto de 2014 
Local: Centro Cultural Wurth 
Site: http://ww.centroculturalwurth.com.br/ 
Endereço: Rua Adolf Wurth, 557 - Bairro Granja Viana - SP

Curtinhas

:) A VI Copa CBA terá quatro etapas. Duas agora em agosto, no meio do mês e outras duas em dezembro;

:) Teremos cães competindo em todos os percursos do final de semana!!! Já que os veteranos entram em pista no percurso de iniciantes;

:) Elvis é atualmente o cão mais velho e que há mais tempo compete. Suas primeiras provas foram em 2004, quando havia completado um ano de idade;

:) Em outubro Elvis e Vívian terão 10 anos de agility oficial;

:) Adalgisa não entrará na com Johnny, Golden Retriever, na Copa CBA;

:) Glee fez quatro provas no iniciantes. Completou sete pistas, seis delas sem nenhuma falta;

:) Coca, é a cachorra que Vívian está treinando no momento. Completa um ano de idade agora em agosto.




 

| Voltar ao Topo |

Finais do I Campeonato Paranaense

by Administrator  Dia 20/6/2014
Foram provas quentes no inverno Paranaense, São José dos Pinhais tornou-se a capital do Agility sul brasileiro desde agosto de 2013, bem opostas as de fevereiro quando fez frio no verão. Tudo pareceu meio ao contrário nesse Campeonato, menos o sucesso. Esse sim, está bem longe de ser fracasso. O Paranaense, e suas cinco etapas, foi nota 10!
Sexta
20/06/2014
Estivemos nas cinco etapas do I Campeonato Paranaense de Agility e as finais, disputadas dias 14 e 15 de junho de 2014, foram as melhores para nossas duplas. Foram cinco pódios e a conquista de três boas colocações nos rankings, que ainda precisam ser confirmadas após a publicação dos resultados e pontos. Foto acima by Fabi Estiga, Elvis na pré pista com Vìvian.

A equipe AgilityESP nas etapas Finais do Paranaense

Fabiano/Bola - Border Collie - Standard Grau 3
Fabiano/Glee - Heeler Collie - Iniciante Standard
Vívian/Elvis - Border Collie - Veterano Standard
Vívian/Bola - Border Collie - Standard Grau 1

4ª Etapa

Começando pelos iniciantes: Com a Glee (foto abaixo by Jorge Daniel Franzoni) entrei novamente na categoria pela experiência de pista, importante para ela. Com as provas desse final de semana, já foram 8 entradas. Como sou graduado (condutor Grau 2 ou 3) não fomos ao pódio. Mas no combinado de tempos terminamos com a primeira colocação. Elvis e Vívian no veteranos não tiveram provas boas, mesmo assim conseguiram terminar as duas pistas e na terceira posição o combinado, foram ao pódio.

Vívian fez suas primeiras pistas com Bola. Na primeira uma desclassificação, mal posicionada e atrasada não mostrou corretamente o obstáculo para o cachorro. Na segunda pista um Excelente Zerado.

E finalizando a etapa, Fabiano e Bola, jornada dupla para o dog, fizeram apresentações boas no Grau 3, porém duas faltas na primeira pista e uma na segunda terminaram com a segunda posição, um bom pódio na primeira vez. E alguns pontos no ranking.

5ª Etapa

Dividi a narração da prova dos iniciantes com a entrada em pista com a Glee. A concentração não foi das melhores, mesmo assim fizemos duas boas pistas. No entanto a segunda, com uma falta e um refúgo, foi ruim. Apesar da ótima velocidade apresentada por ela.

Elvis e Vívian (foto ao lado by Jorge Daniel Franzoni) foram melhores. Além do peso dos seus 11 anos, Elvis sentiu a grama fofa e mediu vários saltos, como havia feito sábado. No segundo percurso Vívian deu mais confiança para o dog e isso ajudou bastante, foi a melhor do final de semana.

No grau 1, Vívian e Bola deram um Show. Zeraram o combinado! Venceram a prova e de quebra já subiram para o grau 2. Seria o esperado para uma dupla praticamente grau 3, o detalhe é que eles nunca treinaram.

E no grau 3 novamente ele, Billy Bola, venceu. Duas pistas zeradas para nós. Mas eu estava contente com aquilo que achava ser um segundo lugar. Ao terminar os dois percursos não sabia que estava na primeira colocação, mesmo assim sabia que estava no pódio e comemorei a segunda posição. Foi um final de semana ótimo. Em nossas vidas, eu e Bola, nunca havíamos feito dois pódios em uma etapa dupla. Só eu não sabia da falta da Fernanda com a Laka na primeira pista. Assim acabei vencendo e a primeira colocação no pódio foi o desfecho perfeito para uma temporada sensacional.

Pódio grau 3 standard da 5ª etapa do ICPR (da dir para esq): Representante da Hercosul, Nicole, Aurélio com Guapo, Marco Polo Rauth, Fabiano com Bola, Paulo Prado (árbitro), Fernanda Lesnau, Felipe Minet e a representante da Virbac.

A desclassificação

Na soma das quatro pistas de Vívian e Bola não tivemos uma falta sequer, apenas uma desclassificação. O mérito da dupla foi fazer pistas para zerar. É difícil um cão respeitar o condutor, mas Bola foi muito fiel a condutora nessas provas.

O agility porém não perdoa distrações, no único momento de pouca atenção de Vívian veio a eliminação. Vídeo ao lado.

Sem títulos

Terminamos o paranaense sem títulos, algo que não importa muito, de verdade. Tivemos um no Brasileiro, do Elvis, e uma boa posição do Bola no grau 2 standard. Entre os 10 melhores. Mas no regional que disputamos não.

Foram poucas provas, apenas cinco. E num campeonato curto como esse é importante marcar desde o início bem. Mesmo assim acredito que ficamos com três pódios nos rankings. Do grau 1 Standard (Ví/Bola), Grau 3 Standard (Fabiano/Bola) e com certeza, 3º lugar para o Elvis no veterano.

Confirmadas as boas posições terá sido a melhor temporada da história da equipe.

Mesmo assim voltamos pra casa com um troféu. Foi esse ao lado, lindo prêmio, entregue pelo Aurélio que recebeu no lugar da Vívian em Itú, nas finais do XV Brasileiro em que não estivemos presentes.

Próxima temporada

O calendário nacional já foi divulgado, a princípio disputaremos o XVI Campeonato Brasileiro e a VI Copa CBA, que começa agora em agosto. Serão juntas 10 provas e além disso esperamos disputar novamente o II Paranaense e talvez o possível Sul Brasileiro de agility. Mas isso é outro assunto.

Obrigado pela visita e por ter lido!

Fabiano Estigarribia
http://www.agility.esp.br/fabi

Curtinhas

:) Vìvian passou com Bola para o grau 2 de forma meteórica. Em quatro provas três excelentes zerados;

:) Glee fez oito pistas nessa temporada, completando sete delas. Apenas uma desclassificação;

:) Dessas sete pistas foram seis excelentes zerados, sem faltas de tempo ou percurso. Uma ótima retrospectiva;

:) Em termos de medalhas foram cinco no final de semana. Duas do Elvis e três do Bola, que subiu no pódio tanto com Vìvian quanto comigo no domingo;

:) A cada medalha ganhamos um ursinho de pelúcia, oferecido pela Virbac;

:) Para os primeiros lugares, a Three Dogs (Hercosul) oferecia um saco de ração. Com nossas boas provas, do Bola, no domingo livramos 16kg;

:0 Duas semanas sem precisar comprar comida!!! Adoramos o Paranaense!!!



| Voltar ao Topo |

XVBR em Campinas

by Administrator  Dia 18/4/2014
Sem dúvidas, em termos de resultados gerais, as etapas de Campinas marcaram o melhor desempenho até o momento para as duplas do AgilityESP. Foram cinco duplas em pista e tivemos uma mudança de grau, dois pódios e a definição de um título.
Sexta
18/04/2014
Foto acima by Miguel Ferigatto, Bola.

As provas válidas pela 7ª e 8ª etapas do XV Campeonato Brasileiro de Agility ocorreram em Campinas, cidade distante cerca de 100Km da capital São Paulo, no estacionamento de um Shopping. Com a grama sintética instalada no asfalto e as barracas instaladas diretamente nele, podemos dizer que estava calor, principalmente no sábado. Domingo com o tempo nublado, estava mais ameno, o clima.

Pisos sintéticos tendem a absorver um pouco mais o calor, bem como areia. O que nos leva a conclusão de que a grama natural é a melhor opção em dias quentes para a pratica do agility. No molhado, caso a sintética seja bem aderente ai, talvez, a natural tenha a desvantagem de escorregar um pouco mais.

A equipe AgilityESP nas etapas de Campinas do XVBR

Adalgisa/Dylon - Border Collie - Standard Grau 3
Adalgisa/Johnny - Golden Retriever - Standard Grau 1
Fabiano/Bola - Border Collie - Standard Grau 2
Fabiano/Glee - Heeler Collie - Iniciante Standard
Vívian/Elvis - Border Collie - Veterano Standard

7ª Etapa

Não dá pra dizer que a equipe no geral foi mal, mas também não dá pra dizer que foi bem. Apenas um pódio nessa etapa. Foi da Vìvian com Elvis, que marcou pontos importantes para o ranking veterano. Concorrendo sozinha nessa etapa, a dupla poderia definir o Campeonato já em Campinas.

Adalgisa completou uma pista com cada um dos seus cães. Sendo que a melhor delas foi com Dylon, no Jumping Standard Grau 3. Na foto acima by Fabiano Estigarribia, Johnny.

Glee fez sua estréia oficial em provas. Já havia entrado com Théo no fraldinhas, mas não valia nada. Também completou uma pista, na outra foi desclassificada. Vale lembrar que condutores graduados acima do grau 1 não concorrem ao pódio, nem ganham pontos em rankings. A dupla entrou apenas para ganhar experiência.

Já Bola completou as duas pistas. O Agility com uma falta de zona e o Jumping com dois refugos. Infelizmente não deu para subir ao pódio. Da 4ª posição no Agility cairam para um modesto 11º lugar no combinado. No final mais 11 pontos no ranking.

8ª Etapa

Embora tenha sido um dia com o mesmo número de pódios, um. Foi bem melhor em termos de desempenho. Infelizmente Adagisa não pode estar na prova, então foram apenas três cães.

Com Bola o melhor resultado do final de semana. Duas pista zeradas, o chamado combinado zerado, primeiro lugar no Grau 2 Standard e com passagem garantida para o Grau 3, mais alto do agility brasileiro. Foram ótimas as provas, apesar da tensão.

Elvis completou uma de suas duas pistas, mas foi o bastante para garantir o título da categoria de forma antecipada. Não pode mais ser alcançado por outra dupla. Parabéns Vìvian e parabéns Elvis!

Pra finalizar Glee (foto acima by Heloisa Cristina) venceu a sua segunda prova, mas como já explicamos não há pódio, nem pontos. Assim foi mesmo para ganhar mais quilometragem, ótima participação.
 

A última pista - foi uma ótima despedida do grau 2. Nunca mais entraremos, eu e Bola, nesse grau. Acho que demorou pra chegar ao topo do agility nacional, mas na verdade foi mais o tempo em dias e meses do que o tempo em número de provas.

Bola é um cachorro bem treinado que não tem vícios e atende bem ao que é solicitado. Com um pouco mais de empenho e atenção podemos ter boas participações junto aos grandes do Agility Nacional.

Título merecido

Élvis prestes, não Presley, a completar 11 anos de idade finalmente chegou ao topo de uma categoria. É nova diga-se de passagem, o veteranos não existe há tanto tempo dentro do Brasileiro e essa edição do certame foi a primeira vez que encontramos cães da categoria standard, então é o primeiro da primeira vez! Foto acima by Heloisa Cristina.

Todos os cães merecem ser campeões e são. Basta que você entenda que ninguém é melhor ou pior que ninguém, apenas diferentes. Esse dog que já esteve na seleção do mundial 2011, subiu no pódio por equipes no Open do Américas e Caribe 2009 e esteve no grau 3 até o início desta temporada, cumpriu e cumpre muito bem o seu papel de cão de agility. Ainda tem lenha pra queimar e devagar continuará competindo.

Foi uma troca justa. Elvis fez pelos veteranos e o veteranos também fez pelo Élvis.

Próximas etapas em Itú - SP

As finais do XV Campeonato Brasileiro de Agility ocorrerão em Itú, no Clube de Cãompo, que recebe a prova há quatro anos seguidos, e é tida pelos competidores como a grande festa nacional. Fizemos um vídeo em uma dessas ocasiões que captou muito bem o clima das provas. É uma ótima oportunidade de conhecer o esporte e pra quem pratica é incrível para simplesmente se divertir. Dias 17 e 18 de maio de 2014

Até lá!

Fabiano Estigarribia
http://www.agility.esp.br/fabi

Curtinhas

:) Bola chega ao grau 3 depois de 33 provas e 75 percursos. Sua passagem pelo grau 1 demorou 8 percursos;

:) Élvis é o primeiro campeão veterano standard dentro do Campeonato Brasileiro, antes disso Pandora já havia sido campeã na mesma categoria, mas na Copa Paulista;

:) Glee fez suas primeiras pistas no iniciantes e com um saldo super positivo. Completou três com qualificação Excelente Zerado. Em apenas uma foi desclassificada;

:) Nas próximas provas já estará no grau 1 ou não estará em pista;

:) Tomei um banho de água fria depois do Jumping. Miguel, torce pra mudar de grau quando eu estiver longe;

:) Montagem das pistas de domingo por conta de Mauro Zimenez e Tiago Vieira foram muito rápidas, parabéns para os árbitros;

:) As provas de Itú, não custa repetir, ocorrerão dias 17 e 18 de maio de 2014.



| Voltar ao Topo |